terça-feira, 30 de agosto de 2011

OM MANI PADME HUM



OM MANI PADME HUM
                                                                       SIGINIFICADO

 
É muito bom repetir o mantra Om Mani Padme Hum [em tibetano sua pronúncia é Om Mani Peme Hung, mas sua origem é indiana], mas enquanto o estiverem fazendo devem pensar sobre sua significação, pois o significado dessas seis sílabas é grande e profundo. A primeira, Om, compõe-se das três letras A, U e M, que simbolizam o corpo, a palavra e a mente puros e sublimes de um Buddah.

Podem o corpo, a palavra e a mente impuros ser transformados em corpo, palavra e mente puros, ou são inteiramente separados? Todos os Buddahs eram seres como nós que, após trilharem o Caminho, tornaram-se iluminados. O Budismo não afirma que haja uma pessoa que desde sua origem esteja livre de falhas e que possua todas as boas qualidades. A condição pura do corpo, da palavra e da mente surge ao abandonarmos gradualmente os estados impuros e, em conseqüência, nos tomarmos puros.

 
Como se processa isso? O caminho é indicado pelas quatro sílabas seguintes: Mani, que significa jóia simboliza os fatores do método, a intenção altruísta de alcançar a iluminação, a compaixão e o amor. Assim como uma jóia é capaz de eliminar a pobreza, a mente altruísta da iluminação é capaz de afastar a pobreza, ou as dificuldades da existência cíclica e da paz solitária. Do mesmo modo como uma jóia satisfaz os desejos dos seres sencientes, a intenção altruísta de alcançar a iluminação satisfaz as aspirações dos seres sencientes.


As duas sílabas, Padme, que significam lótus, simbolizam a Sabedoria. Assim como um lótus nasce da lama mas não se contamina com ela, a sabedoria é capaz de nos colocar em uma situação de não-contradição, ao passo que há contradição se não temos Sabedoria. Existe a Sabedoria que percebe a impermanência; a Sabedoria que percebe que as pessoas não são auto-suficientes ou substancialmente existentes; a Sabedoria que percebe o vazio da dualidade, ou seja, a diferença de entidade entre sujeito e objeto; e a Sabedoria que percebe o vazio da existência inerente. Embora existam muitos tipos diferentes de Sabedoria, a mais importante é aquela que percebe o vazio.


A pureza deve ser alcançada através da unidade indivisível do método e da Sabedoria, representada pela sílaba final Hum, que indica essa indivisibilidade. De acordo com o sistema sutra, a indivisibilidade de método e Sabedoria referem-se à Sabedoria influenciada pelo método e este influenciado por Aquela. No mantra, ou veículo tântrico, faz-se referência a uma consciência na qual existem de forma completa tanto a Sabedoria quanto o método como uma entidade indiferenciável. Em termos das sílabas-sementes dos cinco Buddahs Vitoriosos, Hum é a sílaba-semente de Akhobhya — O inalterável, O que não se agita, O que nada pode perturbar. Desse modo, as seis sílabas, Om Mani Padme Hum significam que, em função da prática de um Caminho que é uma união indivisível de método e Sabedoria, podemos transformar nosso corpo, nossa palavra e nossa mente impuros, no corpo, na palavra e na mente sublimes de um Buddah.


Diz-se que não devemos procurar o Estado de Buddah fora de nós mesmos; as substâncias para que alcancemos o Estado de Buddah estão dentro de nós. Como Maitreya declara no seu Sublime Continuum do Grande Veículo (Uttaratantra), todos os seres possuem a natureza de Buddah no seu próprio continuum. Temos dentro de nós a semente da pureza, a essência d’Aquele que chegou à Verdade, Tathagatagarbha, a qual deve se desenvolver completamente e se transformar no puro Estado de Buddah.

