sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

MÃE CRIAÇÃO E CRIATURA



MÃE DO TODOS OCEANOS:
origem de todos os Universos,
grade terror dos perdidos
consolação infinita dos buscadores,
mistério de todos os mistérios,
em cujo Sonho tantas vezes nasci,
tantas vezes parti.
Mãe de todos os desejos,
em cujo Seio fui pedra,
rastejei no lago,
na selva fui fera,
cabra nas montanhas,
até erguer-me das mil formas,
chamando seu Nome nas mil mortes,
penetrando no Caminho sem volta,de volta ao Lar.
Mãe de toda Misericórdia,
refúgio seguro d miséria do existir,
em cujo manto todas as lágrimas secam,
todos os murmúrios cessam,
toda aflição silencia.
Útero de canções e epopéias,
de gemidos sem fim,
dos arrepios da vida,
do Grande Silêncio Gerador.
Mãe da doçura e do perdão,
do sim que fecunda todos os desertos,
da minha infindável travessia,
da terra do Eu Sou.
Todos os números foram lançados,
e a sede não foi saciada,
todos os Oráculos criados,
e a fome não aplacada,
todos os vinhos servidos,
e não curada a ferida.
Das entranhs da noite o meu grito:
Mãe!
Ainda óntém tão inseguro andava,
e agora em seus braços me aninho,
o Universo me abraça.
Afinal eu me rendo, quem se rende afinal?
Quem se rende?
Ao vento do deserto eu me esvazio, 
a taça transbordante do Poeta em minha mão,
me basta.

Torrentes, torrentes e torrentes,
onde me afundo, me debato e me encontro.
Descanso.

Antiga afirmação:
A Existência dorme nos minerais,
sente nos vegetais,
sonha nos animais,
desperta nos seres humanos
e, regozija-se de si mesmo no sábio, no iluminar...




segunda-feira, 17 de outubro de 2011

DR. JIVAKA - NUAD BORAN - ANTIGA ARTE DE CURA - THAI YOGA MASSAGEM




DR.DAVID CROW, NO LIVRO : o BUDA DA MEDICINA, PÁG. 28/29, os alunos da Medicina Tibetana aprende, disse o Dr. Chopel, é que tudo que existe no mundo é potencialmente curativo.
Aprendemos a ver  o mundo como a Mandala do Buda da Medicina. Não há nada que que não possa ser preparado e purificado numa substância com valor medicinal.



O Doutor então contou uma história de JIVAKA ( Dr. Shivago Kumarbacha- o sistematizador da Thai Yoga Massagem) , um dos maiores médicos da antiguidade na Índia, que cuidou de Buda e sua sangha.
"Quando ainda jovem, Jivaka era muito estimado por seus mestres e colegas.
Nada estava além de sua capacidade para memorizar e compreender; sua dedicação ao estudo,seus conhecimentos eram insuperáveis.
Um dia o mestre resolveu pôr os dicípulos a prova. Reuniu quatro dizendo: 'Tragam-me qualquer coisa que não tenha o poder de curar'.
"Passados alguns dias o primeiro volta com uma planta desconhecida. Encontrei essa planta e me parece não ter propriedades curativas, disse.
O mestre cheirou, saboreou, e depois ensinou como extrair suas propriedades curativas.
Uma semana depois chega outro dicípulo voltou com a carcaça de um bicho."Trouxe essa carcaça pois me parece totalmente inútil", disse.  O mestre mostrou como com através do cozimento e manipulação podia ser extraído  suas propriedades curativas.
Na semana seguinte retorna o terceiro dicípulo, Encontrei essa pedra e me parece que ela não tem nenhuma propriedade curativa.
O mestre então ensinou técnicas alquímicas que transformam pedras e minérios em elixires curativos.
.Passado muito tempo voltou JIVAKA de mãos abanando.


'Procurei em toda parte onde estive e não encontrei nada , o que quer que seja, que não possuísse propriedades curativas'.
FOI ASSIM QUE JIVAKA MOSTROU SUA ENORME CAPACIDADE DE COMPREENSÃO".

sábado, 15 de outubro de 2011


Em generosidade e ajuda ao próximo, seja como o rio;
  Em compaixão e graça seja como o Sol;
Em esconder as fatas alheias seja como a noite;
Em raiva e fúria seja como os mortos;
Em modéstia e humildade seja como a Terra;
Em tolerância seja como o Mar!
RUMI

domingo, 9 de outubro de 2011

quinta-feira, 6 de outubro de 2011




           Alternativa
Desde tempos remotos o homem utiliza Frutas, Legumes, Ervas, Água e Argila para curar seus males. Mesmo na época atual, em que a tecnologia médica mostra-se capaz de realizações espetaculares, muitas pessoas continuam adeptas da medicina natural por divisarem nela o meio ideal para recuperar a saúde e manter o equilíbrio orgânico. De algumas décadas para cá um novo objetivo médico vem se desenvolvendo no mundo e um de seus pilares é restaurar o equilíbrio global do ser humano, em vez do uso acadêmico de paliativos. Com o apoio de médicos e cientistas, a Medicina Alternativa, ou seja, tratamentos à base de plantas medicinais, hortaliças, frutas, argila e água, alcançaram importantes vitórias sobre as doenças modernas. Estudos científicos de faculdades renomadas, como as universidades federais de São Paulo, de Santa Catarina, do Rio de Janeiro, a Universidade de Campinas, e a Fundação Oswaldo Cruz do Rio de Janeiro (referência nacional em pesquisa), comprovam que existe um tesouro precioso nas entranhas das árvores e plantas. Todos lutam para que as doenças crônicas e o processo degenerativo biológico sejam eficientemente combatidos. Mas, infelizmente, ainda há no mundo muitos que desconhecem o valor desta flora tão rica que Deus, em Sua infinita bondade, tão perfeitamente a distribuiu pelo nosso planeta. O homem vive cercado de remédios naturais e não o sabe. A natureza riquíssima de plantas medicinais sempre proporcionou ao ser humano oportunidade para fazer suas experiências, e estas se perpetuaram através da tradição oral até o nosso tempo. A Medicina Alternativa cada dia mais vai explorando as qualidades curativas da flora. Suas ricas propriedades são inesgotáveis. O que dizer da humanidade que mesmo palmilhando esta vasta farmácia natural, chega às vezes ao impacto da doença e da fatalidade porque não soube recorrer aos benéficos recursos naturais?

