sábado, 27 de abril de 2013



Sim, você tem chakras, centros rodopiantes da sua energia fluida — e se não os percebe, é como aquela pessoa que sai procurando os óculos sem notar que os está usando, ou quem tenta achar o relógio sem lembrar de olhar o próprio pulso. Aquilo que faz parte do quotidiano passa desapercebido, por mais importante que seja, como respirar.
Os chakras giram, giram. Chakra, em sânscrito, significa roda, e é essa aparência deles. São como cidades no imenso país que é cada ser humano, mas ao invés de serem cheias de gente e carros, são núcleos povoados por sua energia em movimento. Ligando um chakra ao outro, como rodovias, existem os nadis, canais sutis por onde fluem desde a vitalidade do corpo até nossas emoções. O que chamamos de sentimentos são o resultado desse mecanismo.
Os nadis, também chamados de meridianos, carregam energia por entre um chakra e outro. O que determina o tráfego é uma relação dupla que existe entre os nossos pensamentos e as nossas energias. Quando nossa mente se fixa em alguma coisa, as energias se encaminham, obedientes, para os chakras que correspondem ao que estamos pensando; o inverso é igualmente real, e quando as energias fluem por certas partes da gente, os pensamentos surgem ou são amplificados.
O mecanismo não é difícil de entender. As energias dos chakras e nadis são sutis, invisíveis aos olhos. Mas o exemplo é simples: quando começamos a pensar em comida, o estômago tende a dar sinais de fome; quando temos fome, começamos a pensar em comida. Um lado influencia o outro.
E assim também é com os chakras: eles influenciam os nossos pensamentos e sentimentos, mas também são influenciados por eles. O sistema caminha unido e é até difícil dizer em que lado algo começou, se como energia ou pensamento. Na verdade, pensamento é uma forma de energia correndo por nós.
Quando, por exemplo, estamos fazendo um trabalho intelectual importante, as energias correm em nossos meridianos até o chakra que vibra discernimento e da razão. Ele então brilha forte, gira rápido, como uma cidade cheia de habitantes, as luzes todas acesas. Assim, uma pessoa que tenda a ser bem racional vai ter o chakra da razão bem desenvolvido, sempre bem abastecido, e aí quando algo novo surge — um problema, uma situação boa, o que for — os primeiros pensamentos da pessoa vão ser também racionais, já que é essa a sua capital, onde as energias estão primordialmente focadas.
Os sulcos que isso causa em nosso sistema de energias nos leva a agir de forma mais ou menos previsível. Quem tem só um martelo acha que todo problema é prego; uma pessoa que vibra quase sempre no chakra da raiva e do conflito vai querer sempre brigar. Nós temos canais principais por onde a energia tende a fluir. Mudar isso requer atenção, e um pouco de tempo.
A energia é simples, potente, e neutra. É a maneira que ela se expressa que define os resultados, igual ao que acontece com a eletricidade: não podemos culpá-la por efeitos das máquinas que ela fez mover. Quando movemos os nosso chakras, os abastecemos com energia mesmo sem perceber, e seus efeitos em nós vão além do resultado imediato. Porque as ruas entre eles são alargadas, os nadis se reconfiguram o tempo todo, e quanto mais alimentamos cada chakra, mais ele vai nos influenciar no futuro. Eles são máquinas que não se desligam e que quanto mais crescem, mais importante ficam em nós.
É por isso que temos que mantê-los, todos, bem abastecidos, mantendo o sistema flexível para não ficarmos estagnados em apenas alguns chakras. A maioria das pessoas vive com suas energias girando principalmente em apenas um ou dois deles, vendo tudo por aquele viés limitado. São como sedentários que movem apenas um grupo de músculos, que não se alongam, que não podem correr, e sentem dores por conta do desequilíbrio que criam.
Os chakras humanos são sete: muladhara (memória e relação com a matéria); svadisthana (razão, intelecto e identidade); manipura (determinação, criação e força de vontade); anahata (profundo entendimento, compaixão);vishuddha (poder e amor da alma); ajna (percepção sublime) e sahasrara(ligação com o divino). São, progressivamente, mais sutis e diáfanos, com energias mais fortes, porém menos evidentes na vida material.
O importante de se saber, também, é que temos também sete outros chakras grandes, que não são humanos. São características animais. O que não é ruim; eles fazem parte de nosso sistema. Mas devem ser usados com cuidado, da mesma maneira que nós domamos as nossas tendências instintivas para viver bem em sociedade. Nós aprendemos, já, a controlar o nosso comportamento, de maneira mais repressiva e superficial, mas ainda não somos muito bons em parar de alimentar a fogueira do bicho que há na gente. Como temos poderes humanos, as tendências desses chakras se tornam bem mais nocivas em nós do que são nos animais.
Quando uma pessoa alimenta os chakras animais em si, mas ao mesmo tempo tenta impedir os efeitos disso, o resultado é uma tristeza implosiva ou uma insanidade explosiva.
Os chakras animais são: atala (medo e desejo animalesco); vitala (raiva e agressão); sutala (inveja destrutiva); tatala (confusão e insanidade); rasatala (egoísmo total); mahatala (ausência de auto-consciência) e patala (crueldade extrema). Os dois primeiros são tão úteis quanto uma faca afiada e tão perigosos quanto; os outros são reinos de desespero.
Por natureza, a nossa energia tende a fluir mais para um chakra ou outro. O pensamento os comanda, e quando vemos energia presa em um local em nós que não queremos que ela esteja, podemos fazê-la tomar a estrada, subir em clareza e luz. Cultivar os chakras humanos é a estratégia mais antiga na humanidade de se encontrar paz e alegria. É simples como a agricultura: irrigar com cuidado, cuidar do fluir, impedir a estagnação e a seca.
O poder de decidir é sempre nosso. Um dia, podemos nos deparar com um sistema que precisa de reparos, que nos leva ao chakra do medo mais frequentemente do que devia, que nos prende no intelecto quando queremos sentir amor. Devagar, com empenho, vamos alterando o sistema, de enxada e pá nas mãos, descobrindo as sutilezas e alegrias de energias e chakras mais elevados.
Precisamos retirar os pedágios que existem nos nossos nadis, as idéias pré-concebidas, os preconceitos errados, os arcaicos conceitos. Para que a energia flua como deve em nós, por todos os poros, nas ações e pensamentos; até criar um sorriso cheio de luz e olhos que brilhem como a alma.
Por Satyanátha (publicado no site O Nome do Mundo)

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Suco Verde do VIVO

Você gostaria de uma bebida saudável, nutritiva e saborosa, mas não tem tempo nem disposição para comprar os ingredientes e preparar? 

