domingo, 11 de agosto de 2013

Uma horta de 4 mil m² foi inaugurada no bairro Red Hook, em Nova York, na última terça feira. Mais cinco iniciativas como esta estão previstas pelo Plano de Ação de Combate à Obesidade da prefeitura da cidade, que conta com parcerias da comunidade local e de ONGs.



A ‘fazenda urbana’ fica na maior habitação pública do distrito de Brooklin e, além de oferecer alimentação de boa qualidade aos moradores, terá centro educativo para crianças e empregos para 34 jovens, que serão responsáveis pela manutenção e venda da produção.

Assim, o programa tira jovens e crianças das ruas, inserindo-os na sociedade por meio de educação ambiental, melhor qualidade de vida, engajamento comunitário e profissionalização, o que pode gerar futuroslíderes de economia sustentável.

Ervas, tomates, morangos e couve estão entre osalimentos orgânicos cultivados nessa área que, antes, era mal aproveitada. Essa prática não é novidade na cidade – que possui outras 650 hortas comunitárias – mas a de Red Hook é a maior de Nova York.

Dados da prefeitura apontam que 34% dos adultos estão acima do peso, enquanto 22% são, efetivamente, obesos. As crianças também não escapam da tendência: uma em cada cinco pode ser considerada obesa. Segundo a responsável pela saúde da cidade, Linda I. Gibbs, o aumento da obesidade está diretamente ligado à pobreza. As pessoas com menos poder aquisitivo optam por alimentação industrializada e não priorizam a dieta saudável rica em frutas, verduras e legumes.

O incentivo a agricultura urbana é uma das 26 iniciativas previstas no Plano de Ação de Combate à Obesidade do prefeito, Michael Bloomberg, que inclui expandir alimentação de qualidade às escolas públicas e destaca entre seus objetivos:

- a redução da obesidade;
- a diminuição da desigualdade entre os bairros;
- a melhoria da saúde pública e
- a criação de estratégias para diminuir a perda de produtividade e o gasto com tratamentos de doenças.

Bloomberg já tomou outras medidas de impacto para tentar diminuir o consumo de refrigerantes, banir cigarros em parques públicos e encorajar o uso de bicicletas. Recentemente suas atenções estão voltadas para a implementação da compostagem em Nova York, na qual acredita. Especialistas garantem que o método é inviável na capital, devido à verticalidade e à superpopulação.

As experiências de cidades americanas como São Francisco e Seattle, que já utilizam o método para descartar resíduos de maneira sustentável, animam o prefeito. Experimentos recentes, realizados com 3,5 mil famílias em Westerleight, no distrito de Staten Island em Nova York, mostrou alto índice de adeptos. Por isso, a prefeitura está trabalhando na para ampliar a coleta de restos de comida, reduzindo, assim, cerca de 10% do desperdício ou 100 mil toneladas.

Inicialmente, a adesão deve ser voluntária, mas poderá se tornar obrigatória de acordo com o resultado, como acontece com a reciclagem de plástico, papel e metal: desde 1989, quem não participa paga multa.

Além de incentivar a fertilização natural do solo na cidade, a adoção dessa prática ajudará a incrementar a transformação dos resíduos orgânicos em biogás e, posteriormente, em energia elétrica. O que é muito bem vindo já que atualmente, Nova York gasta cerca de 100 milhões de dólares por ano para descartar resíduos residenciais, normalmente levados para terras em Ohio, Pensilvânia e Carolina do Sul.

Tomara que os projetos de Bloomberg tenham continuidade com seu sucessor: os experimentos terminam no final do ano, assim como seu mandato.

Fonte: New York Times

sábado, 10 de agosto de 2013

O Kumbayá



O Kumbayá surge como um incentivo ao não consumo de elementos químicos viciantes contidos nos cigarros industrializados e ao não financiamento às involutivas indústrias tabagistas multinacionais.



Os fumantes podem reduzir gradualmente o uso do tabaco consumindo uma composição natural e livre de químicas, diminuindo assim a quantidade de elementos viciantes a cada tragada. Além do prazer de fumar, a pouca quantidade de tabaco presente na mistura, (aproximadamente 20%) sacia a necessidade física e psicológica do fumante, e ao mesmo tempo causa muito menos dano à saúde que os cigarros e fumos convencionais.

