domingo, 27 de janeiro de 2013

Fondues de Frutas ... zen...vergonhice pura

Receita 1
1 barra de chocolate ao leite
1/2 barra de chocolate meio amargo
1 caixa de creme de leite
1/2 cálice de licor ou conhaque
Frutas picadas a gosto



Receita 2

300 g de chocolate meio amargo
1 xícara (chá) de creme de leite fresco
2 colheres (sopa) de licor de laranja 




Opção criativa:
Fondue de Nutella
Ingredientes
- 400 g de nutella (creme de avelãs)
- 200 mL de creme de leite
- 50 mL de leite


MODO DE PREPARO

Na panela própria para fondue, pique os chocolates junte o creme de leite e o licor
Leve ao fogo até que se derretam por completo.
Leve ao aparelho de fondue, com a chama baixa e sirva com frutas variadas, como: banana, morango, pêssego, gomos de mexerica, manga, kiwi, pêra ou abacaxi, uvas, melão,maçã. 







Para servir
- pedaços de bolo
- biscoitos
- frutas
Derreta em fogo brando, a nutella com o creme de leite e o leite. Transfira para o aparelho de fondue ( fiz no aromatizador, com velinha e louça branca) ou vidro e sirva com os acompanhamentos.

 Daí é só abrir uma garrafa de vinho do Porto, para acompanhar, e curtir a noite.

Dicas para um fondue sem erro:

- cuidado com o chocolate, ele queima fácil;
- o aparelho de fondue é aquele com a vela em baixo, e não com a chama grande;
- esquente o chocolate sempre em uma panela no fogo, antes de passar para a panela de fondue. Pode usar o microondas, de 1 em 1 minuto, para não correr o risco de queimar;
- se o chocolate separar, ou ficar espesso, adicione um pouco de leite. Ou até, se preferir, um pouco de rum;
- mexa sempre o fundo da panela, com uma colher de pau ou espátula de silicone, para não grudar. Às vezes é melhor apagar um pouco a vela.

Sobre as frutas:

- elas devem ser frescas e cortadas em cubos ou pedaços que deem para colocar na boca de uma só vez;
- morango, banana, uva sem caroço, pera, abacaxi e mexerica são as frutas mais recomendadas. A manga e o kiwi também podem ser usados, mas devem estar mais firmes para conseguir cortar em cubos. A manga haden é a melhor para isso;
- prepare as frutas não mais do que 1 hora antes de servir, para não soltarem água ou ficarem escuras;
- arrume as frutas em tigelas ao redor da panela de fondue, à luz de velas e não se esqueça de servir um bom vinho do Porto. Harmonização perfeita!
Luciana Lobo é chef chocolatière da CAU Chocolates, em São Paulo.




FILHO - definição segundo Saramago



‎"Filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isto mesmo ! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo".Definição de filho por Saramago 


sábado, 12 de janeiro de 2013

Quimioterapia Natural

Suco de limão + Bicarbonato 

Tomar limonada como água todos os dias, acrescentando uma colherinha
de bicabornato é melhor.
O Limão (Citrus limonun Risso, Citrus limon (L.) Burm., Citrus
medica) é um produto milagroso para matar as células cancerosas.
Por que isto não é divulgado?
Porque há organizações interessadas em encontrar uma versão
sintética que lhes permita obter lucros fabulosos. Mas, a partir de
agora você pode ajudar um amigo que precise informando-lhe que deve
beber suco de limão com bicarbonato de sódio para prevenir a
doença. Seu sabor é agradável. E, é claro, não produz os efeitos
terríveis da quimioterapia. E se você tiver lugar plante um pé de
limão no seu quintal ou jardim. Todas as partes da árvore são
úteis.
A próxima vez que você quiser beber um suco, peça ou faça-o de
limão natural, sem conservantes.
Quantas pessoas morrem, enquanto este segredo tem sido bem
guardado só para não colocar em risco as utilidades multi bilionárias de grandes corporações?
Como você bem sabe o limoeiro é uma árvore pequena e baixa. Não
ocupa muito espaço. É conhecido pelo nome de limoeiro, pé de
limão, lima (em alguns lugares), llimona (cat) limoiaritz (eusk).
É uma fruta cítrica que vem em diferentes formas. Sua polpa pode
ser consumida diretamente ou é usada normalmente para fazer bebidas,
sorvetes, doces e assim por diante.
O interesse desta planta é devido a seus fortes efeitos
anti-cancerígenos. E embora lhe sejam atribuídas muitas outras
propriedades, o mais interessante sobre ele é o efeito que produz
sobre os cistos e tumores. Esta planta é um remédio comprovado
contra o câncer de todos os tipos e o bicarbonato vai mudar o Ph do
seu organismo. alguns dizem que é de grande utilidade em todas as
formas de câncer.
É considerado também como um agente anti-microbiano de amplo
espectro contra infecções bacterianas e fungos que vivem em lugares
ácidos. Acrescentando bicarbonato de sódio em sua limonada você
altera o Ph do seu organismo; é eficaz contra parasitas internos e
vermes, regula a pressão arterial elevada e é antidepressivo,
combate a tensão e os distúrbios nervosos.
A fonte desta informação é fascinante: ela vem de um dos maiores
fabricantes de remédios do mundo, que afirma que depois de mais de 20
testes de laboratório realizados desde 1970, ficou provado que o
extrato:
1 - Destrói as células malignas em 12 tipos de câncer,
incluindo câncer de cólon, de mama, de próstata, de pulmão e do pâncreas ...
2 - Os compostos desta árvore mostraram atuar 10.000 vezes melhor, retardando o
crescimento das células cancerosas do que a adriamicina, uma droga quimioterápica,
normalmente utilizada no mundo.
3 - E o que é ainda mais surpreendente: este tipo de terapia, com o
extrato do limão e bicarbonato, destrói apenas as células malignas do câncer e não
afeta as células saudáveis.
Instituto de Ciências da Saúde, L.L.C. 819 N. Charles Street
Baltimore, MD 1201


 OBSEVAÇÃO : CUIDADO !!! Não é toda situação que isso é indicado. muitas vezes o padrão ácido do corpo é necessário, peça sempre a ajuda/ observação/ orientação de seu terapeuta de confiança !!!! 

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

EU SOU UM SER... EM CONSTANTE ORAÇÃO

                                                     ORAÇÃO  EU SOU


EU SOU O QUE EU SOU
EU SOU a Porta Aberta que nenhum homem pode fechar
EU SOU a Luz que ilumina todo homem que vem ao mundo
EU SOU o Caminho
EU SOU a Verdade
EU SOU a Vida
EU SOU a Ressurreição
EU SOU a Ascensão na Luz
EU SOU a satisfação de todas as minhas necessidades e carências
EU SOU a abundância derramada sobre toda a Vida
EU SOU a Visão e Audição perfeitas
EU SOU a manifesta Perfeição do ser
EU SOU a ilimitável Luz de Deus manifestada por toda a parte
EU SOU a Luz do Santo dos Santos
EU SOU um filho de Deus
EU SOU a Luz na sagrada montanha de Deus.