Conheça o Suco do Vivo. A água do suco é extraída da maçã, chuchu ou pepino. Sempre colocam algum grão germinado e uma raiz (inhame, batata-doce, batata yacon, abóbora ou cenoura).


Aí, vêm as hortaliças e as verduras: folhas de couve, acelga, alface, hortelã, erva-doce, erva-cidreira etc. Leva também um pouco de gengibre. Essa mistura exótica resulta numa bebida refrescante, energética, detox e tem efeito diurético praticamente imediato.



O ideal é ser consumida ainda em jejum. É por isso que a empresa Do Vivo se compromete entregá-la todos os dias até às 6 horas da manhã (em casa ou no trabalho) em endereços da capital de São Paulo e alguns do Grande ABC. O pagamento funciona no sistema de assinatura: 250 reais (para a garrafinha de 250 ml) e 360 reais (garrafinha de 500 ml) o plano mensal, que, dependendo do número de dias úteis, inclui até 22 unidades. As calorias? 160 no copo de 200 mililitros.
Acesse: http://www.dovivo.com.br/



como podemos neutralizar os poluentes em nossos corpos

 Podemos neutralizar os inúmeros poluentes que intoxicam nossos corpos e mentes.
 Certa vez, li uma reportagem naFolha de S. Paulo que dizia que existem mais de cem vezes a quantidade de poluentes (metais tóxicos) na água e no ar do que é permitido para o nosso organismo. 

Outra matéria mostrava que 20 pessoas podem morrer ao dia por causa da poluição.

Os cientistas já comprovaram que altos índices de metais tóxicos no sangue podem contribuir para a formação de várias doenças, inclusive distúrbios de comportamento.

Muitas pessoas podem se sentir irritadas, mais tensas e nem imaginar que, além de possíveis deficiências nutricionais, a causa pode ser de intoxicação por metais tóxicos absorvidos pela ingestão de alimentos produzidos com agrotóxicos, pela água e o ar que respiramos nos grandes centros urbanos!

Até mesmo a prática de concentração e de meditação pode ser mais desafiante pelo fato de o sangue estar literalmente intoxicado!

Exercícios aeróbicos que estimulem a transpiração, bem como ativar nossos órgãos de eliminação (intestinos, rins, pele, fígado, pulmões e vias respiratórias), podem efetivamente cooperar para a desintoxicação e neutralizar parte desses agentes poluentes.

Que alimentos devemos consumir com frequência para poder neutralizar e ativar a eliminação desses metais?
Seguem algumas dicas:

✦ Já comprovado por análises laboratoriais, o coentro é um vegetal que possui uma capacidade extraordinária de eliminar metais tóxicos, entre eles o chumbo! Incluir o coentro nas saladas, com legumes ao vapor e azeite, pode ser muito bom.

✦ Uma opção é o coentro em grão: tostar 1 colher de sopa com sementes de gergelim (receita de uma amiga, que inventou o gercoensal).

✦ Consumir diariamente suco de clorofila com hortaliças orgânicas – talos e folhas de salsão, bulbos da erva-doce, salsinha, escarola (que possui uma substância chamada indolina, com ação anticâncer) e outros vegetais amargos que ativam a filtragem do sangue e a eliminação de toxinas pelo fígado, como catalônia, almeirão e todos os vegetais verde-escuros.

✦ Consumir chás de: carqueja, artemísia, chapéu-de-couro e cavalinha, que ativam a eliminação pelos rins.
 Sucos diuréticos (melão, melancia, lima-da-pérsia e toranja. O consumo de chás deve ser criterioso e de preferência sob orientação de fitoterapeuta, médico ou nutricionista, pois mesmo sendo naturais, possuem alcaloides que podem gerar algumas reações.

✦ Ingerir alimentos crus frescos e orgânicos, entre eles os brotos, e maior quantidade de frutas ricas em vitamina C, como goiaba, acerola, laranja e mexerica.

Agora que entramos no outono, consuma sopas com missô, pasta de soja fermentada que tem poder desintoxicante. Hum, que boommmm!

✦ Prepare arroz integral ou branco orgânico cozido com 10 cm de alga kombu ou wakame e 2 a 3 colheres de sopa de salsinha crua adicionadas ao alimento depois de pronto.

✦ Evite alimentos com agrotóxicos e tenha  contato com ar puro e natureza, isso ajudará seu organismo nesta aventura que é sobreviver nas grandes cidades!

fonte: Celia Mara Melo Garcia é naturopata.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Leites Vegetais - delicioso e nutritivo


Leites Vegetais

Leites VegetaisBoa notícia! Você pode obter leite fresco, gostoso e nutritivo a partir de inúmeros grãos e sementes que são ótimos para a saúde.

Os leites vegetais podem ser uma ótima opção alimentar para quem anda querendo diminuir o consumo de leite animal ou mesmo retirá-lo do cardápio diário, muitas vezes seguido por simples hábito. E o melhor da história: ao adotar novos leites em sua vida, você não vai sofrer por falta de nutrientes. Pelo contrário, poderá ganhar em fibras, minerais e saúde.

Leite de castanha-de-caju

Castanha-de-CajuSua principal função no organismo é proteger os vasos sanguíneos permitindo que toda a circulação do sangue flua melhor. Fornece proteínas e também diminui o colesterol.

Preparo: Um copo de castanhas para três a quatro de água. Bata, coe bem e obtenha quatro copos de saúde.