Para aqueles que pretendem para de fumar, recomendamos um uso temporário do Kumbayá, para não se perder de vista o objetivo final da libertação do fumo. Para aqueles que fumam esporadicamente, recomendamos o uso moderado e consciente do Kumbayá. E para aqueles que já foram fumantes e não fumam mais, não recomendamos o uso do Kumbayá, para não correr o risco de vivenciar novamente o "prazer" de fumar e voltar sem querer ao antigo vício.

Além de estar presente em pouca quantidade, o tabaco utilizado na mistura é natural e orgânico. Natural porque não possui nenhum aditivo ou banho químico em seu processamento, ou seja, a nicotina e o alcatrão presentes no tabaco, são naturais da própria planta, em muito menos quantidade que os cigarros e tabacos banhados em aditivos químicos. E Orgânico porque seu cultivo é realizado sem agrotóxicos nem fertilizantes químicos.

O Kumbayá também surge para lembrar que o fumante consciente não precisa nem deve compactuar nem financiar a mórbida indústria tabagista, que tanto danifica a saúde das pessoas e da sociedade como um todo. Incentivamos plenamente a libertação total de qualquer vício ou dependência.

Produto 100% Natural e Artesanal
Pacote com aproximadamente 15g.
Por: Morada da Floresta

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Chlorella


Chlorella foi a primeira forma de vida com um núcleo verdadeiro. Em condições com muita luz solar e em água doce fresca se reproduz por divisão celular à razão de quatro novas células a cada 17/24 horas.
Em ou perto dos corpos de água em nosso planeta, existem 25.000 espécies de algas que são plantas elementares sem raízes, caule e folhas. Elas, habitualmente, possuem clorofila, sendo as algas verdes os organismos mais simples. Quando possuem clorofila, como as plantas, as algas convertem elementos químicos inorgânicos em matéria orgânica usando a luz solar. Elas formam a primeira ligação na série de organismos que caracterizam a base da cadeia alimentar. A primeira Chlorella foi identificada por volta de 1900. Elas existem na terra desde o período Pré-Cambriano, há mais de 2.5 bilhões de anos. Entretanto, até 1890 suas células não tinham sido identificadas por olhos humanos sob um microscópio. Elas cresceram de forma natural, primeiramente, na Holanda, no final de 1800.
No início de 1900, compreendendo que a Chlorella consiste em 60% de proteínas e multiplica-se muito depressa, cientistas de várias nações, especialmente da Alemanha, começaram a se interessar pela idéia de utilizar a Chlorella como alimento. Embora a pesquisa tenha sido interrompida pelas duas guerras mundiais na Europa, o entusiasmo pela Chlorella continuou. Em 1948, um estudo piloto do Instituto de Pesquisa de Stanford sobre o crescimento da Chlorella foi bem sucedido. Porém, o estudo teve que parar devido a problemas financeiros. Em 1950, pesquisadores do Instituto Carnegie invadiram o estudo e perceberam que a Chlorella podia crescer em escala comercial e ser a solução para a fome no mundo.
O inicial interesse em Chlorella como uma fonte de alimento partiu, no período Pós-guerra, por parte do Japão que possuía um sério problema naquela época: deficiência em alimento. Em 1951, a Fundação Rockefeller e o governo japonês apoiaram os estudos do Dr. Hiroshi Tamiya no Instituto Biológico Tokugawa. Dr.Tamiya foi um pioneiro no desenvolvendo da tecnologia de crescimento da Chlorella em larga escala. Em 1957, a organização, chamada Japão Chlorella, fundou um Centro de pesquisa e a maior piscina de Chlorella do mundo foi construída. Então, outra organização, Japão Chlorella Associações, foi estabelecida com a assistência financeira governamental. O objetivo foi comercializar a Chlorella como um alimento. Mas, os planos foram adiados por dois anos porque outro alimento, o arroz, tinha ficado disponível em maior quantidade e a Chlorella não poderia competir devido ao seu maior custo. Outro motivo, pelo qual, a Chlorella não poderia ser comercializada como um alimento era sua baixa digestibilidade, que ainda deveria ser melhorada.
Melhorar a digestibilidade Chlorella foi o processo chave para seu sucesso atual. Embora, sua célula esteja naturalmente protegida por inúmeros nutrientes por 2.5 bilhões anos, foi provado ser esta compressão uma desvantagem para o consumo humano. O problema de digestibilidade foi resolvido em 1975 quando uma patente descobriu que a quebra de sua parede celular rendia uma digestibilidade de mais de 80%. No final de 1960, cientistas japoneses levantaram a possibilidade de ser a Chlorella saudável. Comprovou-se que ela contém uma surpreendente variedade de vitaminas, minerais e outros nutrientes. Adicionalmente, têm sido descobertos outros fatores importantes relacionados ao seu consumo.