(Sua Santidade Tenzin Gyatso — Décimo Quarto Dalai-Lama, Centros Budistas Calmuco-Mongólia, Nova Jersey)



O Budismo ensina também que:

OM (a natureza última de toda a realidade – a essência das coisas) — liberta do orgulho

MA — liberta do ciúme e da luxúria

NI — liberta das paixões e dos desejos egoísticos

PAD — liberta da ignorância

ME — liberta da avareza e da possessividade

HUM — liberta da agressividade e do ódio

Om Mani Padme Hum, muito resumidamente, abre a mente para o Amor e para a Compaixão conduzindo ao despertar. E assim, cada uma das seis sílabas tem um efeito específico, a saber:


OM — purifica o corpo físico

MA — purifica a palavra

NI — purifica a mente
PAD — purifica as emoções

ME — purifica as condições latentes
HUM — purifica o véu que encobre o Conhecimento

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

JOÃO SOARES E ROSA MUNIZ YOGA PARA CRIANÇAS CONSTRUINDO UM FUTURO DE LUZ E ETERNA ALEGRIA EM VIVER


É importante acreditarmos que as crianças podem se iniciar na meditação, mesmo que isso a princípio aconteça apenas por alguns minutos, ou até menos.
Muitas vezes a nossa mente, assim como a das crianças, vive em um turbilhão de pensamentos e desejos. E, nesse processo, não conseguimos nos observar e entender o que realmente queremos. Com excessos de desejos, criamos e acreditamos em nossos sofrimentos, valorizando cada vez mais a idéia de que TER é muito mais importante do que SER.
Proporcionar à criança a percepção de que existe um espaço interior, onde ela pode se recolher, buscar orientação e se conectar com um aspecto mais sagrado de si mesma, é também a função da meditação para crianças.
Geralmente os pequenos estão prontos para se iniciarem na meditação quando conseguem acompanhar uma história, mas é importante que eles percebam que isso não é uma obrigação.
Devemos deixar claro que acompanhar uma história, um relaxamento etc., ainda não é meditação, mas sim instrumentos importantes que ajudam a preparar a criança. Meditar é entrar em contato com o interior, ir além da mente, perceber o que acontece quando a mente silencia e algo se expressa.
Para os adultos, poderíamos chamar esse "algo" de Deus interior, Essência, etc. Para as crianças, chamamos de força interior.
Como sempre partimos do lúdico - a linguagem infantil - uma boa forma é utilizar as imagens que surgem com as histórias até o ponto em que o professor pode sugerir que a criança observe a força interior, ou o que ela observe o que pode perceber dentro de si.
A meditação oferece, comprovadamente, uma série de benefícios que acreditamos que se estendem também para crianças. Entre eles, podemos citar a diminuição do fluxo de ondas betas no cérebro, que estão relacionadas ao estresse, adrenalina e cortisol, além do auxílio no controle das reações impulsivas (cérebro reptiliano). Ao mesmo tempo, ajuda também o cérebro a trabalhar em ondas alfas que estimulam a criatividade, o aprendizado e um olhar mais holístico para o universo.
A meditação estimula partes do cérebro que estão relacionados à auto-estima, ou seja, também estimula a inteligência intrapessoal. No que diz respeito exclusivamente ao público infantil acreditamos que ajuda no combate ao déficit de atenção, estresse e hiperatividade e potencializa, assim como a prática de yoga, a concentração.
Se a meditação for praticada antes da aula de Yoga, ou fora desse contexto, sugerimos alguns alongamentos para preparar o corpo. As crianças podem sentar-se diretamente em seus tapetes ou podemos usar um cobertor ou uma almofada para elevar o quadril e ajudar a manter a coluna mais reta.
Escolhemos para vocês este mês uma de nossas meditações com a figura do mago que, em nossas aulas, já é conhecido pelas crianças. Esperamos que gostem e que possam praticá-la com seus pequenos!
Namastê.