Leite de linhaça

Semente de Linhaçasemente de linhaça fortalece a imunidade, pois é um alimento que apresenta substâncias bioativas, capazes de prevenir e tratar inúmeras doenças. Também diminui as triglicérides, reduz doenças cardíacas e é um antiinflamatório notável. Para os intestinos funcionarem bem, nada melhor do que utilizar a linhaça diariamente.

Preparo: Um copo de linhaça para quatro copos de água. Bata e coe três vezes em peneira fina. Dá três copos de leite.

Leite de arroz integral

Arroz IntegralUm poderoso desintoxicante. Os nutricionistas dizem que o leite de arroz "descansa" os órgãos do corpo. Tem proteínas, vitamina B1 e niacina, responsáveis pela transformação das proteínas e carboidratos em energia.

Preparo: Deixe de molho por oito a dez horas, dois copos cheios de arroz. Leve ao fogo com o dobro de água. Exemplo: dois copos de arroz para quatro de água e assim proporcionalmente. O arroz deve ficar ao fogo sob a medida da mão, ou seja, assim que a mão não suportar mais o calor, é hora de desligar e abafar. Bata e coe várias vezes seguidas. Dois copos de arroz rendem meio litro de leite.

Leite de amendoim

AmendoimProtege o organismo da ação dos radicais livres e possui grande quantidade de proteínas. O óleo das sementes não é prejudicial, pois sua gordura não é saturada.

Preparo: O amendoim utilizado deve ser sem sal e sem casca. Deixe de molho um copo de grãos. Após mais ou menos 8 horas, bata-os no liquidificador com três a quatro copos de água filtrada ou mineral. Coe cerca de cinco vezes para obter quatro copos de leite puro. O amendoim é o leite que mais deixa resíduos.

Leite de nozes

NozesEstamos falando das conhecidas "nozes de Natal" que podem ser consumidas em qualquer época do ano. As nozes, em geral, favorecem o aparelho respiratório. Sua gordura é facilmente metabolizada pelo organismo enquanto seu aspecto enrugado lembra o cérebro humano. Não por acaso, as nozes tonificam o sistema nervoso.

Preparo: Um copo repleto de nozes batidas com dois copos de água, sempre mineral ou filtrada, dá de três a quatro copos de um leite surpreendentemente saboroso!

Leite de quinua

QuinuaComparada ao leite materno em valor nutritivo, a quinua é riquíssima em proteínas e, segundo os antigos incas, o alimento mais rico do planeta em aminoácidos e vitaminas.

Preparo: Coloque de molho por oito horas um copo de quinua em grãos. A seguir, bata no liquidificador com três copos de água filtrada ou mineral e coe por três vezes. Rende cerca de meio litro de leite.

Leite de sementes de abóbora

Semente de AbóboraVerdadeira mina de ferro, fósforo e cálcio, combate anemia, ajuda na formação de glóbulos vermelhos, na oxigenação das células e na formação de ossos, músculos e cérebro. Limpa os intestinos e combate vermes. As sementes frescas são indicadas para náuseas e enjôos das gestantes.

Preparo: Para obter um litro desse néctar de saúde, separe um copo de sementes e deixe-as de molho por uma noite. De manhã, bata com três ou quatro copos de água filtrada. Coe bem.

Leite de soja

SojaUm grão de "bom senso", tamanho o seu equilíbrio nutricional. Possui fósforo, magnésio, ferro, cálcio, cobre, diversos aminoácidos essenciais, e doze vezes mais proteína do que o leite de vaca. Por ser altamente nutriz, a soja não só revitaliza como proporciona uma verdadeira regeneração celular.

Preparo: A soja necessita ficar de molho no mínimo seis horas. Após esse período, bata-a no liquidificador na proporção de um copo do grão para três de água filtrada ou mineral. Coe em um pano, espremendo bem o bagaço e leve o leite ao fogo até ferver - com cuidado para não entornar. Após levantar fervura, abaixe o fogo e deixe-o cozinhando por 30 minutos. Um copo de soja dá cerca de dois litros de leite. Seu resíduo, a okara, também precisa de cozimento antes de ser reaproveitado como alimento.

Leite de aveia

AveiaA aveia é um cereal importante na alimentação dos diabéticos, pois contém fibras solúveis, que auxiliam no controle da glicemia. Protege o coração e a circulação contra a aterosclerose. É rica em cálcio, ferro, magnésio, vitaminas do complexo B e por conter fibras, facilita o fluxo intestinal.

Preparo: Separe um copo de aveia em flocos. Hidrate em água por uma noite. Na manhã seguinte, bata com três a quatro copos de água, coe e obtenha um litro de leite.

Leite de gergelim

GergelimO gergelim é ótimo para os músculos e o cérebro. Tem muita proteína e ácido fólico, essencial na formação das células sanguíneas.

Preparo: Um copo de sementes de gergelim dá quatro copos de leite. Deixe as sementes de molho por oito horas e bata com quatro copos de água. O resíduo do gergelim batido pode virar um delicioso "queijelim". Acrescente azeite, sal, orégano e misture bem até atingir a consistência de corte.

Leite de castanha-do-pará

Castanha-do-ParáAs castanhas-do-pará são conhecidas como "pílulas da felicidade". Cada uma possui 60 mcg de selênio, um importante antioxidante que varre as impurezas das células. Contám ainda vitaminas E e B1, que exercem papel importante no metabolismo das proteínas e na geração de energia.

Preparo: Um dos mais saborosos! É como tomar leite vindo diretamente da castanheira... Deixe um copo de castanhas pré-lavadas de molho por cerca de oito horas. Bata com quatro copos de água - sempre filtrada ou mineral - para obter três copos de leite. Por ser um leite mais gorduroso, o leite de castanhas precisa ser coado quatro vezes.

Leite de girassol

Semente de GirassolTalvez sua principal propriedade seja a de ser um antioxidante poderoso, protegendo o organismo contra a poluição, o estresse e o envelhecimento precoce. É rico em proteínas e contém minerais como fósforo, cobre, ferro, zinco e vitaminas B6, E e K.

