segunda-feira, 12 de julho de 2010

ADVENTO POÉTICO















Parem as máquinas que a menina chegou!

Veio anunciar auroras!!!!!

Chegou ligando as Américas em mensagens urgentes via satélite!
Chegou para celebrar a paz entre clãs. Deponham as armas, generais, presidentes, capos; tirem dos gatilhos seus dedos nervosos, esvaziem suas ogivas, ó belicosos, que a menina traz luz no nome e paz no gesto.

Chegou a esperada das gentes !!!!

É Anjo e traz a mensagem do espírito que paira sobre as águas. Dá o mesmo recado àqueles com quem o espírito não se comunica.


É a mensagem de todas as coisas criadas: eu acrescento ao mundo o que não havia, eu sou a novidade, a vida nova !!!

A enviada não cobra fé, apenas claridade...


Havia meses que dentro da nave-mãe ecoava a batida que anunciava o advento.


De todos os lugares qu passava a nave chegava a notícia: a mensageira está a caminho.


De onde partiu, de onde começou tal viagem?

Decerto em terra paulista, foi de pauistanos gerada.
Em São Paulo, cidade predestinada, de trabalhos, de amores, de suor, de frias manhãs em que trabalhadores expiram neblina, de quentes meio-dias com almoços corridos, do anoitecer de olhares no Metrô, foi em São Paulo, a que não dorme, a que não pára, que o sonho tomou forma e se ouviu um novo coração batendo - coisa mágica, um coração começar a bater. E antes e depois, de onde veio vin do a menina? De Furnari, lugarzinho da Sicíla ? De Messina ? Roma ? Portugal ? Minas ? Ilhabela ? Nova York ?

O prenúncio se cumpriu: a menina veio a luz, mostrou-se afinal!

Chegou cansada da vaigem, longuíssima viagem desde as origens da humanidade.


Chegou chorando, inaugura sorrisos pelos caminhos!!


Cheia de graça...


Veio atando nações, histórias, mitos,, costumes e tradições.


Chegou para dar continuidade a certo perfil , certo nariz, para ler os livros que ficaram esquecidos nas estantes, para exigir mais compromisso dos políticos, mais respostas dos juízes, para semear virtudes nos campos devastados, para manter acesos os fornos dos afetos, para se sentar à mesa das famílias, para se juntar aos de geração e renascimentos, para atrair os desgarrados, abraçar os que se afastaram, desarmar os espíritos, desatar nós, estar junto ao menor sinal.
Veio leve pouca bagagem; na mão direita a agenda do inevitável; na esquerda, o livro de receitas; no coração, esperanças; na cabeça o objetivo, por enquanto único, de prosseguir..


Veio leve sem programa, pois ,quem habita entre os bons, já tem o bem como lição.


Veio leve sem matula, confiante de que nada lhe há de faltar.


Quando chegou ,um anjo alegre, desses que vivem na luz, disse : _ Vai menina, vai ser lume na vida. Vai cumprir o duplo destino das mulheres: ser semente e seara.


Chegada, deixas de ter os previlégios dos seres sonhados ou imaginados. Comerás o pão com o suor do teu rosto, com dores darás a luz, mas teu caminho é CLARIDADE!



CHEGOU HELENA, ANUNCIADORA DE AURORAS !!!!!!

























sexta-feira, 9 de julho de 2010

OS QUATRO ESTADOS DIVINOS DA MENTE



METTA
Desejo de fazer os outros felizes, capacidade de demonstrar estados de bodade amorosa.
KARUNA
Compaixão para com todos os sere e desejo de minorar sofrimentos.
MUDITA
Rejubilar-se com a boa sorte dos outros, sem sentir inveja.
UPEKKA
OLhar os outros seres sem preconceitos e preferências.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

SUCUPIRA - É bom para fibromialgia




















Saiba que a fibromialgia pode ser conseqüência da falta de flexibilidade nas suas condutas. Faça uma profunda auto-avaliação e possivelmente vai encontrar armazenado algum desejo de vingança e muita resistência a contrariedades. Pessoas que querem tudo a seu jeito e gostam de impor suas vontades e vivem também querendo moldar os outros, são propensas a essa patologia.
A dica é treinar a aceitação e compreender a diversidade. Veja que uma plantação com os mesmos tipos de árvores, acaba se tornando singela ao ser comparada com a floresta composta por uma diversidade de espécies. A plantação que neutralizou a beleza natural foi por certo, criação do homem ao contrário de floresta que segue os ciclos naturais com tudo a seu tempo e proporciona uma beleza imensurável.
Logo, quando queremos em nossa existência, impor alterações no curso natural dos acontecimentos, principalmente nos relacionamentos, fazendo comparações e julgando que o “fazer certo”, significa o que segue nossos padrões de aceitação, proporciona conflitos internos que vão ao longo do tempo somatizando doenças das mais diversas.
A sucuripa sendo um excelente depurativo para o sangue e agindo como antiinflamatório, por certo trará alívio, porém, deve seguir as orientações, somando-se a constantes alongamentos que, poderão a princípio, provocar alguma dor que se fará necessária para que o organismo libere a serotonina (substância analgésica que proporciona dentre outras coisas o controle da dor). Assim, a cada exercício estará treinando o sistema endócrino para agir sempre que necessário, quando em paralelo a sucupira estará contribuindo também com sua comprovada eficiência. Tais alongamentos devem seguir na íntegra, simplesmente a imitação dos cachorros e gatos que se exercitam religiosamente sempre que se levantam dos seus costumeiros descansos.Qualquer substância vinda do externo poderá proporcionar algum alívio nos efeitos, sendo que a cura se processará vinda do interior .