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

DIETA DOS FRANCESES Práticas concientes de Hábitos saudáveis em Indivíduos sãos




                                                                    Dieta dos franceses




O Dr. Will Clower, médico neurofisiologista desenvolveu, durante sua estada de dois anos no Institute of Cognitive Science, em Lyon, na França, um plano de 10 etapas para nunca mais fazer dieta e, ainda assim, com saúde, como os franceses.

"Descobri que os franceses violam todas as regras alimentares que estipulamos para nós".

E, apesar de seus cremes, queijos, manteigas e pães, a taxa de obesidade na França é de apenas 11,3%da população, segundo pesquisa realizada em 2005 pela Internacional Obesity Task Force.

O programa de emagrecimento saudável é baseado em quatro grandes princípios básicos:

Comer alimentos de verdade, Aprender a comer, Reduzir a quantidade de comida e ser Ativo, sem necessariamente se exercitar.



"Em uma volta pelo supermercado fiquei impressionado com os laticínios - fileiras e fileiras de queijos, uma geladeira inteira só pra iogurtes e queijos frescos..."

Onde estavam os produtos light?!

Segundo o médico, estamos inundados de alimentos artificiais- açúcares sintéticos, gorduras sintéticas e produtos alimentícios artificiais.

Falta-nos reaprender o que é comida de verdade, já que é a ingestão dela que proporciona ao corpo a nutrição na forma de que ele necessita.

Clower afirma que em vez de estimular a ingestão de novas substâncias químicas para enganar o organismo, o programa mostra porque alimentos de verdade funcionam em favor do corpo.

"Temos que reaprender o que é comida de verdade.

Alimentos de verdade são os produtos naturais, que podem ser encontrados em um texto de biologia e que normalmente fazem parte da cadeia alimentar.

Refrigerantes não dão em árvore, Margarina é uma invenção, e os corantes, Conservantes e estabilizantes que aumentam a vida do produto não foram feitos para o nosso corpo", defende.



Em sua observação dos costumes alimentares franceses, o médico descobriu que os franceses não comem alimentos processados, não evitam gorduras, chocolates e nem carboidratos, não tomam suplementos alimentares, não se abstêm do vinho no almoço e no jantar e não comem com pressa.

Ao adotar os hábitos franceses, ele e a mulher emagreceram onze e cinco quilos, respectivamente.

Entre outras dicas, Clower prescreve uma limpa na despensa e na geladeira, com o auxílio de que se deve ter em casa; fala sobre os benefícios do vinho, com moderação, é claro; da importância de se passar mais tempo à mesa, usufruindo do sabor da comida, e de como isso auxilia a diminuir o tamanho das porções, e da necessidade de se manter ativo.



Os resultados, garante ele, surgem em seguida.



======================================



PLANO DE 10 ETAPAS PARA NUNCA MAIS FAZER DIETA



1 - Comer devagar.



Comer muito rápido faz comer mais.



O estômago demora cerca de 20 minutos para mandar um sinal para o cérebro.



Comendo devagar, o cérebro tem tempo de receber a mensagem de que seu corpo está satisfeito.



2 - Garfadas menores.



O paladar está na superfície da língua.



Se a sua boca está cheia de comida, você nem sente o gosto.



3 - Concentre-se na comida.



Comer em frente à TV ou no carro faz o momento se tornar irrelevante.



A falta de atenção faz com que se coma demais.



4 - Apóie o garfo no prato.



Se ainda tem comida na sua boca, coloque o garfo no prato.



Não o encha novamente até que tenha engolido.



5 - Sirva a comida em pratos pequenos.



Isso resolve dois problemas de uma só vez:



o de lavar a louça e o fato de você comer com os olhos.



6 - Comida sem gordura engorda.



Comidas sem gordura não satisfazem e contêm mais açúcares.



7 - Se não for comida, não coma.



Nosso corpo sabe o que é comida de verdade: carnes, frutas, verduras.



Invenções como coca-cola causam problemas de saúde e de sobrepeso.



8 - Coma em etapas.



Coma a salada primeiro.



Isso ajuda a ganhar tempo à mesa e previne que você coma rápido e em grande quantidade.



9 - Gordura é necessária na dieta.



Seu corpo e cérebro necessitam de gordura para serem saudáveis.



Você come uma quantidade normal de gordura quando come alimentos de verdade, como manteiga, azeite, ovos, castanhas e queijos.



10 - Alta qualidade da comida leva a comer menos quantidade.



======================================



ALIMENTOS QUE SE DEVE TER SEMPRE EM CASA:


Peixes (salmão, sardinha, atum)



Grãos (granola, aveia, arroz)



Hortaliças(feijões, cebola, batata, abóbora, tomate)



Óleos e vinagres (azeite de oliva, óleo 100% vegetal, vinagre)



Produtos de padaria (farinha, ervas, temperos, açúcar mascavo, pimenta, sal)



Lanches(frutas desidratadas, biscoitos não-hidrogenados, nozes, azeitona)



Condimentos (mostarda, maionese de verdade)



Lacticínios (manteiga, queijo, ovos, leite, iogurte)



Bebidas (café, cerveja, suco de fruta, chá, água, vinho)



=========================================



O QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ ACABA DE BEBER UM REFRIGERANTE



Base = 1 lata padrão



Primeiros 10 minutos:



10 colheres de chá de açúcar batem no seu corpo, 100% do recomendado diariamente.

Você não vomita imediatamente pelo doce extremo, porque o ácido fosfórico corta o gosto.



20 minutos:



O nível de açúcar em seu sangue estoura, forçando um jorro de insulina.

O fígado responde transformando todo o açúcar que recebe em gordura (É muito para este momento em particular).



40 minutos:



A absorção de cafeína está completa.



Suas pupilas dilatam, a pressão sanguínea sobe, o fígado responde bombeando mais açúcar na corrente.



Os receptores de adenosina no cérebro são bloqueados para evitar tonteiras.



45 minutos:



O corpo aumenta a produção de dopamina, estimulando os centros de prazer do corpo..



Fisicamente, funciona como com a heroína.



50 minutos:



O ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, aumentando o metabolismo.



As altas doses de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina.



60 minutos:



As propriedades diuréticas da cafeína entram em ação. Você urina.



Agora é garantido que porá para fora cálcio, magnésio e zinco, os quais seus ossos precisariam.