EU invoco o Amado Mestre Jesus
para ser meu mentor e Luz guia.
Eu peço que Ele me preencha
com sua piedosa sabedoria,
intenção firme e determinação.
Ele, que é a perfeita encarnação
da Consciência Crística.
A cada e em todos os momentos
Eu me esforçarei para ser
um exemplo brilhante
do Espírito em Ação manifestado.
Eu vou adiante na garantia
que o mais alto passo
será sempre claro para mim,
e cada tarefa será colocada diante de mim.
Eu as realizarei com tranqüilidade e graça.




EU invoco Saint Germain
para ser minha inspiração
Eu clamo o presente da Chama Violeta Transmutadora
a energia alquímica divina
da transformação e transmutação.
Eu aceitarei o desafio
em ser a completa encarnação
das energias masculina e feminina perfeitas,
mostrando a todos o que significa
caminhar no Poder e Força
enquanto personificar Amor e Compaixão
Eu clamo e pronuncio minha Mestria agora.
Por isso eu visto meu manto brilhante
de proteção e aceito os presentes e
responsabilidades de Mestre Divino de Co-criação.




Eu dedico minha vida e todo meu ser
à Glória de Deus
e à Manifestação dos Céus na Terra.
E assim é!
Bem-Amada Toda-Poderosa Presença EU SOU
Toma completamente posse do meu ser e do meu mundo,
prepara-me e vê que eu faça minha ascensão
tão depressa quanto possível.
Ó! Toda-Poderosa Presença EU SOU,
encarrega meu corpo mental superior
de me dar a ascensão nesta encarnação.
Ó! Deus Todo-Poderoso, presente em meu coração,
Grande Coro dos Mestres Ascensionados,
Poderosas Legiões de Luz,




Grande Coorte dos Anjos,
Senhores da Chama de Vênus,
Grandes Seres Cósmicos e
Toda-Poderosa Luz Cósmica!
Vinde, vinde por vossa própria autoridade,
com o poder e a atividade da Grande Lei Cósmica
e propagai o que é necessário para mandar
todo ser construtivo sobre a Terra fazer sua ascensão.
Daí a todos a ascensão,
que eles possam fazê-la juntos neste instante mesmo,
a fim de poder ajudar ao comum dos humanos
a subir na Luz.
Eu qualifico este apelo com a atividade instantânea
do Grande Diretor Divino e vos agradeço.
Ele é atendido na Vitória.



segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Sal que alimenta!

"Ninguém imagina as grandes diferenças que existem    entre ambos os sais. Um dá vida ... o outro mata.





Sal Marinho que alimenta...
“É o maior concentrado de minerais... naturais. É o maior alimento que a natureza criou, na exacta medida requerida pelas células"....
E o outro, o Sal Comum... mata. (Lentamente, mas mata). Mas engorda a conta bancária dos fabricante
.


O mar move-se ondularmente há milhões de anos, desgastando todos os minerais e pedras que existem no planeta... e essas partículas estão suspensas na água do mar. O homem descobriu que, evaporando a água do mar, resta o SAL MARINHO.

Ao analisá-lo, verificamos que contém, quase que nas mesmas proporções do soro sanguíneo, todos os minerais que o organismo precisa. (Por isso se diz que viemos do mar)



Alguns minerais contidos no sal marinho: Enxofre, boro, bromo, césio, carbono, estroncio, magnesio, potassio, sodio, aluminio, arsénico, bario, cobalto, flúor, fósforo, ferro, lítio, manganês, mercúrio, níquel, nitrogénio, ouro, prata, rádio, rubidio, selénio, silício, torio, uranio, vanadio, zinco, iodo...etc, etc.

Há, ainda, moléculas de todas as pedras do planeta, sejam de uma montanha ou do deserto. Tudo termina no mar, levado pelas chuvas.

Os músculos, ao desidratar-se, perdem grandes quantidades de água e sais minerais, criando um estado de cansaço e esgotamento físico, psíquico, emocional e mental.

Há maus funcionamentos internos, quando faltam os minerais perdidos. Devemos repô-los rapidamente, e, com o Sal Comum, nada chegará até às células: somente sódio puro.
O Sal Marinho repõe, em poucos instantes, as nossas perdas. E o sal rodado do Himalais é considerado o mais completo  em sua composição química de eras geológicas de formação e tranformação do solo e seus componentes tem muito "sais" dentro do sal, uma concentração diversa e pura!


 ABAIXO O SAL REFINADO!!!! SEU USO CONTÍNUO E COMO O FLUOR! MATA DEVAGARINHO MAS MATA A COMEÇAR PELA CÉLULAS DE DEFESA DE SEU ORGANISMO!



BENEFÍCIOS DO CONSUMO DIÁRIO DO SAL MARINHO:
1º Dá energia para os músculos.
2º Compensa os prejuízos da má alimentação.
3º Diminui a acidez gástrica.
4º Estimula a circulação sanguínea, respiratória, centros nervosos, os rins e as vias urinárias.
5º Elimina os ácidos tóxicos.
6º Em 3 semanas, há uma grande transmineralização e um enriquecimento extraordinário de cálcio, flúor, magnésio, etc.
7º O magnésio previne contra os transtornos do coração.
8º O flúor fortifica os ossos, os dentes, etc.
9º Tem grande efeito bactericida e antibiótico.
10º Produz um grande equilíbrio electrolítico.
11º Regula os excessos de sódio e potássio (baixa a pressão arterial, segundo estudos feitos em Espanha).
12º Evita os resfriados.
13º É antialérgico.
14º Estimula a cura das feridas. Alivia a Psoríase, os processos menstruais, o bocio.
15º Combate o colesterol, a senilidade, os cálculos biliares.
16º Os minerais participam da cura de todas as doenças físicas... TODAS.

Por não ser refinado, o sal marinho mantém os microminerais que geralmente são removidos durante o processo de refinação, inclusive o iodo (o sal contém aproximadamente 84 minerais que são eliminados durante o refino).

Se consumindo Sal Marinho achamos "todos“ os minerais que o corpo necessita ... por que ninguém nos informa ?

 Porque engorda a conta bancária dos produtores, assim como de todos os outras substâncias antivida que consumimos, e ninguém nos fala nada.



"Resumo dos Efeitos do Sal Refinado e Doenças Correlatas:
Hipertensão arterial
Edemas
Eclampsia e pré-eclâmpsia
Arteriosclerose cerebral
Aterosclerose
Cálculos renais
Cálculos vesicais
Cálculos biliares
Hipoplasia da tireóide
Nódulos da tireóide
Disfunções das paratireoides"
Márcio Bontempo

A Organização Mundial de Saúde recomenda que as pessoas consumam no máximo 2,0 gramas de sódio (o equivalente a uma colher de chá) por dia.