Preparo: As sementes de girassol utilizadas podem ser com ou sem casca. O importante é que não contenham sal. Deixe um copo de sementes pré-lavadas imersas em água por oito horas. Em seguida, bata no liquidificador com três a quatro copos de água filtrada. Coe bem para obter cerca de meio litro de leite "regado pelo sol"!

Dicas

Todo leite vegetal pode ser tomado puro ou adoçado com melaço, açúcar mascavo, etc. Vale inventar e criar suas próprias receitas. Eles combinam muito bem com frutas e podem ser batidos no liquidificador com banana, mamão, maçã, abacate, até abacaxi.

Também ficam ótimos com frutas secas como ameixa-preta (sem caroço), damascos e uva-passa. Uma boa opção é deixar as frutas secas de molho por algumas horas antes de acrescentá-las ao leite, para que fiquem mais macias e soltem com facilidade seu açúcar natural.

Os segredos que fazem toda diferença

» Lave bem os grãos antes de começar o processo de "tirar o leite".

» Todo resíduo poderá ser reaproveitado em sopas, mingaus, assados ou na confecção de pães e tortas.

» Para obter uma consistência homogênea, os leites vegetais necessitam ser coados de três a quatro vezes em peneira fina ou pano macio. Coe, separe o bagaço e volte a coar sucessivamente. No caso de optar pelo pano, faça um saquinho largo e reserve-o só para esse fim. A vantagem do saquinho é que com ele pode-se "ordenhar" os grãos - o que dá uma sensação especial e gratificante.

» Os leites vegetais não toleram temperaturas elevadas. Conserve-os sempre em geladeira e se precisar aquecer, não deixe ferver, pois podem talhar. O uso da canela é indicado quando o leite for aquecido.

Fonte: Revista dos Vegetarianos

CHAPATI

Pão Rústico de Frigideira (vegana)
Ingredientes

1 xícara e meia de farinha de trigo integral ou gérmen de trigo

1 xícara de farinha refinada c/ fermento
1 xícara de água 
1 pitada de sal
Azeite, ghee ou óleo de côco
Cebolinha picada, nirá gergelim e sementes miúdas tostadas e moídas

Preparo

Misture a farinha e a água, até a massa ficar bem homogênea e sem grudar nas mãos. Não precisa sovar nem deixar crescendo. Separe a massa em 8 bolinhas e abra cada uma delas em um disco bem fino. Pincele um pouco de azeite, salpique sal e por fim espalhe cebolinha picada a gosto. Enrole o disco de massa como se fosse uma panqueca, forme um rolinho e abra novamente. Coloque o disco de massa numa frigideira antiaderente e quando começar a chiar, vire para assar do outro lado.

Quando fumaçar ou bater o cheirinho de quero mais e chiar, vai virando, recheando ou empilhando para comer com saladas, caldos, pastinhas deliciosas, pode servir quente ou frio e pra assar bem é só ficar de olho, quando aparecerem umas pintinhas mais escuras (como na foto) é hora de virar.

11 Superalimentos nacionalmente conhecidos


Onze superalimentos que você deveria consumir mais

Eles são pouco populares, mas enchem o prato de vitaminas, minerais e proteínas. Não agradam tanto quanto o morango, nem deixam inimigos por aí, como o jiló. Por isso, na hora da montagem do prato ou da compra do mês, ficam esquecidos entre as prateleiras de frutas e legumes do supermercado.

Rabanete? Nabo? Inhame? Os próprios nutricionistas, muitas vezes, esquecem que eles existem. Mas fique sabendo que alguns alimentos que ficam de fora do seu cardápio trivial, trazem muitos benefícios para a saúde e ajudam a compor uma dieta equilibrada. Quem perde com a ausência dessa turma e de seus nutrientes é a nossa saúde. Para tirá-los do esquecimento e para te ajudar a montar uma dieta rica em nutrientes e cores, o Minha Vida foi à feira selecionar 11 superalimentos que fazem muito bem para o seu organismo e para a dieta. Confira:

Lentilhas
Lentilha: É muito requisitada nas festas do final de ano. Mas, depois passa o resto do ano esquecida. Uma injustiça, já que é um alimento ideal para a dieta a para a saúde, pois é rica em proteína vegetal, que ajuda na formação e no fortalecimento da massa muscular e na cicatrização de ferimentos. "A lentilha tem também alto teor de fibras, vitaminas e ferro e pouca gordura, sendo ótima substituta para o feijão do dia a dia, por exemplo", a nutricionista Roberta de Lucena Ferreti, da Unifesp.

Batata-doce
Batata-doce: Muitas vezes elas são vistas com olhares tortos e cara feia. Alguns acham estranho o fato de ser doce e outros, ainda, acham que ela tem grande quantidade de calorias e por isso precisam ficar longe do prato. Mas, mesmo sendo cerca de duas vezes mais calórica do que a batata normal e que tenha também mais carboidratos, a batata-doce é uma ótima fonte de vitamina C, fibras e potássio, diferente da batata convencional. Além de muito versátil - pode ser usada em pratos doces e salgados -, ela é amiga do verão, pois é fonte de betacaroteno, o componente que potencializa o bronzeado.

Inhame
Inhame: ele é uma importante fonte de proteínas, potássio e fósforo, podendo ser usado para prevenir doenças como osteoporose, artrite e cálculos renais. Fonte de carboidratos e fibras, pode ser uma opção para pães, massas, cereais e todos os tipos de tubérculos e raízes. Além disso, o consumo desses minerais ajuda a manter a memória funcionando mesmo depois da velhice. O melhor jeito de consumi-lo é cozido. Mas é importante que ele não fique muito tempo no fogo, para que não haja uma perda de nutrientes e vitaminas.

Rabanete
Rabanete: rosa por fora e branquinho por dentro, o rabanete é um legume benéfico graças às suas propriedades medicinais. Ele estimula as funções digestivas, limpa as vias respiratórias e ainda dá uma força ao sistema imunológico. De acordo com a nutricionista Roberta de Lucena, isso acontece graças à grande quantidade de vitaminas e minerais, como cálcio, potássio, magnésio e fósforo.