Conforme a onda abaixa você sofrerá um choque de açúcar...



Ficará irritadiço.



Você já terá posto para fora tudo que estava no refrigerante, mas não sem antes ter posto para fora, junto, coisas das quais farão falta ao seu organismo.



Pense nisso antes de beber refrigerantes.



Se não puder evitá-los, modere sua ingestão!



Prefira sucos naturais!!!



Em sendo possível, dê preferência por aqueles que se vê as frutas (de boa procedência) sendo preparadas.



Seu corpo agradece!



Esta não é uma campanha para prejudicar a venda deste ou daquele refrigerante, mas sim, uma Campanha pela Saúde; sua e do seu bolso, que deixará de comprar muitos remédios...

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

CAU- PROMESSAS MATRIMONIAIS oficiando casamento com Quintana DANIEL E ANA PULA


Posted by PicasaPromessas matrimoniais





Em maio de 98, escrevi um texto em que afirmava que achava bonito o ritual do casamento na igreja, com seus vestidos brancos e tapetes vermelhos, mas que a única coisa que me desagradava era o sermão do padre:
"Promete ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-lhe e respeitando-lhe até que a morte os separe?"
Acho simplista e um pouco fora da realidade.
Dou aqui novas sugestões de sermões:


Promete não deixar a paixão fazer de você uma pessoa controladora, e sim respeitar a individualidade do seu amado, lembrando sempre que ele não pertence a você e que está ao seu lado por livre e espontânea vontade?


Promete saber ser amiga(o) e ser amante, sabendo exatamente quando devem entrar em cena uma e outra, sem que isso lhe transforme numa pessoa de dupla identidade ou numa pessoa menos romântica?


Promete fazer da passagem dos anos uma via de amadurecimento e não uma via de cobranças por sonhos idealizados que não chegaram a se concretizar?


Promete sentir prazer de estar com a pessoa que você escolheu e ser feliz ao lado dela pelo simples fato de ela ser a pessoa que melhor conhece você e portanto a mais bem preparada para lhe ajudar, assim como você a ela?


Promete se deixar conhecer?


Promete que seguirá sendo uma pessoa gentil, carinhosa e educada, que não usará a rotina como desculpa para sua falta de humor?


Promete que fará sexo sem pudores, que fará filhos por amor e por vontade, e não porque é o que esperam de você, e que os educará para serem independentes e bem informados sobre a realidade que os aguarda?


Promete que não falará mal da pessoa com quem casou só para arrancar risadas dos outros?


Promete que a palavra liberdade seguirá tendo a mesma importância que sempre teve na sua vida, que você saberá responsabilizar-se por si mesmo sem ficar escravizado pelo outro e que saberá lidar com sua própria solidão, que casamento algum elimina?


Promete que será tão você mesmo quanto era minutos antes de entrar na igreja?

Sendo assim, declaro-os muito mais que marido e mulher:


declaro-os maduros.


Autor: Mário Quintana

terça-feira, 30 de agosto de 2011

OM MANI PADME HUM



OM MANI PADME HUM
                                                                       SIGINIFICADO

 
É muito bom repetir o mantra Om Mani Padme Hum [em tibetano sua pronúncia é Om Mani Peme Hung, mas sua origem é indiana], mas enquanto o estiverem fazendo devem pensar sobre sua significação, pois o significado dessas seis sílabas é grande e profundo. A primeira, Om, compõe-se das três letras A, U e M, que simbolizam o corpo, a palavra e a mente puros e sublimes de um Buddah.

Podem o corpo, a palavra e a mente impuros ser transformados em corpo, palavra e mente puros, ou são inteiramente separados? Todos os Buddahs eram seres como nós que, após trilharem o Caminho, tornaram-se iluminados. O Budismo não afirma que haja uma pessoa que desde sua origem esteja livre de falhas e que possua todas as boas qualidades. A condição pura do corpo, da palavra e da mente surge ao abandonarmos gradualmente os estados impuros e, em conseqüência, nos tomarmos puros.

 
Como se processa isso? O caminho é indicado pelas quatro sílabas seguintes: Mani, que significa jóia simboliza os fatores do método, a intenção altruísta de alcançar a iluminação, a compaixão e o amor. Assim como uma jóia é capaz de eliminar a pobreza, a mente altruísta da iluminação é capaz de afastar a pobreza, ou as dificuldades da existência cíclica e da paz solitária. Do mesmo modo como uma jóia satisfaz os desejos dos seres sencientes, a intenção altruísta de alcançar a iluminação satisfaz as aspirações dos seres sencientes.


As duas sílabas, Padme, que significam lótus, simbolizam a Sabedoria. Assim como um lótus nasce da lama mas não se contamina com ela, a sabedoria é capaz de nos colocar em uma situação de não-contradição, ao passo que há contradição se não temos Sabedoria. Existe a Sabedoria que percebe a impermanência; a Sabedoria que percebe que as pessoas não são auto-suficientes ou substancialmente existentes; a Sabedoria que percebe o vazio da dualidade, ou seja, a diferença de entidade entre sujeito e objeto; e a Sabedoria que percebe o vazio da existência inerente. Embora existam muitos tipos diferentes de Sabedoria, a mais importante é aquela que percebe o vazio.


A pureza deve ser alcançada através da unidade indivisível do método e da Sabedoria, representada pela sílaba final Hum, que indica essa indivisibilidade. De acordo com o sistema sutra, a indivisibilidade de método e Sabedoria referem-se à Sabedoria influenciada pelo método e este influenciado por Aquela. No mantra, ou veículo tântrico, faz-se referência a uma consciência na qual existem de forma completa tanto a Sabedoria quanto o método como uma entidade indiferenciável. Em termos das sílabas-sementes dos cinco Buddahs Vitoriosos, Hum é a sílaba-semente de Akhobhya — O inalterável, O que não se agita, O que nada pode perturbar. Desse modo, as seis sílabas, Om Mani Padme Hum significam que, em função da prática de um Caminho que é uma união indivisível de método e Sabedoria, podemos transformar nosso corpo, nossa palavra e nossa mente impuros, no corpo, na palavra e na mente sublimes de um Buddah.


Diz-se que não devemos procurar o Estado de Buddah fora de nós mesmos; as substâncias para que alcancemos o Estado de Buddah estão dentro de nós. Como Maitreya declara no seu Sublime Continuum do Grande Veículo (Uttaratantra), todos os seres possuem a natureza de Buddah no seu próprio continuum. Temos dentro de nós a semente da pureza, a essência d’Aquele que chegou à Verdade, Tathagatagarbha, a qual deve se desenvolver completamente e se transformar no puro Estado de Buddah.