As Doze Noites Santas


                                                                                                      
É o assim denominado período que vai da noite de Natal (25) até a noite anterior ao dia dos Reis (05), quando, segundo a antiga tradição cristã,  bençãos divinas se derramam sobre nós através dos portais das 12 constelações do Zodíaco, o cinturão de estrelas em volta do espaço sideral no qual existimos.
As 12 badaladas da meia noite do Natal anunciam a vigília que é um preparo espiritual, como se as Noites Santas fossem uma prévia dos 12 meses do ano que se inicia.
As virtudes recebidas das hierarquias espirituais nesta época, através da meditação,injetam suas forças no nosso desenvolvimento espiritual ao longo do novo ano.
Uma atenção especial deveria ser dada aos sonhos como mensageiros do espírito.

A tradição das 12 Noites Santas e o Zodíaco
Podemos associar esta tradição à sabedoria antiga do Oriente através do relato da Jornada dos Reis Magos do Evangelho de Mateus. 2.2 a 10
Na noite em que nasceu o Salvador, uma estrela se iluminou e este era o sinal há muito esperado pelos Iniciados do Oriente, que durante 12 noites seguintes seguiram o brilho da estrela que os precedia até alcançar a criança que havia sido  anunciada como o Messias.
O relato do Evangelho de Mateus nos remete para os mistérios espirituais da antiguidade, etapa do desenvolvimento da humanidade da época do assentamento na região do Mediterrâneo quando aqueles que eram iniciados desenvolviam a visão clarividente através da qual, o que hoje é considerado pela astronomia como corpos siderais, eram vistos por eles como a manifestação de seres espirituais em atividade constante e transmutação contínua. 
A este antigo estado de consciência clarividente está associado o surgimento da astrologia, esta sabedoria baseada na analogia do movimento e posição dos astros com o destino humano. Ao fazermos a vigília das Noites Santas podemos retomar a jornada dos Reis Magos através da ligação interior com este sabedoria a respeito das 12 constelações do Zodíaco.


Quem são os seres que vamos encontrar na jornada das 12 Noites Santas?

Rudol Steiner refere-se às hierarquias espirituais em muitas de suas palestras. Inicialmente ele lhes dedica um capítulo na Ciência Oculta (1905) descrevendo a atuação delas na evolução do universo e do ser humano.
As nove hierarquias espirituais podem ser contempladas  como esculturas no portão sul da Catedral de Chartres desde o século XIII. Chartres foi a mais importante catedral gótica da idade média e neste portão, chamado de Portão da Transubstanciação, as hierarquias formam uma escada ascendente que representa o ensino espiritual da Escola de Chartres. O aluno deveria, de degrau em degrau (gradualmente), adquirir consciência destes seres espirituais que representavam diferentes estados de consciência.
Neste aprendizado o pensamento era considerado um instrumento necessário para a percepção do espiritual desde que fosse casado com a vivência dos sentimentos e assim tornavam-se ambos, pensar e sentir, órgãos de compreensão e de participação no mundo espiritual. 
Os nomes das hierarquias se originaram de um manuscrito de Dionísio, o Aeropagita que fundou a primeira escola esotérica cristã da antiguidade. Dionísio, um iniciado dos antigos centros de mistérios gregos,  renomeou os seres divinos que era chamados como os seres de Vênus, os seres de Mercúrio,etc.. a partir da revelação do Cristo feita a ele por Paulo de Damasco em Atenas.
O manuscrito sobreviveu ao longo de séculos até ir parar em Chartres e é intitulado: "Os Nomes divinos e a Teologia Mística", descrevendo dramaticamente os nove níveis de seres divinos associados em grupos de três hierarquias que participaram da evolução da terra e do ser humano.
A primeira hieraquia inclui os Serafins, Querubins e Tronos que iniciaram a evolução estando tanto no seu início como no seu fim – no Alfa e no Omega,
Eles atuam a partir do divino, da esfera macrocósmica que é denominada como a esfera do Pai, de Deus, de Alá, do amor divino, da doação cósmica. Eles são seres de um estado evolutivo anterior ao nosso, tão avançados em sua evolução que foram capazes de fazer fluir de si a sua própria substância dando nascimento ao atual estado do nosso sistema solar.
A segunda hierarquia é formada pelos Kyriotetes, Dynamis e os Exusiai.
Enquanto no processo de configuração do nosso Cosmos a primeira hierarquia atuou de fora, eles, de dentro do processo, acolheram os planos divinos transformando-os em sabedoria, dando-lhe movimento e  forma.
E por último a terceira hierarquia, os Arqueus, Arcanjos e Anjos próximos ao seu humano porque desenvolveram a sua essência nesta etapa evolutiva em que nós, Anthropos, nos encontramos e na qual estamos destinados a nos tornar co-criadores da evolução..
Primeira hierarquia         Segunda hierarquia             Terceira hierarquia
Serafins                            Kyriotetes                                 Arqueus
Querubins                         Dynamis                                  Arcanjos
Tronos                                Exusiai                                      Anjos   
Já nos últimos anos de sua vida, em uma palestra intitulada a Palavra Cósmica e o Homem Individual (2/05/1923) ,  Rudolf Steiner chama a atenção para o fato de que o homem auto consciente deveria  re-aprender a vivenciar as hierarquias na sua vida interna como realidades.
Nesta palestra ele diz que estes seres espirituais vem ao nosso encontro quando nos preparamos para conhecê-los e falarão à nossa alma primeiramente como pensamentos e sentimentos, e só depois então o perceberemos como realidades.
Em um texto intitulado "O Zodíaco e as Hierarquias Espirituais", Sergej Prokofieff, atualmente um dos dirigentes mundiais da Antroposofia, inspirado por diversas palestras de Rudolf Steiner,  descreve o ensino espiritual de Chartres  nesta tradição da vigília das 12 noites santas.
Ele delineia a escada de expansão da consciência que ajuda a dar nascimento, no último degrau, ao ser divino em cada um de nós.
O primeiro degrau da escada se assenta na esfera humana terrena e cada degrau nos leva gradualmente à esfera macrocósmica, à esfera divina.
Prokofieff faz uma analogia entre este caminho de transformação e o processo de desenvolvimento descrito por R. Steiner como o caminho de Jesus a Cristo.

Jesus nasce como a criança arquetípica destinada a se desenvolver como um ser humano de tal forma que possa acolher em si o Eu do Cosmo no Batismo do Jordão.
Este acontecimento místico  derramará sua influência por sobre toda a história humanidade como um grande arquétipo de desenvolvimento espiritual.  