Acelga: também conhecida como couve-chinesa, essa hortaliça é extremamente versátil, pois dela aproveita-se tanto talos quanto as folhas. Além disso, ela fica ótima crua e também refogada com azeite e alho. "Além de proteger o fígado, a acelga auxilia no controle do diabetes, pois apresenta fibras e possui substâncias que causam regeneração das células do pâncreas, que é o local onde há a produção de insulina", explica a nutricionista Bárbara Rescalli Sanches, da Clínica Damasceno. Além disso, a acelga também é fonte de vitamina A e C. Quem tem tendência a desenvolver cálculos renais, precisa maneirar na quantidade consumida desse alimento. "Há grande quantidade de oxalato na acelga, substância que pode se ligar ao cálcio e formar pedra no rim", explica nutricionista.

Beterraba
Beterraba: ela também está entre os rejeitados. Mas o que poucos sabem é que ela é uma grande aliada no combate ao cansaço. Pesquisadores da Universidade de Exeter (Grã-Bretanha) descobriram que o nitrato encontrado nela ajuda a reduzir o consumo de oxigênio e, portanto, desacelera o ritmo do processo que leva ao cansaço. Por isso, eles recomendam um copo de suco de beterraba antes de praticar atividades.

Nabo
Nabo: Este vegetal carrega doses de vitamina C, cálcio e potássio. "Estudos mostram que possui uma substância que pode prevenir certos tipos de câncer", explica a nutricionista Daniela Cyrulin. As folhas do nabo constituem um excelente alimento com alto teor de vitamina A, vitaminas do complexo B e de vitamina C. Além disso, suas fibras contribuem para regularizar o funcionamento intestinal, o que ajuda a digestão.

Chicória
Chicória: ela é rica em oligossacarídeos, substâncias que não são totalmente digeridas pelo organismo e servem de alimento para as bactérias benéficas intestinais, são os chamados prebióticos. "Esta substância auxilia no bom funcionamento intestinal, tratando casos de intestino preso, diminui os níveis de toxina no intestino, auxiliando na prevenção de cânceres", explica Bárbara Rescalli Sanches. Também melhora a absorção de minerais e controla os níveis de triglicérides no sangue. Outra vantagem é a sua capacidade de desintoxicação, ou seja, auxilia na eliminação de toxinas no organismo. Além disso, constitui uma importante fonte de vitaminas A, B, C e D e de sais minerais. É de baixo valor calórico, sendo excelente para utilizar nas dietas de emagrecimentos. O melhor modo para ela ser consumida é crua, para melhor aproveitar o seu valor nutritivo.

Nêspera
Nêspera: popularmente chamada de ameixa-amarela, esta fruta é rica em vitamina C e sais minerais, como o cálcio e o fósforo. Outra propriedade da nêspera é controlar os níveis de gordura no sangue e diminuir a resistência à insulina, atuando assim na prevenção contra diabetes. "Estudos ainda indicam que a nêspera apresenta triterpenos, substâncias que modulam a formação de óxido nítrico, que age nas vias respiratórias e tem efeito que pode ser benéfico no controle de bronquite, além de auxiliar no tratamento de doenças alérgicas inflamatórias como asma, rinite e sinusite", explica Bárbara.

Cará
Cará: esse tubérculo é o primo menos famoso da batata. Por ter o gosto muito parecido com o de um alimento tão popular, o cará foi deixado de lado, e poucas pessoas o colocam no prato. De acordo com Bárbara Rescalli, o cará é uma fonte de carboidratos que pode ser utilizado para a recuperação muscular após uma atividade física. Também traz benefícios para o sistema imunológico e inibe a ação maléfica de radicais livres.

Pitanga
Pitanga: essa pequena fruta vermelha se destaca pela quantidade de cálcio que carrega, fósforo e ferro, além de vitaminas A e C, indicando seu elevado poder antioxidante o que faz dela uma poderosa aliada para os ossos, ajudando a prevenir doenças como osteoporose. Segundo Bárbara Rescalli, ela também é rica em licopeno, importante na prevenção de uma série de cânceres, como o câncer de próstata, pulmão e estômago. Para consumir essa fruta, é preciso tomar cuidado com os fungos, que se reproduzem na casca da fruta. Observe se a casca não com uma textura áspera ou com uma cor diferente.



FORTALECENDO SUA FAMÍLIA COM HISTÓRIAS

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer para a sua família pode ser a mais simples de todas: desenvolver uma forte história familiar. 

Os psicólogos Marshal Duke e Robyn Fivush desenvolveram uma métrica chamada de escala “Você Sabe”? que pedia que crianças respondessem a vinte perguntas. Por exemplo, “Você sabe onde seus avós cresceram? Você sabe qual o ginásio que sua mãe frequentou? Você sabe onde os seus pais se conheceram? Você sabe se na sua família já aconteceu alguma doença séria ou algo realmente terrível? Você sabe a história do seu nascimento"?

Quanto mais as crianças sabiam sobre a história da sua família, mais forte era seu senso de controle sobre suas vidas, mais elevado era sua autoestima e mais elas achavam que suas famílias funcionavam de uma forma bem sucedida. Essa escala “Você Sabe”? é o melhor previsor para a saúde emocional da criança, felicidade e resiliência – sua capacidade de encarar desafios e aliviar o estresse.

Os psicólogos descobriram que cada família tem um de três tipos de narrativas unificadoras. 

A primeira é a narrativa da ascensão da família: “Filho, quando chegamos nesta área, não tínhamos nada. Nossa família trabalhou. Abrimos uma loja. Seu avô foi para o colegial. Seu pai foi para a faculdade. E agora você....” 

A segunda é a narrativa do descenso da família: “Querido, nós tínhamos de tudo. Mas aí perdemos tudo”.