(Sua Santidade Tenzin Gyatso — Décimo Quarto Dalai-Lama, Centros Budistas Calmuco-Mongólia, Nova Jersey)



O Budismo ensina também que:

OM (a natureza última de toda a realidade – a essência das coisas) — liberta do orgulho

MA — liberta do ciúme e da luxúria

NI — liberta das paixões e dos desejos egoísticos

PAD — liberta da ignorância

ME — liberta da avareza e da possessividade

HUM — liberta da agressividade e do ódio

Om Mani Padme Hum, muito resumidamente, abre a mente para o Amor e para a Compaixão conduzindo ao despertar. E assim, cada uma das seis sílabas tem um efeito específico, a saber:


OM — purifica o corpo físico

MA — purifica a palavra

NI — purifica a mente
PAD — purifica as emoções

ME — purifica as condições latentes
HUM — purifica o véu que encobre o Conhecimento

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

JOÃO SOARES E ROSA MUNIZ YOGA PARA CRIANÇAS CONSTRUINDO UM FUTURO DE LUZ E ETERNA ALEGRIA EM VIVER


É importante acreditarmos que as crianças podem se iniciar na meditação, mesmo que isso a princípio aconteça apenas por alguns minutos, ou até menos.
Muitas vezes a nossa mente, assim como a das crianças, vive em um turbilhão de pensamentos e desejos. E, nesse processo, não conseguimos nos observar e entender o que realmente queremos. Com excessos de desejos, criamos e acreditamos em nossos sofrimentos, valorizando cada vez mais a idéia de que TER é muito mais importante do que SER.
Proporcionar à criança a percepção de que existe um espaço interior, onde ela pode se recolher, buscar orientação e se conectar com um aspecto mais sagrado de si mesma, é também a função da meditação para crianças.
Geralmente os pequenos estão prontos para se iniciarem na meditação quando conseguem acompanhar uma história, mas é importante que eles percebam que isso não é uma obrigação.
Devemos deixar claro que acompanhar uma história, um relaxamento etc., ainda não é meditação, mas sim instrumentos importantes que ajudam a preparar a criança. Meditar é entrar em contato com o interior, ir além da mente, perceber o que acontece quando a mente silencia e algo se expressa.
Para os adultos, poderíamos chamar esse "algo" de Deus interior, Essência, etc. Para as crianças, chamamos de força interior.
Como sempre partimos do lúdico - a linguagem infantil - uma boa forma é utilizar as imagens que surgem com as histórias até o ponto em que o professor pode sugerir que a criança observe a força interior, ou o que ela observe o que pode perceber dentro de si.
A meditação oferece, comprovadamente, uma série de benefícios que acreditamos que se estendem também para crianças. Entre eles, podemos citar a diminuição do fluxo de ondas betas no cérebro, que estão relacionadas ao estresse, adrenalina e cortisol, além do auxílio no controle das reações impulsivas (cérebro reptiliano). Ao mesmo tempo, ajuda também o cérebro a trabalhar em ondas alfas que estimulam a criatividade, o aprendizado e um olhar mais holístico para o universo.
A meditação estimula partes do cérebro que estão relacionados à auto-estima, ou seja, também estimula a inteligência intrapessoal. No que diz respeito exclusivamente ao público infantil acreditamos que ajuda no combate ao déficit de atenção, estresse e hiperatividade e potencializa, assim como a prática de yoga, a concentração.
Se a meditação for praticada antes da aula de Yoga, ou fora desse contexto, sugerimos alguns alongamentos para preparar o corpo. As crianças podem sentar-se diretamente em seus tapetes ou podemos usar um cobertor ou uma almofada para elevar o quadril e ajudar a manter a coluna mais reta.
Escolhemos para vocês este mês uma de nossas meditações com a figura do mago que, em nossas aulas, já é conhecido pelas crianças. Esperamos que gostem e que possam praticá-la com seus pequenos!
Namastê.


O Cristal Mágico


Feche seus olhos e me acompanhe nessa jornada! Sinta seu corpo confortável, suas costas esticadas e seu rosto completamente relaxado.
Respire bem devagar como se seu corpo fosse um imenso balão a se encher. Solte o ar devagar como se o seu corpo fosse um imenso balão a se esvaziar.
Encha o balão.


Esvazie o balão.


Encha o balão.


Esvazie o balão


Agora, sua mente está tranquila e pronta para passear pelo mundo da imaginação!


Gostaria de lhe apresentar um amigo muito especial! Um antigo mago, que viajou por toda a Índia e aprendeu muitas coisas interessantes! Com suas barbas compridas e bochechas rosadas, sempre foi respeitado por todos, em todos os lugares do mundo, pois seus poderes mágicos, sua sabedoria e sua bondade já ajudaram muitas e muitas pessoas!
Ele traz com ele uma pedra, coloca em suas mãos e pede para que você a segure.


Sinta a pedra com suas mãos.


Toque, explore. Sinta sua forma. Sinta sua textura. Sinta sua temperatura.


Perceba se ela é lisa, quente ou fria, grande ou pequena. O Mago pede que você segure a pedra com as duas mãos e sinta tudo que você consegue perceber. Esta pedra foi criada pela Mãe Terra há muito, muito tempo atrás e traz dentro dela a força de todo este tempo: uma grande e poderosa energia!


Perceba que, ativada pelo toque de suas mãos, pelo seu poder pessoal, toda esta força se ativa, torna-se novamente viva. Sinta como a pedra brilha intensamente. Perceba que ela se transforma em um lindo cristal!

O cristal tem o poder de enviar energia para todo o seu corpo! Sinta seu corpo forte e vivo! Sinta seus pensamentos tranquilos e inteligentes. Sinta a força viva dentro de você.


Perceba que a energia de todas as coisas da vida também está presente dentro de você!
E sentindo toda esta magia dento de você, permaneça em silêncio... (pausa de alguns minutos)


Agora, perceba novamente sua respiração, seu corpo e vá retornando lentamente.
Namastê.


Tudo de bom para você. Tudo de bom para mim. Tudo de bom para todos nós!