O Cristal Mágico


Feche seus olhos e me acompanhe nessa jornada! Sinta seu corpo confortável, suas costas esticadas e seu rosto completamente relaxado.
Respire bem devagar como se seu corpo fosse um imenso balão a se encher. Solte o ar devagar como se o seu corpo fosse um imenso balão a se esvaziar.
Encha o balão.


Esvazie o balão.


Encha o balão.


Esvazie o balão


Agora, sua mente está tranquila e pronta para passear pelo mundo da imaginação!


Gostaria de lhe apresentar um amigo muito especial! Um antigo mago, que viajou por toda a Índia e aprendeu muitas coisas interessantes! Com suas barbas compridas e bochechas rosadas, sempre foi respeitado por todos, em todos os lugares do mundo, pois seus poderes mágicos, sua sabedoria e sua bondade já ajudaram muitas e muitas pessoas!
Ele traz com ele uma pedra, coloca em suas mãos e pede para que você a segure.


Sinta a pedra com suas mãos.


Toque, explore. Sinta sua forma. Sinta sua textura. Sinta sua temperatura.


Perceba se ela é lisa, quente ou fria, grande ou pequena. O Mago pede que você segure a pedra com as duas mãos e sinta tudo que você consegue perceber. Esta pedra foi criada pela Mãe Terra há muito, muito tempo atrás e traz dentro dela a força de todo este tempo: uma grande e poderosa energia!


Perceba que, ativada pelo toque de suas mãos, pelo seu poder pessoal, toda esta força se ativa, torna-se novamente viva. Sinta como a pedra brilha intensamente. Perceba que ela se transforma em um lindo cristal!

O cristal tem o poder de enviar energia para todo o seu corpo! Sinta seu corpo forte e vivo! Sinta seus pensamentos tranquilos e inteligentes. Sinta a força viva dentro de você.


Perceba que a energia de todas as coisas da vida também está presente dentro de você!
E sentindo toda esta magia dento de você, permaneça em silêncio... (pausa de alguns minutos)


Agora, perceba novamente sua respiração, seu corpo e vá retornando lentamente.
Namastê.


Tudo de bom para você. Tudo de bom para mim. Tudo de bom para todos nós!


Visite: www.yogacomhistorias.com.br
João Soares e Rosa Muniz Meditação para crianças Por: João Soares e Rosa Muniz

Atualizado em: 16/08/2011








domingo, 7 de agosto de 2011

YUMI COM A CACAU, D.RATA E AMIGOS NO ZEN...PATIA

BRINCAR DE SER FLEXÍVEL PERANTE A VIDA É ESSENCIAL, É YOGA
Posted by PicasaA Yoga pra crianças deve ser praticada em grupos e de forma regular, simples e dinâmica. Seu objetivo principal é trazer equilíbrio físico/emocional, paz mental e felicidade plena.Também deve ser incentivada a prática diária individual, com acompanhamento de material didático correspondente à faixa etária e/ou capacidade de aprendizado (pode ser, tanto um jovem avançado, como um ancião brincalhão e capaz, rsrs). A presença dos pais é esperada e muito bem-vinda. As crianças semeiam em nós essa capacitação corporal esquecida!



Não são bem vindos: competição, preconceitos, dispersão, contorcionismos extremos, fanatismos doutrinários e radicalismos. Busco, de forma bem leve e divertida, com a ajuda de material lúdico e personagens, a introdução de práticas meditativas, de observação e introspecção, de potencialidades físicas e observação espacial e, interação com o outro e com o todo.


Convencido do firme desejo de Nachiketa em entender os mistérios da vida e da morte, Yama explica: "A Alma continua a existir, apesar de o corpo morrer e se deteriorar". Yama continuou: "A Alma é como um cavaleiro e, nosso corpo como uma carruagem. Sua inteligência é o condutor e, seus pensamentos e sentimentos são as rédeas. Seus cinco sentidos: visão, audição, olfato, paladar e tato, são os cinco cavalos que conduzem a carruagem. O mundo a seu redor é como o campo no qual os cavalos pastam."