A narrativa mais saudável é a da família oscilante: “Querido, deixe-me te contar, nós tivemos altos e baixos na nossa família. Construímos um negócio familiar. Seu avô era um pilar na comunidade. Sua mãe fazia parte do conselho do hospital. Mas nós também tivemos reveses. Você teve um tio que certa vez foi preso. Tivemos uma casa que pegou fogo. Seu pai ficou desempregado. Mas o que quer que tenha acontecido, sempre nos mantivemos unidos como família”. 

O Dr. Duke disse que as crianças com mais autoconfiança são aquelas que ele e o Dr. Fivush classificam como tendo uma “forte identidade intergeracional”. Elas sabem que fazem parte de algo maior do que elas mesmas.

Em suma: Se você quer uma família mais feliz, crie, refina e reconte a história dos momentos positivos da sua família, e a capacidade dela de superar os momentos difíceis pelos quais passou. Esse ato por si só pode aumentar as chances da sua família florescer por muitas gerações no porvir.

[do artigo “The Stories that Bind Us” (“As Histórias que Nos Unem”) por Bruce Feiler, New York Times, 15 de março de 2013]FORTALECENDO SUA FAMÍLIA COM HISTÓRIAS

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer para a sua família pode ser a mais simples de todas: desenvolver uma forte história familiar.

Os psicólogos Marshal Duke e Robyn Fivush desenvolveram uma métrica chamada de escala “Você Sabe”? que pedia que crianças respondessem a vinte perguntas. Por exemplo, “Você sabe onde seus avós cresceram? Você sabe qual o ginásio que sua mãe frequentou? Você sabe onde os seus pais se conheceram? Você sabe se na sua família já aconteceu alguma doença séria ou algo realmente terrível? Você sabe a história do seu nascimento"?

Quanto mais as crianças sabiam sobre a história da sua família, mais forte era seu senso de controle sobre suas vidas, mais elevado era sua autoestima e mais elas achavam que suas famílias funcionavam de uma forma bem sucedida. Essa escala “Você Sabe”? é o melhor previsor para a saúde emocional da criança, felicidade e resiliência – sua capacidade de encarar desafios e aliviar o estresse.

Os psicólogos descobriram que cada família tem um de três tipos de narrativas unificadoras.

A primeira é a narrativa da ascensão da família: “Filho, quando chegamos nesta área, não tínhamos nada. Nossa família trabalhou. Abrimos uma loja. Seu avô foi para o colegial. Seu pai foi para a faculdade. E agora você....”

A segunda é a narrativa do descenso da família: “Querido, nós tínhamos de tudo. Mas aí perdemos tudo”.

A narrativa mais saudável é a da família oscilante: “Querido, deixe-me te contar, nós tivemos altos e baixos na nossa família. Construímos um negócio familiar. Seu avô era um pilar na comunidade. Sua mãe fazia parte do conselho do hospital. Mas nós também tivemos reveses. Você teve um tio que certa vez foi preso. Tivemos uma casa que pegou fogo. Seu pai ficou desempregado. Mas o que quer que tenha acontecido, sempre nos mantivemos unidos como família”.

O Dr. Duke disse que as crianças com mais autoconfiança são aquelas que ele e o Dr. Fivush classificam como tendo uma “forte identidade intergeracional”. Elas sabem que fazem parte de algo maior do que elas mesmas.

Em suma: Se você quer uma família mais feliz, crie, refina e reconte a história dos momentos positivos da sua família, e a capacidade dela de superar os momentos difíceis pelos quais passou. Esse ato por si só pode aumentar as chances da sua família florescer por muitas gerações no porvir.


[do artigo “The Stories that Bind Us” (“As Histórias que Nos Unem”) por Bruce Feiler, New York Times, 15 de março de 2013]

domingo, 21 de abril de 2013

Meditação do Centro a Terra São Miguel Arcanjo por Ana Sílvia p/ OsiriANAS

A meditação da terra ditada por Miguel Arcángel para o obsinautas e o mundo inteiro! A melhor recomendação para ser ligado à terra e abrir o coração para compartilhá-lo por favor! abraço de luz!
Meditação para a respiração da terra e relaxamento são tomadas três respirações para relaxar conectando o corpo e liberar o estresse.



 Três respirações mais são tomadas para a liberação de energia: inale o ar é enviado para o chakra 1 (basal), prenda a respiração, é enviado para o 4 (coração) chakra, em seguida, enviá-lo para o chakra 7 (coroa), liberando-se neste último caso, o ar.
Proteção é procurada Blue Ray proteção de Miguel Arcángel formando um ovo azul em torno de cada um de nós.

 Em nossa tela mental, podemos chamar nosso mestre (a) raiz e Agradecemos sua presença e seu guia todos os dias.
Meditação pode imaginar do que de frente nos abre um vórtice de energia que nos permite entrar em terra. Vemos acima o Vortex uma cor esfera azul onde entramos cada um manter-nos juntos durante toda a viagem (em caso de ser um grupo). Iniciamos a descida por este vórtice dentro da esfera azul e nós estamos indo para baixo olhando para as camadas da terra, os rios e túneis.



 Vemos uma planície onde estacionou nossa esfera azul.
 Aqui descemos e cada de nós fomos para a caverna onde nossos irmãos Lemurianos, que recebem-nos com amor e hospitalidade e convidam-na ir em frente. Cada um de nos dar um presente para o nosso bem-estar e o crescimento. Após isso, agradecemos os irmãos do coração.




Voltamos para o campo, podemos mergulhar nela e continuamos para baixo. Chegamos a outro patamar, onde fazemos a segunda parada e fomos para uma caverna onde emana uma luz brilhante. Fomos nela e vê uma deusa, Virgem, mãe, mulher que, de seu coração emana que brilhante, translúcida luz radiante e amorosa. 

Sentamos na frente dele e abrir nossos corações (energia feminina). Desculpe a luz penetrar nossos corações e deixar este ser imbuia mais sobre a luz radiante. Quando o coração tem sido repleta de luz, nós apreciamos o seu presente esta energia e nos preparamos para sair. 



Nós nos levar todos para a esfera azul, certificar-se de que ninguém é deixado para trás.
Iniciando a subida, à luz do coração da deusa, acompanha-nos durante a viagem de regresso.