Visite: www.yogacomhistorias.com.br
João Soares e Rosa Muniz Meditação para crianças Por: João Soares e Rosa Muniz

Atualizado em: 16/08/2011








domingo, 7 de agosto de 2011

YUMI COM A CACAU, D.RATA E AMIGOS NO ZEN...PATIA

BRINCAR DE SER FLEXÍVEL PERANTE A VIDA É ESSENCIAL, É YOGA
Posted by PicasaA Yoga pra crianças deve ser praticada em grupos e de forma regular, simples e dinâmica. Seu objetivo principal é trazer equilíbrio físico/emocional, paz mental e felicidade plena.Também deve ser incentivada a prática diária individual, com acompanhamento de material didático correspondente à faixa etária e/ou capacidade de aprendizado (pode ser, tanto um jovem avançado, como um ancião brincalhão e capaz, rsrs). A presença dos pais é esperada e muito bem-vinda. As crianças semeiam em nós essa capacitação corporal esquecida!



Não são bem vindos: competição, preconceitos, dispersão, contorcionismos extremos, fanatismos doutrinários e radicalismos. Busco, de forma bem leve e divertida, com a ajuda de material lúdico e personagens, a introdução de práticas meditativas, de observação e introspecção, de potencialidades físicas e observação espacial e, interação com o outro e com o todo.


Convencido do firme desejo de Nachiketa em entender os mistérios da vida e da morte, Yama explica: "A Alma continua a existir, apesar de o corpo morrer e se deteriorar". Yama continuou: "A Alma é como um cavaleiro e, nosso corpo como uma carruagem. Sua inteligência é o condutor e, seus pensamentos e sentimentos são as rédeas. Seus cinco sentidos: visão, audição, olfato, paladar e tato, são os cinco cavalos que conduzem a carruagem. O mundo a seu redor é como o campo no qual os cavalos pastam."



Assim, Yama ensinou a Nachiketa a importância do Yoga.


Ele explicou: Ao praticarmos yoga, podemos ter os sentidos sob controle, aprendemos a conhecê-los e controlá-los da mesma forma que o condutor tem domínio sobre os cavalos. Assim, controlando seus sentidos, verá a alma e compreenderá a si próprio.






Isso é Yoga:


Observação, prática, respiração, auto-conhecimento, constância, bem-estar!






BEM !!!!!


Simbora respirar e meditar!!!


Encantador!!!






Yoga e me - dita- ação ?!?!?!






"Yoga para crianças" (ed. Madras) com Rajiv e Swati Chanchai, me deparo com o conto de Nachiketa e Yama, o Deus da Morte, transcrevo parte dele que é a descrição mais linda do Yoga, muito esclarecedor, simples e profundamente verdadeiro.