A Teoria dos Fios de Ouro





A Teoria dos Fios de Ouro
Humberto Maturana é um biólogo chileno que fala e escreve muito sobre como somos resultado de nossas emoções e relações. Ele tem uma teoria sobre como viver em estado de graça e evitar a depressão ou aquela solidão de isolamento e abandono.
Chamo essa sua teoria dos Fios de Ouro e explico assim: cada vez que faço um vínculo, por estar absolutamente verdadeira e presente, com flores, cores, lua, céu, mar, animais, cristais, artes, pessoas, amigos, conversas, livros, palavras, expressões, risos, choros, abraços, mãos dadas, olhares etc., cada vez que me emociono com estes momentos de troca, de relação; Maturana afirma que se formou, em cada um destes contatos verdadeiramente percebidos e vividos, um Fio de Ouro que me liga àquela flor, quadro, sorriso, lágrima, lua, filho ou amigo.
Assim, toda vez que me acontecer algo que possa me roubar energia, me jogar no chão, como numa solidão depressiva ou ansiedade doentia, todos aqueles fios de ouro não me deixarão cair ou caída por muito tempo.
E, quanto mais Fios de Ouro vou cronstruindo pela vida, mais difícil será cair e me sentir sozinha. Mais fácil e rapidamente me recupero daquele desafio e sigo encontrando situações para me manter alerta e tecendo novos Fios de Ouro, fortalendo minha malha de sustentação ao amor e estado de graça.
E, quanto mais ligada à vida estou por estes Fios de Ouro, mais vontade tenho de rir, abraçar e elogiar!
Então, vejamos o que o psicólogo Arthur Nogueira tem a nos falar sobre sua Terapia do Elogio:
Renomados terapeutas que trabalham com famílias, divulgaram uma recente pesquisa onde nota-se que os membros das famílias brasileiras estão cada vez mais frios, não existe mais carinho, não valorizam mais as qualidades, só se ouvem críticas. As pessoas estão cada vez mais intolerantes e se desgastam valorizando os defeitos dos outros. Por isso, os relacionamentos de hoje não duram.
A ausência de elogio está cada vez mais presente nas famílias de média e alta renda. Não vemos mais homens elogiando suas mulheres ou vice-versa, não vemos chefes elogiando o trabalho de seus subordinados, não vemos mais pais e filhos se elogiando, amigos etc.
Só vemos pessoas distantes do seu coração valorizando artistas, cantores, fofocas, pessoas que usam a imagem para ganhar dinheiro e que, por conseqüência são pessoas que tem a obrigação de cuidar do corpo, do rosto, da imagem e só.
Essa ausência de elogio tem afetado muito as famílias, a todos. A falta de diálogo em seus lares, o excesso de orgulho ou percepção impede que as pessoas digam o que sentem e levam essa carência para dentro dos consultórios. Acabam com seus casamentos, acabam procurando em outras pessoas o que não conseguem dentro de casa.
Vamos começar a valorizar nossas famílias, amigos, alunos, subordinados.
Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude, a ética, a beleza de nossos parceiros ou nossas parceiras, o comportamento de nossos filhos.
Vamos observar o que as pessoas gostam. O bom profissional gosta de ser reconhecido, o bom filho gosta de ser reconhecido, o bom pai ou a boa mãe gostam de ser reconhecidos, o bom amigo, a boa dona de casa, a mulher que se cuida, o homem que se cuida, enfim vivemos numa sociedade em que um precisa do outro, é impossível um homem viver sozinho, e os elogios são a motivação na vida de qualquer pessoa.
Quantas pessoas você poderá fazer feliz hoje elogiando de alguma forma?
Pense nisso!