A alga chlorella no microscópio.

Célula[editar]

A maioria das algas tem uma estrutura similar a de um vírus, sendo muito primitivas por não possuírem um núcleo. Já a Chlorella p. possui um núcleo, o que lhe confere muitas de suas "propriedades extras".
A célula da Chlorella p. é completa e bem definida. O núcleo é contido no envelope nuclear. Fora desse envelope estão a mitocôndria e o cloroplasto. Um grão de amido é visível no noroeste da célula (ver figura acima). A parede celular da Chlorella p., além de protegê-la, apresenta inúmeras moléculas de clorofila, tantas que a Chlorella p. é considerada o organismo conhecido com a maior concentração desses pigmentos em todo o planeta Terra.
Durante, aproximadamente, os primeiros bilhões de anos de existência da Terra, sua atmosfera era repleta de gases fatais como: amôniametano e dióxido de carbono. Então, tornou-se a função das plantas (inclusive da Chlorella sp) filtrar estes elementos fatais, possibilitando, eventualmente, dessa forma, o surgimento da fauna e da flora no ambiente terrestre.
Chlorella p. não é visível a olho nu, é esférica, mede somente, 2 a 10 micrômetros de diâmetro e não possui flagelo. Chlorella contém clorofila a e b em seu cloroplasto. Depende da fotossíntese para crescer e se reproduzir, requerendo somente dióxido de carbono, água, luz solar e certos minerais.
Chlorella p. resiste a águas contaminadas com mercúriocádmio ou chumbo graças as suas inúmeras proteínas. Um livro escrito sobre a indústria extrativa mineral, "Absorção de Metais Pesados", detalha como mineiros usam este organismo para aumentar o rendimento de minas de metais preciosos. Os mucopolissacarídeos presentes na parede celular da alga absorvem grandes quantidades de metais tóxicos.
Sua rápida taxa de reprodução é certamente inacreditável. Uma única Chlorella p. pode dividir-se e subdividir-se em quatro células diferentes a cada 16/24 horas. Se uma célula de Chlorella se reproduzisse livremente, em condições ideais, após 63 dias, haveria células suficientes para ocupar toda a superfície da Terra. Porém, a natureza limita essa taxa de crescimento: cada célula deChlorella p. requer uma quantidade substancial de luz solar para se reproduzir. Além disso, um grupo de Chlorella p. causa uma diminuição significativa no espaço disponível para reprodução, diminuindo, naturalmente, sua taxa de multiplicação.
Devido ao rápido crescimento da Chlorella p. e de sua abundância de nutrientes, ela oferece aos pesquisadores muitas oportunidades de estudo sobre suas várias e importantes propriedades.
Pode ser achada em endosimbiose com ciliados, crescendo como se estivesse em uma estufa. Nesta relação comensalista, a alga recebe alguns nutrientes essenciais e proteção. Já o ciliado, recebe proteínas e vitaminas, principalmente úteis quando há escassez de alimento no meio exterior.

Reprodução[editar]

Sob favoráveis condições de crescimento (forte luz solar, água pura e ar limpo) Chlorella p. multiplica-se a uma inacreditável taxa. O processo de reprodução se divide em três etapas: crescimento - maturação - divisão.
Durante a divisão, uma célula mãe se reproduz assexuadamente pela formação de 4, 8 ou raramente 16 auto-esporos (células filhas).
Este ciclo de reprodução completa-se em menos de 24 horas.
Até hoje, Chlorella p. nunca foi vista reproduzindo-se sexuadamente.

Propriedades[editar]