terça-feira, 2 de agosto de 2011




                                                                          O Corpo



Por séculos foi dito ao homem todo o tipo de coisas que negam a vida. Inclusive torturar o seu corpo tem sido uma disciplina espiritual...
Você caminha, você come, você bebe e todas estas coisas indicam que você é um corpo e uma consciência como um todo orgânico. Você não pode torturar o corpo e elevar a consciência. O corpo tem que ser amado – você tem que ser um grande amigo. É a sua casa, você tem que limpá-lo de todo o lixo, e você tem que se lembrar de que ele está a seu serviço continuamente, diariamente. Mesmo quando você está dormindo, seu corpo está continuamente trabalhando em sua digestão, transformando sua comida em sangue, retirando as células mortas do corpo, trazendo novo oxigênio, oxigênio fresco para o corpo – e você está dormindo profundamente!
Ele está fazendo tudo para a sua sobrevivência, para a sua vida, apesar de você ser tão ingrato que nunca nem mesmo agradeceu a seu corpo. Pelo contrário, suas religiões o ensinam a torturá-lo: o corpo é seu inimigo e você tem que se ver livre do corpo, dos seus apegos. Eu também sei que você é mais do que o corpo e não existe necessidade de nenhum apego. O amor e a compaixão são absolutamente necessários para o seu corpo e a sua nutrição. E quanto melhor for o seu corpo, maior a possibilidade de crescer a consciência. É uma unidade orgânica.
Um tipo totalmente nove de educação é necessário no mundo onde fundamentalmente todos são introduzidos no reino do coração – em outras palavras na meditação – onde todo mundo tem que ser preparado para ser compassivo com seu próprio corpo, porque ao menos que você seja compassivo com seu próprio corpo, você não pode ser compassivo com nenhum outro corpo.Ele é um organismo vivo e ele não fez nenhum mal a você. Ele tem estado continuamente em serviço desde que você foi concebido e estará até a sua morte. Ele fará tudo o que você gostaria de fazer, mesmo o impossível e ele não será desobediente com você.
É inconcebível criar tal mecanismo que é tão obediente e tão sábio. Se você se torna consciente de todas as funções do seu corpo, você ficará surpreso. Você nunca pensou o que o seu corpo tem feito. Ele é tão miraculoso, tão misterioso – mas você nunca olhou para dentro dele. Você nunca se preocupou em conhecer o seu próprio corpo e você pretende amar outras pessoas. Você não pode, porque estas outras pessoas também aparecem para você como corpos.
O corpo é o maior mistério em toda a existência. Este mistério precisa ser amado – seus mistérios, seus funcionamentos serem intimamente pesquisados.
As religiões infelizmente foram absolutamente contra o corpo. Mas ele dá uma dica, uma indicação precisa, de que se um homem aprende a sabedoria do corpo e o mistério do corpo, ele nunca irá se preocupar com sacerdotes e Deus. Ele terá encontrado o mais misterioso dentro de si mesmo e dentro do mistério do corpo estará o verdadeiro santuário da sua consciência.
Uma vez que você se torne consciente da sua consciência, de seu ser, não existe Deus acima de você. Somente tal pessoa pode ser respeitosa com os outros seres humanos, outros seres viventes, porque eles todos são misteriosos como ele próprio é... Diferentes expressões, variedades que tornam a vida mais rica. E uma vez que o homem tenha encontrado a consciência dentro de si mesmo, ele encontrou a chave para o supremo. Nenhuma educação que não ensina a amar o corpo não ensina a ser compassivo com o corpo, não ensina como entrar nos seus mistérios, não será capaz de ensiná-lo como entrar em sua própria consciência.
O corpo é a porta – o corpo é o trampolim. E uma educação que não toque o assunto de seu corpo e consciência não é somente absolutamente incompleta, ela é totalmente prejudicial porque ela continuará sendo destrutiva. É somente o florescimento da consciência dentro de você que lhe previne da destruição. E isto lhe dá um tremendo desejo de criar – criar mais beleza no mundo, criar mais conforto no mundo...
O homem precisa de um corpo melhor, de um corpo mais saudável. O homem precisa de um ser mais consciente e alerta. O homem precisa de todo o tipo de confortos e riquezas que a existência está pronta a entregar. A existência está pronta para lhe dar o paraíso aqui e agora, mas você continua adiando – é sempre depois da morte.
No Sri Lanka um grande místico estava morrendo... Ele era venerado por milhares de pessoas. Eles se reuniram a sua volta. Ele abriu os olhos: ele daria apenas mais algumas respirações nesta margem e iria embora, e iria para sempre. Todo mundo estava ansioso para escutar suas últimas palavras. O velho homem disse: “Eu estive ensinando a voces por toda a minha vida a respeito de bem aventurança, êxtase, estar meditativo. Agora eu estou indo para a outra margem – eu não mais estarei disponível. Voces me escutaram, mas voces nunca praticaram o que eu estava lhes dizendo. Voces estavam sempre adiando. Mas agora não existe nenhum ponto em adiar, eu estou indo. Alguém está pronto para ir comigo?”
Houve um grande silêncio. As pessoas olharam umas para as outras pensando que talvez este homem que foi um discípulo por quarenta anos, ele talvez esteja pronto... Mas ele estava olhando para os outros – ninguém estava se levantando. E bem lá de trás um homem levantou a sua mão. O grande místico pensou: “Pelo menos uma pessoa é corajosa o suficiente”
Mas o homem disse: “por favor, deixe-me esclarecer porque eu não me levantei. Eu somente levantei a minha mão. Eu quero saber como atingir a outra margem, porque hoje naturalmente eu não estou pronto. Existem muitas coisas que estão incompletas: um convidado está chegando, meu filho mais jovem está casando e neste dia eu não posso ir – e voce disse que da outra margem voce não pode voltar. Algum dia, um dia certamente, eu irei e encontrarei voce. Se voce puder explicar para nós apenas mais uma vez – apesar de que voce explicou para nós por toda a sua vida – somente mais uma vez como atingir a outra margem? Mas por favor tenha em mente que eu não estou preparado para ir agora. Eu apenas quero refrescar a minha memória assim quando o momento chegar...”
Este momento certo nunca chega. Esta não é apenas uma história sobre aquele pobre homem, é a história de milhões de pessoas, de quase todas. Elas estão todas esperando pelo momento certo, a constelação de estrelas corretas... Elas estão consultando a astrologia indo ao quiromante, pesquisando de diferentes formas o que irá acontecer amanhã. O amanhã não acontece – ele nunca aconteceu. O que acontece é sempre hoje.
Um tipo certo de educação ensinará as pessoas a viverem aqui e agora, a criar o paraíso nesta terra, não esperar pela morte chegar e não ser miserável até a morte acabar com a sua miséria. Deixe a morte encontrá-lo dançando, alegre e amando. É uma experiência estranha que se um dia pode viver sua vida como se ele já estivesse no paraíso, a morte não poderá tirar nada da experiência daquele homem.
Minha abordagem é ensiná-lo de que este é o paraíso, não existe nenhum paraíso em nenhum outro lugar e nenhuma preparação é necessária para ser feliz. Nenhuma disciplina é necessária para ser amoroso; somente um pouco de atenção, somente estar um pouco alerta, somente um pouco de entendimento.
Respeite o seu corpo da mesma forma que voce respeita a sua alma. Seu corpo é tão sagrado quanto a sua alma. Na existência tudo é sagrado porque todas as coisas estão pulsando com a batida do coração do divino...
Voce está se movendo momento a momento, de um estágio de consciência para outro estágio de consciência. O corpo pode estar dormindo profundamente, mas ele também está consciente. Voce sabe que se voce está dormindo e um mosquito começa a perturbá-lo, voce permanece dormindo e sua mão espanta o mosquito... O corpo tem sua própria consciência.
Os cientistas dizem que o corpo tem milhões e milhões de células vivas, cada célula tem sua própria vida. Nós perdemos a capacidade de nos maravilharmos: de outra forma voce iria se maravilhar primeiro com seu próprio corpo, como o corpo transforma o pão em sangue. Nós ainda não fomos capazes de encontrar uma fábrica onde o pão possa ser transformado em sangue. E não somente isto, ele separa aquilo que é necessário e aquilo que não é necessário para o corpo: aquilo que não é necessário é jogado fora e aquilo que é necessário é enviado para diferentes funções.
O corpo continua suprindo diferentes lugares, diferentes partes do seu corpo, qualquer que seja a necessidade. Voce come a mesma comida para todas as suas necessidades; a partir da mesma comida que os ossos são feitos, seu sangue é feito, sua pele é feita, seus olhos são feitos, seu cérebro é feito; e o corpo sabe perfeitamente bem o que é necessário e onde é necessário. O sangue está circulando continuamente, suprindo substâncias químicas adequadas para cada parte.
Não somente isto, o corpo também sabe a prioridade. A primeira prioridade é o seu cérebro – por esta razão, se não tem oxigênio suficiente, primeiro o corpo dará oxigênio ao cérebro. As outras partes são mais resistentes e elas podem esperar um pouco, mas as células do cérebro não são tão resistentes. Se elas não receberem oxigênio por seis minutos elas irão morrer, e uma vez que elas estão mortas elas não podem ser revividas.
É um tremendo trabalho de inteligência estar alerta sobre as diferentes funções. Quando voce tem uma ferida, então o corpo para de suprir certas partes que podem sobreviver, mas primeiro a ferida precisa ser curada. Imediatamente as células brancas do sangue correm em direção da ferida para cobri-la assim ela não fica aberta. E então o lado de dentro, o trabalho, um trabalho muito sutil continua.
A ciência médica sabe que nós ainda não somos tão sábios quanto o corpo é. Os médicos mais proeminentes disseram que nós não podemos curar o corpo; o corpo cura a si mesmo – nós podemos apenas ajudar. No máximo nossos medicamentos podem ser de alguma ajuda, mas a verdadeira cura vem do próprio corpo. É um maravilha como isso está sendo feito. É um trabalho imenso.
Eu fiquei sabendo de um cientista amigo, que trabalha nas funções do corpo, que se nós quiséssemos fazer todas as funções nós iríamos precisar de uma fábrica com quase uma milha quadrada de área, com muitos computadores e mecanismos complicados. Ainda assim, nós não temos certeza de que teremos sucesso – e usas religiões condenam o corpo e dizem que tomar cuidado do corpo não é religioso...
Primeiro, no interior, torne-se um com seu corpo, então torne-se um com toda a existência. No dia que a batida de seu coração estiver em sincronia com a batida do coração do universo voce encontrou a religião – não antes disso.


por OSHO.

domingo, 31 de julho de 2011

SEMENTE     E     FRUTO
                                                    
Um dia, houve.
Eu era jovem, cheia de sonhos.
Rica de imensa pobreza
que me limitava entre 7 mulheres que me governavam.
E eu parti em busca e meu destino.
Ninguém me estendeu a mão.
Ninguém me ajudou e todos jogaram pedras.