Assim, Yama ensinou a Nachiketa a importância do Yoga.


Ele explicou: Ao praticarmos yoga, podemos ter os sentidos sob controle, aprendemos a conhecê-los e controlá-los da mesma forma que o condutor tem domínio sobre os cavalos. Assim, controlando seus sentidos, verá a alma e compreenderá a si próprio.






Isso é Yoga:


Observação, prática, respiração, auto-conhecimento, constância, bem-estar!






BEM !!!!!


Simbora respirar e meditar!!!


Encantador!!!






Yoga e me - dita- ação ?!?!?!






"Yoga para crianças" (ed. Madras) com Rajiv e Swati Chanchai, me deparo com o conto de Nachiketa e Yama, o Deus da Morte, transcrevo parte dele que é a descrição mais linda do Yoga, muito esclarecedor, simples e profundamente verdadeiro.


terça-feira, 2 de agosto de 2011




                                                                          O Corpo



Por séculos foi dito ao homem todo o tipo de coisas que negam a vida. Inclusive torturar o seu corpo tem sido uma disciplina espiritual...
Você caminha, você come, você bebe e todas estas coisas indicam que você é um corpo e uma consciência como um todo orgânico. Você não pode torturar o corpo e elevar a consciência. O corpo tem que ser amado – você tem que ser um grande amigo. É a sua casa, você tem que limpá-lo de todo o lixo, e você tem que se lembrar de que ele está a seu serviço continuamente, diariamente. Mesmo quando você está dormindo, seu corpo está continuamente trabalhando em sua digestão, transformando sua comida em sangue, retirando as células mortas do corpo, trazendo novo oxigênio, oxigênio fresco para o corpo – e você está dormindo profundamente!
Ele está fazendo tudo para a sua sobrevivência, para a sua vida, apesar de você ser tão ingrato que nunca nem mesmo agradeceu a seu corpo. Pelo contrário, suas religiões o ensinam a torturá-lo: o corpo é seu inimigo e você tem que se ver livre do corpo, dos seus apegos. Eu também sei que você é mais do que o corpo e não existe necessidade de nenhum apego. O amor e a compaixão são absolutamente necessários para o seu corpo e a sua nutrição. E quanto melhor for o seu corpo, maior a possibilidade de crescer a consciência. É uma unidade orgânica.
Um tipo totalmente nove de educação é necessário no mundo onde fundamentalmente todos são introduzidos no reino do coração – em outras palavras na meditação – onde todo mundo tem que ser preparado para ser compassivo com seu próprio corpo, porque ao menos que você seja compassivo com seu próprio corpo, você não pode ser compassivo com nenhum outro corpo.Ele é um organismo vivo e ele não fez nenhum mal a você. Ele tem estado continuamente em serviço desde que você foi concebido e estará até a sua morte. Ele fará tudo o que você gostaria de fazer, mesmo o impossível e ele não será desobediente com você.
É inconcebível criar tal mecanismo que é tão obediente e tão sábio. Se você se torna consciente de todas as funções do seu corpo, você ficará surpreso. Você nunca pensou o que o seu corpo tem feito. Ele é tão miraculoso, tão misterioso – mas você nunca olhou para dentro dele. Você nunca se preocupou em conhecer o seu próprio corpo e você pretende amar outras pessoas. Você não pode, porque estas outras pessoas também aparecem para você como corpos.
O corpo é o maior mistério em toda a existência. Este mistério precisa ser amado – seus mistérios, seus funcionamentos serem intimamente pesquisados.
As religiões infelizmente foram absolutamente contra o corpo. Mas ele dá uma dica, uma indicação precisa, de que se um homem aprende a sabedoria do corpo e o mistério do corpo, ele nunca irá se preocupar com sacerdotes e Deus. Ele terá encontrado o mais misterioso dentro de si mesmo e dentro do mistério do corpo estará o verdadeiro santuário da sua consciência.