No momento que esta luz atinge a superfície da terra vem vida, surgem os mares, rios e montanhas, surge, o reino mineral, Reino vegetal e seres vivos e os seres humanos emergentes.



Pedimos a graça da mãe terra receber sua luz que subir a nossos pés, pernas e até mesmo chakra 1 (basal). Nosso chakra 1 (basal) é iluminado com um raio branco e gira rapidamente e enérgica.



Obrigado por esta dádiva de vida e de amor à nossa mãe terra. Respiramos profundamente e começamos a ouvir o barulho do lado de fora, mova ligeiramente o corpo. Friccionar as mãos para colocar sobre os olhos e olhar para nossos cosmos interiores.

E vamos lembrar que lá nós provêm e indo de lá para cá.

Agradecemos também o sua proteção Arcanjo assim como nosso professor de raiz.

Finalmente abrimos nossos olhos, tem as palmas das mãos à altura do coração e apreciar seu dizer "SUN-TAI". 




(Traduzido por Bing)
Por Ana Sívia Serrano


Veneno na sua mesa ROUNDUP


Roundup afeta bactérias intestinais benéficas
11, janeiro, 2013

por AS-PTA, Via GMWatch

Pesquisadores da Universidade de Leipzig publicaram estudo mostrando que o herbicida Roundup impacta negativamente bactérias gastrointestinais de aves. Os testes, realizados in vitro, revelaram ainda que enquanto bactérias altamente patogênicas como as que causam salmonela e botulismo resistiram ao Roundup, aquelas benéficas foram de moderada a altamente suscetíveis ao produto.

O estudo fornece bases científicas para os relatos de aumento de doenças gastrointestinais em animais alimentados com soja Roundup Ready, que é tolerante ao herbicida Roundup, cujo ingrediente ativo é o glifosato. No Brasil, quando liberado o sistema soja RR-herbicida Roundup, o governo multiplicou por 50 o limite de resíduo de glifosato permitido nos grãos modificados.


Shehata, A. A., W. Schrodl, et al. (2012). The effect of glyphosate on potential pathogens and beneficial members of poultry microbiota in vitro. Curr Microbiol. Publ online 9 December.


http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23224412

Tarte de Amendoa


Tarte de Amendoa

Ingredientes:
1 base de massa folhada fresca
200 gr de amêndoa com pele
4 ovos
150 gr de açucar amarelo
100 gr de manteiga
2 c. de sopa de leite
Açucar em pó para polvilhar


Preparação:
Forrar a tarteira com a base de massa folhada e picar com um garfo.
Picar a amêndoa (não deve ficar muito fina). Juntar os ovos, a manteiga, o açucar e o leite e misturar até obter uma pasta.
Verter para a tarteira e levar ao forno pré-aquecido a 180º cerca de 30 minutos até estar dourada e cozida.
Deixar arrefecer e polvilhar com açucar em pó.


Origem:http://obolinhodesabado.blogspot.pt/2012/10/tarte-de-amendoa.html.
Tarte de Amendoa

Ingredientes:
1 base de massa folhada fresca
200 gr de amêndoa com pele
4 ovos
150 gr de açucar amarelo
100 gr de manteiga
2 c. de sopa de leite
Açucar em pó para polvilhar


Preparação:
Forrar a tarteira com a base de massa folhada e picar com um garfo.
Picar a amêndoa (não deve ficar muito fina). Juntar os ovos, a manteiga, o açucar e o leite e misturar até obter uma pasta.
Verter para a tarteira e levar ao forno pré-aquecido a 180º cerca de 30 minutos até estar dourada e cozida.
Deixar arrefecer e polvilhar com açucar em pó.

LIMPE OS SEUS RINS!


LIMPE OS SEUS RINS!


Os anos passam e os nossos rins filtram o sangue, remove o sal, veneno e qualquer indesejado que entra no nosso corpo. Com o tempo, o sal acumula e isso precisa se submeter a tratamentos de limpeza. Como é que vamos libertar-nos disso?



É muito fácil, primeiro lavar um ramo de salsa, limpar, depois cortá-la em pedaços pequenos e colocá-lo numa panela, despeje água limpa e ferva por dez minutos e deixe arrefecer, filtre e despeje numa garrafa limpa, mantê-lo dentro da geladeira para esfriar.



Beber um copo por dia e vai notar que todo o sal e outro veneno acumulado vão sair dos seus rins, por micção, também vai notar a diferença que nunca sentiu antes.
Salsa é conhecida como a melhor limpeza de tratamento para os rins e é natural.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Despoluindo corpo e mente


Estive pensando sobre como podemos neutralizar os inúmeros poluentes que intoxicam nossos corpos e mentes. Certa vez, li uma reportagem naFolha de S. Paulo que dizia que existem mais de cem vezes a quantidade de poluentes (metais tóxicos) na água e no ar do que é permitido para o nosso organismo. Outra matéria mostrava que 20 pessoas podem morrer ao dia por causa da poluição.
Os cientistas já comprovaram que altos índices de metais tóxicos no sangue podem contribuir para a formação de várias doenças, inclusive distúrbios de comportamento.

Muitas pessoas podem se sentir irritadas, mais tensas e nem imaginar que, além de possíveis deficiências nutricionais, a causa pode ser de intoxicação por metais tóxicos absorvidos pela ingestão de alimentos produzidos com agrotóxicos, pela água e o ar que respiramos nos grandes centros urbanos!

Até mesmo a prática de concentração e de meditação pode ser mais desafiante pelo fato de o sangue estar literalmente intoxicado!

Exercícios aeróbicos que estimulem a transpiração, bem como ativar nossos órgãos de eliminação (intestinos, rins, pele, fígado, pulmões e vias respiratórias), podem efetivamente cooperar para a desintoxicação e neutralizar parte desses agentes poluentes.

Que alimentos devemos consumir com frequência para poder neutralizar e ativar a eliminação desses metais?
 