Despojada. Apedrejada.
Sozinha e perdida nos caminos incertos da vida.
E fui caminhando, caminhando...
E me nasceram filhos.
E foram eles frágeis e pequeninos,
carecendo de cuidados,
crescendo devagarinho.
E foram eles, a rocha onde me amparei,
anteparo sobre a tormenta que viera sobe mim.

Foram eles na sua fragilidade infante,
poste e alicerce, paredes e cobertura,
segurança e um lar
que o vento da insânia ameaçava desabar.
Filhos pequeninos e frágeis...
eu os carregava, eu os alimentava?
Não. Foram eles que me carregaram,
que me alimentaram.

Foram correntes, amarras e embasamentos.
Foram fortes demais.
Construiram a minha resistência.
Filhos, fostes pão e água no meu deserto.
Sombra na minha solidão.
Refúgio do meu nada.
Removi pedras, quebrei as arestas da vida e plantei flores.
Fostes para mim semente e fruto.
Na vossa inconciência infatil.
Fostes unidade e agregação.

Crescestes numa escola de esforço e trabalho.
depois, cada qual se foi, a seu melhor destino.
E a velha mãe sozinha
devia ainda um exemplo de trabalho, amor e coragem.
Miha última dívida de gratidão
 aos filhos.

Fiz a caminhada de retorno às raízes ancestrais.
Voltei às origens da minha vida.
escrevi o Cantico da Volta.
Assim devia ser.
Fiz um nome bonito: doceira, glória maior.
E nas pedras rudes de meu berço
gravei poemas.

Cora Coralina

quinta-feira, 28 de julho de 2011

OM MANI PADME HUM





                                        OM MANI PADME HUM


Tradução: Recebemos a Jóia da consciência no coração do Lótus. (O Lótus é o chakra). Significa - Recebemos a jóia da consciência divina, no centro do nosso chakra da coroa. Avalokitesvara alcançou tão elevado grau de espiritualidade, como se tivesse s...ubido a mais alta montanha. Destas alturas, estava para partir à planos ainda mais elevados, e distantes da terra, quando ouviu um gemido que vinha do inconsciente coletivo da humanidade. O lamento por sua partida. Seu coração encheu-se de compaixão e Avalokitesvara prometeu ficar neste planeta trabalhando e servindo para evolução da humanidade. Este juramento bodhisatva, é feito por todos os Mestres que servem a Luz da Grande Fraternidade Branca. Eles deixam de seguir as sua evolução em planos superiores, para servir a Luz de seus irmãos ainda encarnados. Ao recitarmos o Mani Mantra, estamos penetrando a mesma roda metafísica que os Mestres Ascensos e não Ascensos da Grande Fraternidade Branca que estão constantemente empurrando - a Roda da Evolução Espiritual da humanidade. Este mantra tem sua origem na Índia e de lá foi para o Tibet. Os tibetanos não conseguiram entoá-lo da mesma forma, mudando sua pronuncia para: OM MANI PEME HUNG este é o mantra mais utilizado pelos budistas tibetanos. Qualquer pessoa pode entoá-lo. Estando feliz ou triste, ao entoar o "Mani Mantra", uma espontânea devoção surgirá em nossa mente e o grande caminho será fortemente realizado. O mantra OM MANI PADME HUM, é fácil de pronunciar e poderoso pois contém a essência de todo o ensinamento. Muito tem sido escrito sobre este mantra e é impressionante que apenas seis silabas possam atrair tanto comentário importante. De acordo com Dalai Lama, o propósito de recitar este mantra é transformar o corpo impuro de suas palavras e mente, no puro e louvado corpo, palavra e mente de um Buda. O som de cada silaba é visto como tendo uma forma paralela espiritual. Fazer o som de cada silaba portanto, é alinhar a si mesmo com aquela qualidade espiritual particular e para se identificar com isto. Existe também um grande numero de outros beneficio que resultam da repetição deste mantra, incluindo a produção do mérito e destruição do carma negativo. OM - A primeira silaba, recitá-la o abençoa para atingir a perfeição na pratica da generosidade. MA - Ajuda a aperfeiçoar a pratica da ética pura. NI - Ajuda a atingir a perfeição na pratica da tolerância e paciência. PAD - Ajuda a conquistar a perfeição na pratica da perseverança. ME - Ajuda a conquistar a perfeição na pratica da concentração. HUM - Ajuda na conquista da perfeição na pratica da sabedoria. A senda das seis perfeições é a senda de todos os budas. Cada uma das seis silabas elimina um dos venenos da consciência humana. OM - Dissolve o orgulho MA - Liberta do ciúme e da luxuria. NI - Consome a paixão e os desejos PAD - Elimina a estupidez e danos. ME - Liberta da pobreza e possessividade. HUM - Consome a agressão e o ódio. Os mantras são freqüentemente, os nomes dos budas, bodhisattvas ou mestres e que o compuseram. Os mantras são investidos com um infalível poder de ação, de forma que a repetição do nome da deidade, transmite as qualidades de sua mente. O nome é idêntico a deidade ou essência da deidade que o compôs e com ele presenteia a humanidade dando a seus irmãos a essência de tudo aquilo que ele atingiu em muitas vidas de esforço e sagrado oficio. Dando o glorioso resultado de seu momentum de sabedoria. Ao recitar este mantra, o meditante também pode conseguir as qualidades do Chenrezig, o bodhisatva da compaixão, conhecido na tradição Mahayana como Avalokitesvara. O mantra OM MANI PADME HUM, chamado de mani mantra, levanta algumas traduções misteriosas. Diz a tradição que este mantra significa o nome Chenrezig. Contudo, Chenrezig não tem nome, mas ele é designado por nomes. Estes nomes são a taça para a compaixão a benção e a força que ele derrama. Portanto este é apenas um dos nomes de Chenrezig, MANI PADME, colocado entre as duas silabas sagradas OM e HUM. Parece-nos que Chenrezig, Avalokitesvara e Kuan Yin são os nomes do mesmo buda da compaixão. OM - Representa o corpo de todos os budas, também o começo de todos os mantras. MANI - Jóia em sânscrito PADME - Lótus ou chakra HUM - A mente de todos os budas e freqüentemente finalizam os mantras. MANI - Refere-se a Jóia que Chenrezig segura no centro de suas duas mãos. PADME - Refere-se ao lótus que ele segura na sua segunda mão esquerda. Dizendo MANI PADME estamos nominando Chenrezig através de seus atributos: "Aquele que segura a Jóia e o Lótus". Chenrezig ou Jóia do Lótus são dois nomes para a mesma deidade. Quando recitamos este mantra, estamos na verdade repetindo o nome de Chenrezig. Este mantra é investido com a benção e o poder da mente de Chenrezig, sendo que ele mesmo reúne a benção e a compaixão de todos os budas e bodhisattvas. Desta forma o mantra é imbuído com a capacidade de purificar nossa mente de sua obscuridade. O mantra abre a mente para o amor e compaixão e a conduz ao despertar. Sendo a deidade e o mantra um em essência, significa que é possível recitar o mantra sem necessariamente trabalhar a visualização. A recitação permanece efetiva. Cada uma das seis silabas sagradas retêm um efeito purificador genuíno. OM - Purifica o corpo MA - Purifica a palavra NI - Purifica a mente PAD - Purifica as emoções ME - Purifica as condições latentes HUM - Purifica o véu que encobre o conhecimento Cada silaba é ela mesma uma oração OM - É oração dirigida ao corpo dos budas MA - É oração dirigida à palavra dos budas NI - É oração dirigida à mente dos budas PAD - É oração dirigida às qualidades dos budas ME - É oração dirigida à atividades dos budas HUM - Reúne a graça (benção) do corpo, palavra, mente, qualidade e atividade dos budas. Estas seis silabas correspondem à transcendental perfeição dos budas secretos. OM - Ratnasambhava, Buda que nos inunda com sua sabedoria de igualdade e nos liberta do orgulho espiritual, intelectual e humano MA - Amogasidhi, Buda que nos inunda com sua sabedoria que a tudo realiza, a sabedoria da ação perfeita e liberta-nos do veneno da inveja e do ciúme. NI - Vajrasattva, Buda nos inunda com a sabedoria da vontade diamantina de Deus. Consome em nós o veneno do medo, da duvida e da descrença em Deus, o único Guru. PAD - Vairochana, Buda que nos inunda com a sabedoria penetrante do dharmakaya, a poderosa Presença Eu Sou. Consumindo em nós o veneno da ignorância. ME - Amithaba, Buda que nos inunda com a sabedoria da discriminação e consome em nós os venenos das paixões : Todos os desejos intensos, cobiça, avareza e luxuria. HUM - Akshobhya, Buda que nos inunda com a sabedoria que se reflete como num espelho e consome em nós os venenos de raiva, ódio e criações de ódio. As seis silabas sagradas OM MANI PADME HUM são a essência das cinco famílias de budas secretos. São a fonte para todas as qualidades e profunda alegria. É a senda que conduz a uma elevada existência para a liberdade da alma. Ver mais