PRIMEIRA NOITE SANTA


Soam as 12 badaladas da meia noite anunciando o Natal.  Vem a aurora, atravessamos o dia, cai a noite e uma luz se acende no céu irradiando um brilho que emana da Constelação de Peixes e ilumina a primeira vigília santa.
Estamos no primeiro degrau da escada que está assentada na esfera humana terrena na dimensão da existência do anthropos – o ser da liberdade.
A liberdade é uma das duas principais forças espirituais que nos foram destinadas conquistar ao longo da vida. A outra força será ao final da escada, o amor.
A sabedoria antiga nos conta que foram as forças espirituais de Peixes que configuraram os pés humanos. Quando observamos os pés verificamos que eles são formados em forma de uma abobada que vai propiciar simultaneamente com a verticalização da coluna o andar ereto, primeiro grande aprendizado da vida. Quando criança nos arrastamos, engatinhamos e finalmente nos erguemos e nos apoiamos-nos próprios pés superando as forças da gravidade significando isto uma grande conquista e a condição para o desenvolvimento do pensamento, sendo o pensar o que diferencia o Humano dos outros reinos da natureza.
Ao longo da vida seguidamente fazemos uma analogia íntima com este fato:
“andar nos meus próprios pés, saber por onde ando,”, seguir os meus próprios passos,” “não vou andar nos passos de ninguém” são expressões que expressam uma correta relação com a terra e com o destino em termos de liberdade pessoal.
Nesta primeira Noite Santa recebemos da constelação de Peixes os impulsos para se firmar nos próprios pés e se erguer, condições básicas para alcançar a liberdade individual, meta ao qual nos destinamos como seres individualizados
SEGUNDA NOITE SANTA 


Nasce o Sol, atravessamos o segundo dia, cai a noite e uma nova luz brilha no céu irradiando da Constelação de Aquário o segundo degrau desta escada espiritual. Deste portal emanam para nós as forças espirituais dos Anjos.
Os anjos são representados pela figura de um ser que derrama a água, o símbolo da vida e assim eles também são chamados de “Filhos da Vida”.  
Eles são os seres espirituais imediatamente superiores a nós mantendo conosco uma relação próxima. O encontramos logo cedo no nascimento quando “parecemos anjos” nosso corpo vital ainda muito latente, cheio de vida.
Na infância ele é chamado de “Anjo da Guarda” e é sempre representado em todas as culturas protegendo a criança dos perigos sendo o seu guia e como guia ele permanece ao longo de toda a nossa vida.
“Pergunte ao seu anjo da guarda” freqüentemente escutamos quando estamos em dúvida em relação ao caminho a seguir, a que decisão tomar.
Na vida adulta ele se transforma em nosso Guia Espiritual, nosso verdadeiro Self . “Assim deverás ser” nos fala no íntimo transmutando continuamente forças vitais em forças de consciência fazendo surgir nos pensamentos as imagens orientadoras para a nossa vida.,  
Nesta segunda Noite Santa recebemos através do Portal da Constelação de Aquário os impulsos dos Anjos para que possamos enxergar e permanecer fieis aos nossos ideais. Os nossos ideais iluminam e protegem o nosso caminho e apontam para onde devemos seguir.

TERCEIRA NOITE SANTA 


Atravessamos mais um dia, cai a noite e uma nova luz brilha no céu irradiando da Constelação de Capricórnio o terceiro degrau nesta escada espiritual e deste portal emanam para nós as forças espirituais dos Arcanjos. Os Arcanjos são denominados de seres da luz. Rudolf Steiner os descreve na Ciência Oculta como aqueles seres que durante a evolução acordaram ao enxergar o seu próprio reflexo no exterior. Quando eles doaram sua própria essência esta sua essência era a própria luz que irradiou para os quatro cantos do universo. A luz dos arcanjos é representada hoje em nós pela nossa inteligência que irradia para o meio ambiente e torna consciente para nós mesmos e para o mundo a nossa própria existência.
 Os arcanjos se tornaram na evolução guardiões da inteligência cósmica com a missão de proteger o amor divino contido nesta inteligência que criou e transformou tudo em sabedoria para o bem de todos .
Nesta terceira Noite Santa recebemos através do Portal da Constelação de Capricórnio os impulsos dos Arcanjos para o fortalecimento da nossa personalidade através da expansão da luz e autonomia da nossa inteligência.

QUARTA NOITE SANTA


Atravessamos mais um dia, cai a noite e uma nova luz brilha no céu irradiando
da Constelação de Sagitário de onde emanam as forças espirituais dos Arqueus, os Seres da Personalidade. Isto significa que eles não só possuem um Eu como sabem que o possuem e através desta consciência intensificada eles criam uma imagem de si no exterior.. Eles projetam no exterior a força de sua luta interna que é a própria luta do centauro, do ser humano emancipado por um lado na sua inteligência mas por outro lado, em luta constante para superar suas forças animalescas, seus instintos selvagens, suas forças egoísticas.
Os arqueus são considerados os Espíritos do Tempo porque esta luta é a própria luta de desenvolvimento humano do nosso tempo abrangendo algo que ultrapassa todas as etnias e se torna uma influência cultural na nossa civilização.
Aqui a tarefa anterior dos Arcanjos que era proteger a sabedoria cósmica das intenções egoístas é ampliada pelos Arqueus estando expressa no desafio da nossa civilização moderna na luta entre o materialismo exarcebado e a preservação dos recursos naturais.
No portal sul da Catedral de Chartres a escultura de Micael preside as 3 hierarquias. Rudolf Steiner constantemente se refere a ele como o Regente desta nossa Época com a missão de dominar o dragão o ser mítico em cuja forma está representado o nosso intelecto onde a sabedoria cósmica foi apropriada através da compreensão das leis, através da ciência natural e precisa ser colocada no mundo de forma mais ampla para o bem de todos. Tanto no aspecto pessoal de construção da personalidade como neste aspecto temporal esta luta representa um cair e levantar constantes.
Nesta quarta Noite Santa recebemos através do Portal do Sagitário os impulsos espirituais dos Arqueus para o fortalecimento da personalidade de forma que tenhamos forças de estabelecer e sustentar impulsos mais abrangentes na nossa vida que nos orientem para o futuro e que contenham metas espirituais para a nossa existência. 
QUINTA NOITE SANTA


Nasce de novo o sol, atravessamos um novo dia e cai a noite e uma nova estrela brilha no céu irradiando da Constelação de Escorpião através do qual emanam as forças espirituais dos Exusiai os Seres da Forma. Agora atingimos o âmbito da segunda hierarquia. Eles também foram seres de um estado evolutivo anterior tão avançados em sua evolução que podem acolher os planos divinos e torná-los manifestos de forma que haja uma concordância entre a esfera macróscomica da consciência cósmica e o nosso sistema solar que é uma expressão microcósmica onde a nossa existência humana está inserida, onde a biografia humana transcorre.
Os Exusiai estão envolvidos nos processos de criação de um novo ser, na transformação de uma forma em outra, na metamorfose constante da substância,.
Na Bíblia eles são chamados de Elohins e no corpo humano as forças de     
Escorpião configuraram os genitais a partir dos quais é possível a procriação ou seja a criação de um novo ser físico.
Estamos no âmbito das forças sexuais que são as forças que oscilam tanto para o egoísmo mais absoluto, aquilo que pode ser caracterizado como o mal porque ao oferecer a possibilidade da maior satisfação imediata podem subjugar o humano ao nível do animalesco. Mas que também trazem uma das maiores possibilidades para a superação do egoísmo e transcendência de forças. Se em Sagitário tínhamos a imagem de um cair e levantar constantes entre o animalesco e o humano aqui temos a imagem de uma luta na nossa vida interior entre a morte e ressurreição. E esta é uma luta que ocorre em âmbito muito individual onde em liberdade oscilamos entre as sombras que obscurecem o nosso ser, os esconderijos onde vive o Escorpião venenoso e as forças de expansão do ser representadas pela águia que se eleva às alturas e de lá contempla o Todo.
O Escorpião é então o signo das forças duplas, tanto destrutivas, retrógadas que mudam constantemente de aparência e invadem a nossa alma caotizando a vida como é também portador de forças construtivas que tem a ver com transmutação constante e contínua superação para que a substância divina, o Espírito possa em nós ser plasmado de novo e sempre. No apocalipse esta característica de forças duplas é apresentada como a espada de dois gumes.
Nesta quinta Noite Santa recebemos através do portal de Escorpião os impulsos espirituais dos Exusiai para aceitar por um lado as nossas fraquezas, e por outro lado recebemos impulsos espirituais para a superação e transformação destas forças.