COMO TRATAR AS DOENÇAS CONTEMPORÂNEAS - COSMOPOLITAS


COMO TRATAR AS DOENÇAS CONTEMPORÂNEAS / COSMOPOLITAS



Estudos contemporâneos mostram que os indivíduos residentes dos grandes centros urbanos são levados a altos níveis de stress, benéfico (estímulo positivo) ou massacrante (tensão psicológica e física). Os hábitos que levam a esta padronização social, estão sendo transmitidos geração após geração. É hora de observarmos e questionarmos uma urgente mudança nos atendimentos e tratamentos de saúde. Valorizar a saúde ! Tratar naturalmente para evitar remediar...
Uma das formas de alterar este padrão é desenvolvendo novos hábitos em detrimento daqueles nocivos ao corpo e a mente e, diretamente, à saúde. É neste momento que as ferramentas naturais de auto- regulamento fazem a diferença.
Desde Homero e Hipócrates, o "pai da medicina", já faziam uso interna e externamente das terapias complementares evitando assim a tendência à desmineralização óssea e diversos processos adoecedores
Várias síndromes e distúrbios da saúde podem e devem ser tratados de forma preventiva ( leia sobre salutogênese).
Os cuidados nas diversas etapas da vida das mulheres, suas alterações e variações podem ser preventivamente tratadas com técnicas corporais e manipulações terapêuticas com ervas, compressas e óleos vegetais, conjugadas a massagens e banhos . Pratica da alimentaçâo naturalista e equilibrada, e manter a rotina de tratamentos externos corporais c/ ervas, óleos e argilas e produtos orgânicos (da Natureza).

Além de proporcionar saúde, é uma forma de aflorar a beleza que o bem-estar proporciona.
A Thai Yoga – Massagem Meditativa, é técnica corporal muito rica. É uma massagem executada de forma lenta, participativa e de conciência corporal , visa o potencial do ser e sua essência , do ser e seu momento, não havendo contra-indicações , poderoso método auxiliar preventivo da saúde.
Trabalha respiração, relaxamento / concentração, é uma meditação ativa, tem o objetivo de disciplinar os sentidos e suas percepções sobre si, o mundo ao redor e a relação com o mundo interno do ser humano.
Distúrbios e alterações mais comuns que tem imediato resultado e pronto equilíbrio com as massagens e tratamentos corporais :
- alterações glândulares: endometriose , hipo e hiper- tiroidismo , dificuldades em engravidar, cólicas menstruais
- alterações do humor : stress, ansiedade, pânico, tabagismo
- alterações hormonais: TPM, menarca, menopausa
- Dor : fibromialgia, enxaquecas, problemas na coluna vertebral e cinturas escapular e pélvica

Cláudia F.R. Barra – Terapeuta Integrativa , Massagista , Educadora Materno-Infantil (práticas corporais lúdicas e yoga p/ pais e filhos) , Incentivadora do Manejo no Aleitamento Materno, Trofoterapeuta (nutrição com energia vital).
Contatos :11-9. 9302-8737 – caubarra2@gtmail.com

domingo, 4 de julho de 2010

MAYTREA O BUDA FELIZ


"ENVIAR E RECEBER" É UMA MEDITAÇÃO PARA DESENVOLVER METTA, A BONDADE AMOROSA E COMPASSIVA.
Começa-se contemplando cada ser senciente durante o ciclo interminável e reencarnações, começa com quem já foi um dia nossa mãe.
Agora através os reinos infinitos a existência, nossas mães do passado estão sujeitas a incontáveis tipos de sofrimentos. lembrando o amor e carinho que recebemos delas através dos tempos, inspiramos a fumaça preta da tristeza direto para o centro de nossos corações, onde, num lótus em flor, reside a divindade gloriosa , ou gota de luminosidade que representa a nossa natureza búdica. Assumindo em si a escuridão da dor universal , a divinade/coração se locupleta de metta , que expiramos na forma de luz purificadora cor de arco-íris e branca. Fazendo expandir a expiração por todos os espaços, imaginando todos os seres beneficiados por esses raios salutares sendo espontaneamente liberados no estado de alegria e felicidade. Entre sessões de meditação, colocando-se o bem-estar dos demais antes do próprio , a aspiração altruística para a prática será ainda mais fortalecida; assim, trilhamos o "caminho do grande despertar" que segundo o nome da meditação procede à transformação alquímica do apego em amor incondicional.
Em sânscrito a palavra coração é hiridayam , quer dizer "aquilo que recebe, que dá e põe em movimento". A palavra descreve a função do órgão , de receber o sangue desoxigenado das veias, e passar o sangue oxigenado pra as artérias , bombeando-os no sistema circulatório.
Receber o sangue escuro e devolver o sangue rubro, repleto de prana, é a corporificação do tonglen, uma forma inconciente de "enviar e receber" que acontece no corpo com cada arfar e a cada batida do coração. Durante a meditação tonglen , o coração dá e recebe, absorvendo o sofrimento de todos os seres humanos, e emitindo a luz da compaixão consciente.