Por: Gisele Guerrero

segunda-feira, 18 de julho de 2011

ÁGUA DE MELISSA - receita das Irmãs Carmelitas datado do Séc. XVII




ÁGUA DE MELISSA

180 GR DE FOLHAS DE MELISSA FRESCA OU 90 GR DE FOLHAS SECAS
20 GR DE CANELA EM PAU
20 GR DE CRAVO EM FLOR
10 GR DE SEMENTES DE COENTRO
 20 GR DE VERBENA (GERVÃO)
20 GR DE NÓZ MOSCADA
CARCAÇA DE 1 LIMÃO SICILIANO
1/2 LITRO DE ÁGUA DA FONTE
1 LITRO DE ÁLCOOL  DE CEREAIS


JUNTE OS INGREDIENTES, DEITE O ÁLCOOL E ÁGUA PURA DA FONTE, DEIXE MASCERANDO POR 19 DIAS, EM VIDRO ESCURO E ESTÉRIL, COAR E GUARDAR EM VIDROS MENORES.
TOMAR 1 COLHER DE SOPA DO EXTRATO EM 1 XÍCARA E AGÚA FERVIDA E MEL, VÁRIAS VEZES AO DIA .
MELISSA : INTEGRA EMOÇÕES
CRAVO E CANELA: ATIVA A CIRCULAÇÃO, PROTEGE OS CAPILARES
LIMÃO: DESSINTOXICA O FÍGADO, TRAZ LUCIDEZ  E BOM-HUMOR
VERBENA: CLAREZA DE PESAMENTOS E VERDADES PROFUNAS
NÓZ MOSCADA: RETIRA GASES TÓXICOS DAS CÉLULAS, REGENERADOR

RECEITA DO SÉCULO XVII, FEITO PELAS IRMÃS CARMELITAS PARA TRATAR TABAGISMO, NEURASTENIA, INSÔNIA .


sábado, 9 de julho de 2011

MEIAS IMPRESSÕES




  MEIAS IMPRESSÕES DE ANINHA
Cora Coralina


Renovadora e reveladora do mundo
A humanidade se renova no seu ventre.
Cria teus filhos, não os entregue às creches.
Creche é fria impessoal.
Nunca será um lar
para teu filho.
Ele pequeno precisa de ti.
Não o desligues da tua força maternal.


Que pretendes mulher?
Independência, igualdade de condição...
És superior àqueles
que procuras imitar.
Tens o dom divino
de ser mãe
Em  ti está o dom  presente da humanidade.


Mulher não te deixes castrar.
Serás um animal somente de prazere ás vezes nem mais isso.
Frígida, bloqueada, teu orgulho te faz calar.
Tumultuada, fingindo ser o que não és.
Roendo o teu osso negro da amargura.