Chlorella p. é diferente e superior a muitas vitaminas comerciais; é um alimento completo, contendo um poderoso concentrado natural de nutrientes. Os nutrientes contidos em Chlorella p. incluem proteínas, minerais, aminoácidos, enzimas polissacarídeos, fibras, vitaminas e clorofila.
A clorofila e seus derivados estimulam a formação de glóbulos vermelhos, afetam a nutrição e influenciam o metabolismo e a respiração.
As vitaminas são cobertas por aminoácidos e, conseguinte, o corpo as assimila mais rapidamente.
Possui 18 aminoácidos, incluindo os oito aminoácidos essenciais.
Dentre as enzimas, existem importantes enzimas digestivas, freqüentemente utilizadas em tratamentos de câncer.
Alguns dos polissacarídeos são: galactose, xilose, ramnose e arabinose, que foram descobertos como cruciais para melhorar o sistema imunológico, a capacidade das células de se comunicarem e na identificação de corpos estranhos pelos linfócitos.
O índice de DNA é de 3 % de seu volume total e o índice de RNA varia de 0.2 a 0.3 %.
É rica em ácidos nucléicos - bons para o crescimento e antienvelhecimento (estudos concluíram originalmente que as sardinhas tinham a maior concentração de ácidos nucléicos, mas a Chlorella p. possui dez vezes mais ácidos nucléicos que a sardinha).
A Chlorella p. tem dez vezes mais beta-caroteno que as cenouras e é rica em vitaminas do complexo B, mas, particularmente, rica em vitamina B-12 e por isso, é excelente para vegetarianos.
Para além de seu benefício como alimento, existem numerosos estudos, a maioria por parte do Japão (e.g. Sarkar 1994 ou Hayatsu 1993 ou Konishi 1990), que demonstram ser a Chlorella p. um forte impulsionador do sistema imune. Sem quaisquer surpresas vários estudos mostram que ela combate a várias infecções (e.g. Konishi).
Também, mostrou-se na pesquisa japonesa, que essa alga promove o crescimento nas crianças e fortalece seus tecidos por conter o Fator Chlorella de Crescimento (FCC).
Desde que é conhecido que a Chorella p. incrementa o conteúdo das células brancas do corpo, ela pode revelar-se como uma ajuda durante e após a quimioterapia.
A Chlorella p., particularmente, aumenta a produção de macrófagos e de linfócitos T.
Depois de uma pesquisa feita por Waladkhani e Clemens em 1990 (sobre os efeitos de fitoquímicos dietéticos no desenvolvimento do câncer) tem aumentado o interesse nos benefícios da clorofila em geral no processo de combate ao câncer de colo e de mama. A Chlorella p. é particularmente um bom agente desintoxicante; pode ajudar na desintoxicação de metais pesados, como por exemplo, o mercúrio e na desintoxicação de pesticidas.
Esta primeira forma de existência na Terra também ajudou em seu balanceamento ácido/alcalino.
Finalmente, existe alguma indicação que ela aumenta a multiplicação de lactobacilos, ajudando na digestão e é utilizada como agente oxigenante do sangue, onde tem possibilidades interessantes contra células cancerígenas, que normalmente expandem-se a menos que exista um bom oxigenamento.
Por ter tantas propriedades importantes, não é de se admirar seu uso como suplemento alimentar pelos astronautas da NASA em suas viagens espaciais.

Probióticos, Prebióticos e Simbióticos...qual a diferença?



Saiba o que significa cada um desses termos, inclua esses alimentos em sua alimentação e tenha uma vida saudável.



O termo probiótico deriva do grego significando “pró-vida”, em contraposição a antibiótico (“contra a vida”). De acordo com a definição proposta pela FAO/WHO, são micro-organismos vivos que administrados em quantidades adequadas, conferem efeito benéfico à saúde do hospedeiro. Em outras palavras, em quantidades adequadas, eles auxiliam o funcionamento do intestino e aumentam a nossa resposta imunológica, nos protegendo de bactérias que possam fazer mal.

Os probióticos são muito usados em iogurtes e leites fermentados e os mais conhecidos são os chamados lactobacilos.

Já os prebióticos são definidos como alimentos não digeríveis (fibras e amido resistente) pelo hospedeiro e que possuem um efeito bifidogênico (instensificam o crescimento de bactérias bifidogênicas – aquelas que estimulam o equilíbrio do sistema imunológico pelo fato de "controlarem, combaterem" as bactérias patogênicas presentes na flora intestinal). Além de melhorar o funcionamento do intestino e diminuir os riscos de infecções, os prebióticos também podem reduzir a absorção de gorduras no intestino e, consequentemente, o colesterol total.

Fonte: Cereais integrais como aveia, centeio, cevada, farelo de trigo, leguminosas como soja, feijão, ervilha, hortaliças com talos e frutas com casca.


 E, os simbióticos são os que consumidos concomitante se beneficiam, a interação é benéfica aos dois ou mais elementos.
 Exemplos: pra absorver bem o ferro do feijão, consumir laranja ou limão na mesma refeição; as vitaminas A,D e E precisam de gorduras, são lipo-solúveis, e sol também, para serem absorvidas pelo organismo.

por: Camila Gomes- nutróloga

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Receitas de suco para lanche e desejum- refeição líquida e desintoxicante

Receitas de suco verde: descubra os benefícios, crie e se inspire com essas aí , testadas e aprovadas na alimentação funcional !