SEXTA NOITE SANTA


Temos o nascer do sol, a passagem de mais um dia e o cair da sexta Noite Santa. Uma nova estrela brilha no céu irradiando da Constelação de Balança o portal através do qual emanam as forças espirituais dos Dynamis os Seres do Movimento. Continuamos no âmbito da segunda hierarquia. Na evolução os Dyamis acordaram ao perceber o que estava ocorrendo em volta deles e atuaram criando um equilíbrio dinâmico, uma correta relação, uma permanente reciprocidade entre as coisas. Estar em desequilíbrio significa estar separado, não está inserido na unicidade de todas as coisas. Suas forças configuraram a bacia que é responsável pelo equilíbrio no manter-se ereto.
No trabalho biográfico estudamos a expressão da Balança por volta dos 28 anos que é o marco de mudanças entre as forças do passado que nos carregaram até aí e as forças do futuro que trazem a possibilidade de uma nova expressão da nossa individualidade através da nossa capacidade de transformar a herança da educação herdada. . Os Dynamis nos oferecem a possibilidade de colocar as influências do passado e as possibilidades do futuro, o dentro e o fora, os processos de fusão e de separação em uma correta relação de reciprocidade, em um equilíbrio dinâmico.
Na sexta Noite Santa através do portal da Balança recebemos dos Dynamis os impulsos espirituais para desenvolver o equilíbrio interior e conseguir conter as forças de dispersão para se ter uma vida coerente e harmoniosa.

SÉTIMA NOITE SANTA


De novo temos o nascer do sol que anuncia o novo dia e no final deste o cair da noite. Uma nova estrela brilha no céu emanando luz da Constelação da Virgem
o portal do qual emanam as forças dos Kyriotetes os Seres da Sabedoria.
Na evolução eles acordaram ao perceber a existência de outros seres para os quais criaram então o espaço do acolhimento. Estamos ainda no âmbito da segunda hierarquia que acolhem e realizam os planos divinos.
As forças do Signo da Virgem configuraram o ventre que é um aspecto físico do feminino que pode receber e gerar outro ser. A alma, a nossa vida interna também tem esta qualidade do feminino de levar para dentro, de acolher no íntimo e de guardar a nossa essência, o nosso Eu.. A Virgem é a imagem terrestre da Alma cósmica, a Sofia e ela é considerada virgem porque corresponde a um aspecto de nossa alma que permanece intocada pelas necessidades terrestres e pode então acolher e gerar o Espírito individualizado em nós. Isto significa um estado de entrega e doação constantes, de cortesia e polidez.
Na sétima Noite Santa através do portal da Virgem recebemos os impulsos espirituais dos Kyriotetets que são capacidades de criar o espaço para algo novo ser gestado no íntimo e de encontrar forças a partir do seu próprio interior para fazer desabrochar a sua vida.

OITAVA NOITE SANTA
Nasce um novo Sol, atravessamos mais um dia e vem o cair da noite.
Uma nova estrela brilha no céu emanando luz da Constelação de Leão, o portal do qual emanam as forças dos Tronos os Seres da Vontade .
Alcançamos a primeira hierarquia, de seres espirituais muito evoluídos que manifestam as intenções divinas atuando da esfera macrocósmica para dentro do nosso sistema solar.
Na evolução os Tronos eram seres tão completamente conscientes de si que seu querer era sua própria substância e este querer é tão exaltado que estes seres produziam calor e doaram sua própria substância.
As forças de Leão configuraram o coração humano e os dirigentes da antiguidade e os reis da idade média associavam sua realeza com este signo que era relacionado com a coragem e a prontidão de realizar no exterior o que é determinado a partir de dentro: a voz do coração.
Na oitava Noite Santa, a partir do portal do Leão recebemos os impulsos de entusiasmo e coragem para enfrentar as provas que o destino nos trazem

NONA NOITE SANTA


De novo sai o Sol, atravessamos um novo dia e vem o cair da noite.
Uma estrela brilha no céu emanando o seu brilho da Constelação de Câncer o portal do qual emanam as forças espirituais dos Querubins os Seres da Harmonia.
Foi a ação dos Querubins no início da evolução que criou o cinturão protetor de estrelas em volta do nosso sistema separando-o da totalidade macrocósmica
Esta ação está expressa na própria configuração do tórax: as forças de Câncer configuram os doze pares de costela, o invólucro protetor físico do coração, o órgão da vida.
Os Querubins trazem o impulso para que as transições de um ciclo para outro ocorram de forma harmoniosa. Eles atuam na forma da espiral cujas forças vem do ciclo anterior, criam um invólucro e se direcionam para o próximo ciclo – em uma seqüência repetitiva, harmoniosa. Podemos observar estas espirais cósmica também em ciclos menores da natureza . São os Querubins que cuidam por exemplo que a semente do outono renasça como uma nova planta na primavera.
Na biografia encontramos também estas transições no nosso desenvolvimento que às vezes se apresentam de forma dramática como crises.
Na nona Noite Santa através do portal de Câncer recebemos os impulsos espirituais dos Querubins que nos trazem força para nos harmonizarmos com o novo e cria aconchego para que os momentos de transição ocorram de forma harmoniosa.

DÉCIMA NOITE SANTA


De novo sai o sol, atravessamos um novo dia e vem o cair da noite.
Uma estrela brilha no céu emanando seu brilho da Constelação de Gêmeos, o portal através do qual emanam as forças espirituais dos Serafins os Seres
do Amor. Amor que não está mais assentado nos laços físicos, nos laços da paixão mas em laços espirituais. O amor fraterno.
Os gregos tem um mito através do qual podemos saber do que se trata.
O mito do Kastor e do Polydeukes irmãos que eram filhos da mesma mãe com pais diferentes sendo que Castor era mortal e o Polydeukes imortal. Ocorreu que Castor morreu e o seu irmão foi até Zeus e pediu que a sua imortalidade fosse retirada e concedida ao Castor e Zeus comovido tornou-os ambos imortais e os colocou no céu na forma de uma constelação. Ou seja elevou-os a condição macrocósmica e o que os tornou imortais não foram os laços de sangue mas o abrir mão de si que resultou numa forma ainda mais elevada de amor.
No Evangelho temos a sentença desta forma de amor: “onde dois estiverem reunidos em meu nome eu estarei no meio deles” – ou seja abre-se mão do próprio Eu e ganha-se outro Eu que é eterno.
A fraternidade é o mais poderoso impulso para a vida social porque ela pode quebrar as barreiras de status, de etnia e de crenças.
Na décima Noite Santa através do portal de Gêmeos os impulsos espirituais dos Serafins ajudam a vencer a barreira do individualismo e da solidão.