Uma vez que você se torne consciente da sua consciência, de seu ser, não existe Deus acima de você. Somente tal pessoa pode ser respeitosa com os outros seres humanos, outros seres viventes, porque eles todos são misteriosos como ele próprio é... Diferentes expressões, variedades que tornam a vida mais rica. E uma vez que o homem tenha encontrado a consciência dentro de si mesmo, ele encontrou a chave para o supremo. Nenhuma educação que não ensina a amar o corpo não ensina a ser compassivo com o corpo, não ensina como entrar nos seus mistérios, não será capaz de ensiná-lo como entrar em sua própria consciência.
O corpo é a porta – o corpo é o trampolim. E uma educação que não toque o assunto de seu corpo e consciência não é somente absolutamente incompleta, ela é totalmente prejudicial porque ela continuará sendo destrutiva. É somente o florescimento da consciência dentro de você que lhe previne da destruição. E isto lhe dá um tremendo desejo de criar – criar mais beleza no mundo, criar mais conforto no mundo...
O homem precisa de um corpo melhor, de um corpo mais saudável. O homem precisa de um ser mais consciente e alerta. O homem precisa de todo o tipo de confortos e riquezas que a existência está pronta a entregar. A existência está pronta para lhe dar o paraíso aqui e agora, mas você continua adiando – é sempre depois da morte.
No Sri Lanka um grande místico estava morrendo... Ele era venerado por milhares de pessoas. Eles se reuniram a sua volta. Ele abriu os olhos: ele daria apenas mais algumas respirações nesta margem e iria embora, e iria para sempre. Todo mundo estava ansioso para escutar suas últimas palavras. O velho homem disse: “Eu estive ensinando a voces por toda a minha vida a respeito de bem aventurança, êxtase, estar meditativo. Agora eu estou indo para a outra margem – eu não mais estarei disponível. Voces me escutaram, mas voces nunca praticaram o que eu estava lhes dizendo. Voces estavam sempre adiando. Mas agora não existe nenhum ponto em adiar, eu estou indo. Alguém está pronto para ir comigo?”
Houve um grande silêncio. As pessoas olharam umas para as outras pensando que talvez este homem que foi um discípulo por quarenta anos, ele talvez esteja pronto... Mas ele estava olhando para os outros – ninguém estava se levantando. E bem lá de trás um homem levantou a sua mão. O grande místico pensou: “Pelo menos uma pessoa é corajosa o suficiente”
Mas o homem disse: “por favor, deixe-me esclarecer porque eu não me levantei. Eu somente levantei a minha mão. Eu quero saber como atingir a outra margem, porque hoje naturalmente eu não estou pronto. Existem muitas coisas que estão incompletas: um convidado está chegando, meu filho mais jovem está casando e neste dia eu não posso ir – e voce disse que da outra margem voce não pode voltar. Algum dia, um dia certamente, eu irei e encontrarei voce. Se voce puder explicar para nós apenas mais uma vez – apesar de que voce explicou para nós por toda a sua vida – somente mais uma vez como atingir a outra margem? Mas por favor tenha em mente que eu não estou preparado para ir agora. Eu apenas quero refrescar a minha memória assim quando o momento chegar...”
Este momento certo nunca chega. Esta não é apenas uma história sobre aquele pobre homem, é a história de milhões de pessoas, de quase todas. Elas estão todas esperando pelo momento certo, a constelação de estrelas corretas... Elas estão consultando a astrologia indo ao quiromante, pesquisando de diferentes formas o que irá acontecer amanhã. O amanhã não acontece – ele nunca aconteceu. O que acontece é sempre hoje.
Um tipo certo de educação ensinará as pessoas a viverem aqui e agora, a criar o paraíso nesta terra, não esperar pela morte chegar e não ser miserável até a morte acabar com a sua miséria. Deixe a morte encontrá-lo dançando, alegre e amando. É uma experiência estranha que se um dia pode viver sua vida como se ele já estivesse no paraíso, a morte não poderá tirar nada da experiência daquele homem.