Seguem algumas dicas:

✦ Já comprovado por análises laboratoriais, o coentro é um vegetal que possui uma capacidade extraordinária de eliminar metais tóxicos, entre eles o chumbo! Incluir o coentro nas saladas, com legumes ao vapor e azeite, pode ser muito bom.

✦ Uma opção é o coentro em grão: tostar 1 colher de sopa com sementes de gergelim (receita de uma amiga, que inventou o gercoensal).

✦ Consumir diariamente suco de clorofila com hortaliças orgânicas – talos e folhas de salsão, bulbos da erva-doce, salsinha, escarola (que possui uma substância chamada indolina, com ação anticâncer) e outros vegetais amargos que ativam a filtragem do sangue e a eliminação de toxinas pelo fígado, como catalônia, almeirão e todos os vegetais verde-escuros.

✦ Consumir chás como boldo, carqueja, artemísia, chapéu-de-couro para o fígado e cavalinha, que ativa a eliminação dos rins, bem como sucos diuréticos (melão, melancia, lima-da-pérsia e toranja. O consumo de chás deve ser criterioso e de preferência sob orientação de fitoterapeuta, médico ou nutricionista, pois mesmo sendo naturais, possuem alcaloides que podem gerar algumas reações.

✦ Ingerir alimentos crus frescos e orgânicos, entre eles os brotos, e maior quantidade de frutas ricas em vitamina C, como goiaba, acerola, laranja e mexerica.

✦ Agora que entramos no outono, consuma sopas com missô, pasta de soja fermentada que tem poder desintoxicante. Humm, que bom!

✦ Prepare arroz integral ou branco orgânico cozido com 10 cm de alga kombu ou wakame e 2 a 3 colheres de sopa de salsinha crua adicionadas ao alimento depois de pronto.

✦ Se puder evitar alimentos com agrotóxico e ter mais contato com ar puro e natureza, isso ajudará seu organismo nesta aventura que é sobreviver nas grandes cidades!

Celia Mara Melo Garcia é  naturopata 

Aromaterapia


Os óleos essenciais são lipossolúveis, penetram facilmente na pele e rapidamente chegam na corrente sanguínea.
Óleos essenciais são substâncias naturais muito concentradas – em média 1 gota equivale a 24 xícaras de chá da planta. Possuem uma composição química muito complexa, podendo chegar a ter mais de 200 componentes químicos diferentes em um único óleo essencial.
Formados basicamente por terpenos e derivados terpênicos, os óleos essenciais possuem uma característica que os diferencia de grande parte dos medicamentos e cosméticos. Eles são lipossolúveis, isto significa que penetram facilmente na pele (através dos ductos da glândulas sudoríparas e do folículo piloso) e rapidamente chegam na corrente sanguínea.  E é por isso que atualmente existem muitas pesquisas utilizando os componentes dos óleos essenciais para aumentar ou facilitar a penetração de alguns medicamentos.
É possível detectar os componentes químicos dos óleos essenciais no sangue, suor ou ar expelido, cerca de 5 minutos após a aplicação feita por massagem ou compressa.
Mas, quanto tempo estes componentes químicos que em apenas 5 minutos estão em minha corrente sanguínea permanecem em meu organismo? Algum palpite?
Pesquisas realizadas na França demonstram que alguns componentes dos óleos essenciais, como os sesquiterpenos, permanecem no organismo até cinco dias, já os monoterpenos permanecem até três dias no corpo.  Isto significa que para obter os benefícios da aromaterapia não é necessário utilizar determinada sinergia/receita 2, 3 ou até 4 vezes ao dia.
Menos é sempre mais na aromaterapia.
Se houver exagero nas dosagens ou utilizar os óleos essenciais muitas vezes ao dia, o que vai acontecer a médio e longo prazo é ter um fígado e/ou rins lesionados de tanto trabalho para metabolizar os excessoInteração medicamentosa é um evento clínico em que os efeitos de um fármaco são alterados pela presença de outro fármaco, alimento, bebida e de alguns óleos essenciais.
Estas interações constituem causa comum de efeitos adversos, por isso todo Aromaterapeuta deve ter o conhecimento de que não é permitido usar óleos essenciais e determinados medicamentos ou bebidas alcoólicas no mesmo dia. A combinação destes pode aumentar ou diminuir o efeito do medicamento/bebida ou óleo essencial ou ainda ocorrer o aumento da toxidade do medicamento ou do óleo essencial utilizado. É claro que uma interação já conhecida não afetará na mesma intensidade todos os usuários da mesma forma.
As interações que ocorrem de medicamentos e bebidas com óleos essenciais são várias como: interações de efeito, interações farmacodinâmicas e farmacocinéticas.
Um exemplo de interação de efeito é o uso de óleo essencial de alecrim durante o dia por inalação e a noite ingerir uma pequena quantidade de bebida alcoólica é o suficiente para poder causar enrijecimento muscular, palpitação, angústia, aumento da pressão arterial, dificuldade para dormir, apneia entre outros.
Outro exemplo de interação de efeito é o uso de óleo essencial de lavanda por uso tópico durante o dia, e a noite ingerir uma pequena quantidade de álcool pode gerar sonolência exagerada, dificuldade de concentração, fraqueza e tontura.
Conheça alguns dos óleos essenciais que interagem com medicamentos:
Óleo essencial de Alecrim, Eucalipto e Hortelã Pimenta - interage com nicotina, medicamentos anti-hipertensivos, anticonvulsivantes, antidepressivos e outros que atuam no SNC;
Óleo essencial de Bergamota, Cipreste, Erva doce, Grapefruit, Laranja doce, Laranja amarga, Limão siciliano e Tangerina – interagem com nicotina;
Óleo essencial de Canela, Cravo e Gengibre  - interagem com anticoagulantes, antidiabéticos, anti-hipertensivos;
Óleo essencial de Erva Doce, Sálvia Esclaréia e Gerânio -  interagem com anticoncepcionais orais;
Óleo essencial de Erva doce, Canela, Cravo, Gengibre e Manjericão – interagem com paracetamol;
- Todos os óleos essenciais interagem com bebidas alcoólicas causando danos ao fígado. Por isso muito cuidado!