DÉCIMA PRIMEIRA NOITE




De novo vem o Sol e um novo dia e ao cair da noite uma estrela brilha no céu emanando seu brilho da Constelação de Touro portal por onde adentra à esfera do Zodíaco vindo das regiões macrocósmicas o sopro do espírito.
Se lembrarmos dos Reis Magos estava próximo o lugar onde se encontrava a criança e iluminando a noite o brilho da estrela que os precedia ampliava enormemente a dimensão do deserto. A alma se elevou tocando outra dimensão que não é terrena e o Espírito Santo adentra a dimensão humana manifestada no Batismo de João sob a forma de uma pomba.
É uma noite de grande expansão da alma, os horizontes se ampliam e a nossa alma pode se elevar a um estado anímico cósmico alcançando a dimensão da alma do Cosmos, da Sofia divina e sentir a presença do espírito . No Antigo Egito isto era representado nas esculturas que portavam os chifres do Touro com o espaço entre eles preenchido por um disco solar coroando a cabeça do faraó considerado o descendente direto de Deus.
Foram as forças do Touro que configuraram a laringe, o órgão da fala que segundo o Steiner está em transformação e que nos estágios evolutivos futuros do ser humano a palavra terá de novo a força plasmadora referida nas Gênesis de todas as religiões. No princípio era o verbo e o verbo estava em Deus.
A palavra será como uma lança sagrada de expressão do amor divino.
Na décima Noite Santa através do portal do Touro o Espírito Santo emana a plenitude do amor divino inspirada como persistência em relação ao que se pretende alcançar.

DÉCIMA SEGUNDA NOITE


Um novo Sol e um novo dia e no cair da última noite desta ascensão através das hierarquias espirituais. Alcançamos o último degrau desta escada que já nos transportou para as fronteiras do universo.
Este é o portal por onde o filho de Deus, o Eu cósmico adentrou da esfera macrocósmica, da esfera do Brama, Javé, de Alá, da esfera do divino para a nossa existência. Através deste portal ressoa no nosso cosmos vindo das regiões macrocósmicas além do zodíaco a voz do Pai
“Este é o meu filho muito amado, hoje eu o engendrei.”
Como um eco longínquo é feito o Reconhecimento a síntese de todo o caminho unindo o Natal ao Batismo. O Natal como o nascimento da criança natural e o Batismo como o posterior nascimento da criança divina o Cristo como uma luz brilhando no interior, como um Sol interno na alma livre e plenamente consciente.
A voz de Deus é a voz da consciência humana que eleva o Eu de uma condição terrena, inferior a uma condição cósmica, superior trazendo para o ser humano a possibilidade de se tornar o ser da liberdade e do amor – a décima hierarquia espiritual .


Palestra proferida por Edna Andrade na Clínica Tobias em São Paulo no Natal de 2006
O texto pode ser reproduzido desde que citada a autoria.
Bibliografia
A Ciência Oculta – R. Steiner – Ed. Amtroposófica
O Zodíaco e as Hierarquias Espirituais – Sergei Procoffiev
The Golden Age of Chartres – René Querido – Floris Books

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

FLorais de Portugal, em Leiria,Sintra, Torres Novas com sensibilidade e observação curativa, sutil,amorosa...

Por : FRANCISCO GODINHO - ZED Florais




- Laranjeira da Baía [Citrus sinensis (L.) Osbeck. / Citrus aurantium sinensis (L.)] Energético: Desenvolve o corpo espiritual.
Emocional: Ajuda a combater depressões.
Espiritual: Ajuda a fazer chegar pedidos aos elementos da Luz do outro lado do véu. Desenvolve a ligação com a Fraternidade Branca e com extraterrestres que trabalham com a Luz




 Erva da Miséria [Tradescantia albiflora Kunth / Tradescantia pallida Rose / Tradescantia fluminensis Vell. & Matuda] Energético: Regularizadora e revitalizadora do chakra da garganta. Dá luz ao corpo mental.
Emocional: Confere segurança quanto ao medo de falar (e mais ainda se for por timidez).
Físico: Ajuda nos problemas com os ouvidos (otites) e sistema nervoso



 Erro Meu [Fuchsia magellanica Lam. + Begonia fuchsioides Hook.] Energético: Faz uma limpeza profunda do chakra frontal, com um vórtice lento e profundo, que limpa aquilo que o afecta (sobretudo se proveniente de vidas anteriores e paralelas). Promove uma ligação à Terra mais forte.
Físico: Alivia enxaquecas e dores de cabeça em geral.
— em Torres Novas, Santarem


Pelargónio Lustroso [Pelargonium peltatum (L.) L'Hérit. / Geranium peltatum L.]
Físico: Ajuda a curar os rins e os ouvidos.
Espiritual: Proporciona as saídas do corpo com segurança, permitindo à pessoa que se mantenha pairando em meditação ou projectando-se para fazer tratamentos, por exemplo, à distância. Proporciona o desenvolvimento da ligação espiritual aos mestres e guias.



 Três Marias [Bougainvillea glabra Choisy / Bougainvillea spectabilis Willd. / Bougainvillea Comm. ex Juss.]
Emocional: Ajuda a resolver sentimentos de solidão, isolamento, relacionamentos difíceis e conflituosos, pois é um poderoso harmonizador da personalidade, criando condições amorosas e de bem-estar.
Folha da Fortuna [Kalanchoe blossfeldiana Poelln. / Kalanchoe globulifera var. coccinea Perr. / Kalanchoe coccinea var. blossfeldiana] Energético: Limpa e harmoniza o chakra frontal.
Emocional: Promove o equilíbrio da pessoa em termos morais e éticos, cortando excessos. Regulariza o humor e promove a paz de espírito





 Abacateiro Americano [Persea americana P. Mill. / Laurus persea L. / Persea drymifolia Schltdl. & Cham. / Persea gratissima Gaertner f. / Persea persea (L.) Cockerell.] Energético: Diligencia o reforço do corpo etérico, confere-lhe mais luz e limpa-o de resíduos, miasmas e larvas astrais/cósmicas. Impulsiona a harmonização do corpo etérico com os corpos físico e mental.



 Limoeiro Comum [Citrus limonum Risso. / Citrus limon (L.) Burm. f. / Citrus x limonia (Osbeck.) / Citrus medica var. limon L.]
Emocional: Bom para a memória e a concentração. Minora a angústia e a tristeza e proporciona um estado de espírito bem disposto e alegre.
Físico: Atenua as infecções.
Espiritual: Favorece as ligações cósmicas com entidades femininas protectoras para transmutar angústias e tristezas.