Minha abordagem é ensiná-lo de que este é o paraíso, não existe nenhum paraíso em nenhum outro lugar e nenhuma preparação é necessária para ser feliz. Nenhuma disciplina é necessária para ser amoroso; somente um pouco de atenção, somente estar um pouco alerta, somente um pouco de entendimento.
Respeite o seu corpo da mesma forma que voce respeita a sua alma. Seu corpo é tão sagrado quanto a sua alma. Na existência tudo é sagrado porque todas as coisas estão pulsando com a batida do coração do divino...
Voce está se movendo momento a momento, de um estágio de consciência para outro estágio de consciência. O corpo pode estar dormindo profundamente, mas ele também está consciente. Voce sabe que se voce está dormindo e um mosquito começa a perturbá-lo, voce permanece dormindo e sua mão espanta o mosquito... O corpo tem sua própria consciência.
Os cientistas dizem que o corpo tem milhões e milhões de células vivas, cada célula tem sua própria vida. Nós perdemos a capacidade de nos maravilharmos: de outra forma voce iria se maravilhar primeiro com seu próprio corpo, como o corpo transforma o pão em sangue. Nós ainda não fomos capazes de encontrar uma fábrica onde o pão possa ser transformado em sangue. E não somente isto, ele separa aquilo que é necessário e aquilo que não é necessário para o corpo: aquilo que não é necessário é jogado fora e aquilo que é necessário é enviado para diferentes funções.
O corpo continua suprindo diferentes lugares, diferentes partes do seu corpo, qualquer que seja a necessidade. Voce come a mesma comida para todas as suas necessidades; a partir da mesma comida que os ossos são feitos, seu sangue é feito, sua pele é feita, seus olhos são feitos, seu cérebro é feito; e o corpo sabe perfeitamente bem o que é necessário e onde é necessário. O sangue está circulando continuamente, suprindo substâncias químicas adequadas para cada parte.
Não somente isto, o corpo também sabe a prioridade. A primeira prioridade é o seu cérebro – por esta razão, se não tem oxigênio suficiente, primeiro o corpo dará oxigênio ao cérebro. As outras partes são mais resistentes e elas podem esperar um pouco, mas as células do cérebro não são tão resistentes. Se elas não receberem oxigênio por seis minutos elas irão morrer, e uma vez que elas estão mortas elas não podem ser revividas.
É um tremendo trabalho de inteligência estar alerta sobre as diferentes funções. Quando voce tem uma ferida, então o corpo para de suprir certas partes que podem sobreviver, mas primeiro a ferida precisa ser curada. Imediatamente as células brancas do sangue correm em direção da ferida para cobri-la assim ela não fica aberta. E então o lado de dentro, o trabalho, um trabalho muito sutil continua.
A ciência médica sabe que nós ainda não somos tão sábios quanto o corpo é. Os médicos mais proeminentes disseram que nós não podemos curar o corpo; o corpo cura a si mesmo – nós podemos apenas ajudar. No máximo nossos medicamentos podem ser de alguma ajuda, mas a verdadeira cura vem do próprio corpo. É um maravilha como isso está sendo feito. É um trabalho imenso.
Eu fiquei sabendo de um cientista amigo, que trabalha nas funções do corpo, que se nós quiséssemos fazer todas as funções nós iríamos precisar de uma fábrica com quase uma milha quadrada de área, com muitos computadores e mecanismos complicados. Ainda assim, nós não temos certeza de que teremos sucesso – e usas religiões condenam o corpo e dizem que tomar cuidado do corpo não é religioso...
Primeiro, no interior, torne-se um com seu corpo, então torne-se um com toda a existência. No dia que a batida de seu coração estiver em sincronia com a batida do coração do universo voce encontrou a religião – não antes disso.


por OSHO.