Castanheiro da Índia [Aesculus hippocastanum L. / Hippocastanum aesculus Cav. / Hippocastanum vulgare Gaertn.]
Emocional: Resolve problemas de insegurança e baixa auto-estima, falta de autonomia e depressões ligeiras e crises existencialistas. Ajuda a vencer os medos pessoais ligados a capacidades, como por exemplo o medo de não conseguir fazer.




 Castanheiro Vermelho [Aesculus x carnea Hayne / Aesculus hippocastanum L. x pavia L..]
Geral: Todas as características atribuídas ao Red Chestnut dos Bach Flower Remedies.
Emocional: Aumenta o sentido de responsabilidade, a capacidade de atenção e presença de espírito para as situações de vida. Confere paz e harmonia interiores.



Acácia Bastarda [Robinia pseudoacacia L.]
Energético: Favorece energia da kundalini, reforça o ki vital e promove a recuperação do estado anímico em geral.
Físico: Promove a recuperação do estado geral anímico da pessoa.




 Espadana dos Montes [Gladiolus illyricus Koch]
Energético: Pulsa nos pulmões com uma cor azulada que limpa e agudiza os canais dos iniciados/terapeutas, tornando-os mais eficazes.
Espiritual: Favorece meditações longas de iniciados e/ou terapeutas. Harmoniza a respiração com o sentido cósmico e com entidades da Fraternidade Branca.



 Rabo de Asno [Equisetum arvense L. / Equisetum calderi Boivin]
Energético: Forma um vórtice que cria ondas calmantes e que actuam no chakra Alfa e o tornam harmonioso com o coronário.
Físico: Alimenta o cérebro, melhorando a circulação de sangue e tornando-o mais vivo e perspicaz.
Espiritual: Favorece as regressões.



Copo de Leite [Zantedeschia aethiopica (L.) Spreng. / Calla aethiopica L. / Richardia aethiopica Spreng. / Richardia africana Kunth.]
Energético: A sua luz amarela viva limpa o plexo-solar, harmoniza-o interiormente e produz o alinhamento deste com o chakra cardíaco.
Emocional: Faz vir ao de cima problemas emocionais antigos para serem dissolvidos facilitando a sua compreensão, produzindo clareza e quietude de espírito.
Físico: Aplaca doenças hepáticas e do pâncreas (em particular a diabetes).

 Soagem das Searas [Echium plantagineum L. / Echium lycopsis L.]
Energético: Promove a limpeza do corpo astral de resíduos, miasmas e larvas, magnetiza esse corpo e mantém-no harmonizado com os outros.
Jacinto das Searas [Muscari comosum (L.) Miller / Leopoldia comosa ((L.) Parl.) / Hyacinthus comosus (L.)]
Emocional: Desperta a libido, a sensualidade e os sentidos em geral.
Físico: É afrodisíaca. Acciona a recuperação hormonal, sendo particularmente útil na menopausa e andropausa.
 


Escrofulária de Flor Grande [Scrophularia sambucifolia L.]
Emocional: Propicia a sensação de segurança e protecção. Patrocina o auto-domínio.
Espiritual: Favorece as viagens astrais controladas e a passagem pelos túneis do tempo. Facilita contactos interdimensionais. Estimula sonhos lúcidos, a clarividência e a sensação de segurançErvilhaca Campestre [Vicia sativa L.]
Energético: A luz branca-alilasada-pérola que emana equilibra o chakra sexual quando afectado por bruxaria/magias/trabalhos em vidas passadas ou no presente, cortando a influência/fluxo nocivo daquelas (para maior eficácia, deve ser tomado com o ZD012).
Emocional: Estimula o interesse sexual/libido e regulariza as hormonas.a e protecção.


 Rosa do Monte [Cistus albidus L.]
Energético: Limpa o chakra coronário com luz líquida que alimenta o cérebro físico e etérico.
Emocional: Produz clareza mental, vivacidade e agilidade intelectual.
Físico: Melhora a visão.
Espiritual: Facilita a ligação com entidades superiores espirituais e estelares, abrindo os canais de comunicação.
 




Marmeleiro Selvagem [Cydonia oblonga Mill. / Cydonia vulgaris Pers. / Pyrus cydonia (L.)]
Físico: Ajuda no controlo nutricional, cortando o apetite voraz. É bom para o aparelho digestivo, porquanto funciona como um calmante e regulariza o metabolismo, permitindo que se queimem as gorduras a mais. Combate a obesidade e a flacidez.

 Carvalho Alvarinho [Quercus faginea Lam. / Quercus lusitanica auct. non Lam.]
Emocional: Promove a remoção de formas-pensamento negativas, de ódio, de rancor e de inveja (actuando com vórtices ondulados lentos mas centrifugadores).
Espiritual: Produz uma luz dourada líquida que impede que as formas-pensamento emitidas pelos outros ou pelos próprios se reinstalem, proporcionando alívio quase imediato, mas o tratamento deve durar no mínimo 6 meses para garantir permanência duradoura de luz dourada.
 

Ciclame da Pérsia [Cyclamen persicum Mill.]
Energético: Trabalha o chakra sexual (dissolvendo miasmas). Provoca a imposição de vácuo e produz luz laranja quando pulsa para o regularizar.
Emocional: Limpa medos e preconceitos vindos de vidas passadas. Limpa bloqueios de ordem psicológica e etérica.
Físico: Boa para garantir o bom funcionamento de ovários e próstata.
 




Verbena de Jardim [Verbena peruviana (L.) Britt. / Glandularia peruviana (L.) Small / Verbena chamaedrifolia Juss. / Verbena chamaedryfolia Juss. / Erinus peruvianus L. / Glandularia peruviana (L.) Druce]
Energético: Produz uma luz verde que limpa e alinha os chakras básico, sexual e ómega através de vórtices ondulados e lentos. Fomenta a reposição do magnetismo desses chakras, mas a sua actuação será tanto mais lenta quanto maior for o peso kármico, acabando, no entanto, por ser eficaz.

 Rosa do Japão [Camellia japonica L. / Thea camellia Hoffm. / Thea japonica (L.) Baill]
Energético: As ondas magnéticas negativas são neutralizadas.
Emocional: Útil em variados tipos de desequilíbrios emocionais.
Físico: Abranda inflamações.
Espiritual: Desperta a espiritualidade.



Coroa de Rei [Melilotus officinalis (L.) Pall. Lam. / Melilotus arvensis Wallr. / Melilotus diffusa Koch ex DC. / Melilotus officinalis Desr. / Melilotus vulgaris Eat. & Wright / Trifolium officinale L.]
Energético: Limpa e sela buracos áuricos.

Físico: Responde bem em vários problemas neurológicos. Ajuda na epilepsia,
Espiritual: Promove o equilíbrio e desenvolvimento espiritual.
 — em Leiria.

 Salgueiro Chorão [Salix babylonica L.]
Energético: Limpa o chakra coronário e ajuda a equilibrar o da garganta. Ajusta o corpo espiritual aos outros corpos, realinhando-o correctamente.
Emocional: Porque permite uma leitura mais optimista da realidade, é óptimo para ajudar a vencer crises de identidade, estando aconselhado para determinadas fases da adolescência. Indicado para as fases mais profundas da depressão.
Espiritual: Favorece contacto com a Fraternidade Branca.


 Congossa Primaveril [Vinca major L.]
Energético: Limpa profundamente e activa correctamente o chakra do plexo-solar.
Físico: Faz bem à coluna vertebral, proporcionando desenvoltura. Intensifica o funcionamento do timo e sistema nervoso.
Espiritual: Ajuda a fazer subir a kundalini e a ter experiências místicas.
 

- Couve do Horto [Brassica oleracea var. medullosa Thell. / Brassica oleracea L. var. acephala laevis]
Energético: Facilita a passagem de energia de uns corpos para os outros. Equilibra os corpos e deixa-os “respirar”.
Emocional: Oferece uma maior agilização da mente. Eficaz em estados de alma alterados.
Físico: Boa para os ossos e tendões, nomeadamente as articulações, facultando maior agilidade.
 


 Coriandro Bravo [Coriandrum sativum L.]
Energético: Proporciona uma mais forte ligação à Terra-Mãe, que se traduz em ancoragens mais ajustadas.
Emocional: Propicia maior clareza de ideias e uma visão mais alargada dos factos. Provê uma mais profunda compreensão das realidades e das suas diferenças. Proporciona mais força moral.
Físico: Melhora a visão.
Espiritual: Provê um melhor ajuste espiritual às diferenças que o caminho apresenta.
 


Cardo Morto [Senecio vulgaris L.]
Energético: Limpa o chakra frontal.
Físico: Promove a paz de espírito.
Espiritual: Promove a clarividência e ajuda o 6º sentido de uma forma geral. Activa defesas naturais do Ser contra ataques de vampirismo.
 — em Torres Novas, Santarem.

Rosa Escarlate [Rosa micrantha Borrer ex Sm. / Rosa floribunda Steven ex Besser]
Energético: É altamente transmutador de energias densas e doentias para energias puras e límpidas, muito curativas. Ajuda a selar chakras e corpos energéticos.
Físico: Está altamente indicado para situações de dores generalizadas.
Ambiental: Ajuda a selar portais negativos.


Goivo Lilás [Matthiola incana (L.) Ait. f. / Cheiranthus incanus L.]
Energético: Abre os canais para fazer fluir melhor a energia. Favorece a saúde da aura e portanto dos chakras em geral.
Emocional: Proporciona mais clareza e objectividade nos propósitos, bem como tolerância.
Físico: Equilibra as ondas magnéticas e eléctricas do cérebro. É bom para os ossos e nervos e melhora o sono.
Espiritual: Promove estados de espírito pacíficos e permite progredir na espiritualidade.



Azálea Dobrada [Azalea indica L. / Rhododendron simsii Planchon / Rhododendron indicum (L.) Sweet]
Energético: Promove uma melhor captação da Luz Divina, e a consequente ampliação do Corpo de Luz. Reforça as defesas contra ataques psíquicos.
Físico: Óptima para minimizar as mazelas e desconfortos ligados à menopausa e andropausa. Reduz a incidência e a intensidade de afrontamentos, de falhas cardíacas e promove uma mais eficaz renovação celular.
Espiritual: Conduz a uma mais elevada espiritualidade, facilitando a comunicação com a Fraternidade Branca.





 Lanterna Chinesa [Abutilon megapotamicum (Spreng.) St. Hill. & Naudin. / Abutilon vexillarium (E.C.Morren.)]
Energético: Repõe os níveis de magnetismo e é transmutador das energias dos chakras.
Físico: Alivia drasticamente a tendência para a acumulação de gases (flatulência, eructação, soluços). Propicia uma maior oxigenação do cérebro.
Espiritual: Induz à meditação profunda e à ligação cósmica e extraterrestre.
 


Faveira de Maio [Vicia faba L. / Vicia faba equina Pers. / Vicia faba minuta (hort. ex Alef.) Mansf. / Faba vulgaris Moench. / Vicia faba major Harz.] Energético: Proporciona harmonia magnética e eleva o padrão vibracional. Desenvolve o chakra cardíaco.
Emocional: Alivia o stress.
Espiritual: Facilita o uso de merkabas, amplificando o Corpo de Luz. Confere um elevado nível de protecção dos Seres de Luz.
 — em Tomar
 

Sálvia Vermelha [Salvia splendens Sellow ex Roemer & J. A. Schultes]
Emocional: Recomenda para confusão, desconforto emocional, descentramento.
Físico: Indicada em problemas de memória.
Espiritual: Óptima coadjuvante na TVP (terapia de vidas passadas), pois ajuda a: recordar, lidar e interpretar vidas passadas, compreendendo a importância dessas vivências para a vida actual.


 Eucalipto Azul [Eucalyptus globulus Labill.]
Emocional: Faz face a estados de solidão, condições psicológicas adversas (interiores ou exteriores). Ajuda a pôr fim à não-aceitação dos factos concretos, reflectida na criação de um mundo demasiado fantasioso ou pouco realista. Regulariza e aviva a fronteira entre a realidade e a ficção, trazendo maior segurança e harmonia. — em Fátima.

Araucária do Chile [Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze / Araucaria brasiliana A. Rich. / Columbea angustifolia Bertol. / Araucaria brasiliensis A. Rich. / Araucaria brasiliensis Lamb. ex Loudon]
Energético: Limpa e purifica o chakra básico de resíduos (até mesmo os provenientes de vidas passadas), permitindo-lhe respirar mais profundamente.
Emocional: Auxilia a pessoa a ver com mais clareza o que a aflige, qual a causa da sua ansiedade e dos seus medos.
Físico: Benéfico para os mais variados problemas de visão.
 — em Leiria



Betónica Aquática [Scrophularia nodosa L.]
Espiritual: Corta trabalhos negativos (essencialmente formas-pensamento), criando uma barreira magnética que impede o acesso à pessoa (tem de ser associada a outros florais para o efeito ser mais duradouro e eficaz).
 — em Leiria, Portugal.


 Umbigo de Vénus [Umbilicus rupestris (Salisbury) Dandy / Umbilicus pendulinus (DC.) / Cotyledon umbilicus-veneris (L.) / Cotyledon umbilicus L. / Cotyledon umbilicus-veneris Houtt.]
Físico: Estimula o lado direito do cérebro, promove a saúde física e o bem-estar de uma forma geral.
Espiritual: Aguça a intuição.
 — em Torres Novas



 Tília Branca [Tilia platyphylos Scop. / Tilia cordata Mill. / Tilia officinarum (Crantz. pro parte) / Tilia grandifolia (Ehrh.)]
Emocional: Ajuda em medos concentrados no abdómen vindos de vidas passadas e com dificuldade em serem ultrapassados. Ajuda a travar o egocentrismo exagerado e descontextualizado. É calmante.