Boas opções para lanches e desejuns, boas fontes de minerais, aminoácidos e sabores, cores...
Cinco receitas de suco verde: descubra os benefícios
Se você deseja eliminar a prisão de ventre, melhorar a digestão, combater o envelhecimento precoce e de quebra perder peso, o suco verde é ótimo para o seu caso. Esses sucos são ricos em vitaminas, nutrientes e minerais: aminoácidos, oligoelementos, fitoquímicos e principalmente enzimas. Alguns deles possuem ação antioxidante que melhora a qualidade sanguínea e ajustam o metabolismo, proporcionando uma sensação de bem-estar.


A alface é outro alimento benéfico que combate a irritação e um ótimo calmante, produzido pela substância lactucina. Várias receitas de sucos verdes, refeições líquidas para desejum ou lanche da tarde.

SUCO A BASE DE COUVE
Rico em vitaminas, o suco de couve ajuda a combater as seguintes doenças: depressão, úlceras e até elimina as substâncias cancerígenas. Auxilia no bom funcionamento do intestino. Além disso, a couve é anti-inflamatória e cicatrizante.

Receita
2 folhas de couve
1 rama de couve-flor
4 cenouras
1 maçã pequena (pode ser feito com outras frutas)
1 copo de suco de laranja
Bata no liquidificador.
Calorias: 40 calorias por copo 

SUCO COM GENGIBRE
Aumenta o metabolismo facilitando na perda de peso.

Receita
2 xícaras de folhas verde escuras, preferencia por couve ou espinafre
2 copos de pepino cortado
1 cabeça de aipo
1 colher (chá) de gengibre
1 porção de salsa
2 maçãs cortadas
Suco de 1 limão
Bata no liquidificador e adoce com rapadura 
Calorias: 25 calorias por copo 

SUCO DE SALSINHA, CENOURA E FRUTAS
Possui efeito diurético e desintoxicante. O ideal é consumi-lo no período da manhã: dá energia e limpa o organismo.

Receita
2 fatias grossas de melancia
1 maço pequeno de salsinha
2 maçãs
2 talos de salsão com as folhas
3 talos de erva-doce (ou funcho)
1 cenoura
2 laranjas
2 folhas de qualquer folha verde escura
1 pepino inteiro
1 pera
1 punhado de brotos de alfafa
3 ameixas pretas
Bata no liquidificador e tome
Calorias: 60 calorias por copo

SUCO REGULADOR
Ideal para mulheres grávidas ou que já estejam amamentando. Ajuda na produção de leite.

Receita
1 cenoura
1 maçã descascada
2 talos de salsão
Ramos de hortelã
Suco de 1 limão
1/2 copo de água mineral
Bata no liquidificador e adoce com rapadura se precisar.
Calorias: 45 calorias por copo

SUCO REJUVENESCEDOR
É antioxidante. Promove o rejuvenescimento, garantindo uma pele mais saudável.

Receita
1/2 xícara de manga cortada em cubos (pode ser mamão ou caqui)
1 cenoura cortada em rodelas
1/2 maço de hortelã
Suco de limão 1 ou mais
Bata no liquidificador
Calorias: 50 calorias por copo

Todos os sucos são batidos no liquidificador, podem ser coados ou não, se você tiver que adicionar fibras por estimular o funcionamento dos intestinos, caso contrário se pode ser coado em peneira grossa.. Também podem ser passados na centrífuga.



Suco de Água de Coco, Abacaxi, Hortelã e Gengibre: vegano, hidratante, desintoxicante e refrescante !

Torta de abóbora

Receita de torta de abóbora! 



Ingredientes para a massa:

1 xícara farinha de trigo
75 g manteiga sem sal, gelada
2 colheres de sopa de açúcar
½ colher de chá de canela
2 colheres de sopa água (ou outro liquido - rum, vinho, leite, etc..)
pitada de sal

Ingredientes para o recheio:

3 ovos
1/3 xícara de açúcar refinado
1/3 xícara de açúcar mascavo
1 colher de sopa rum
2 xícaras de purê de abóbora
1 colher de chá canela
½ colher de chá de pimenta Jamaica em grão
3 vagens cardamomo verde
raspas de noz moscada
200g creme de leite (uma caixinha)

Como fazer:

Esquente o forno médio. Num processador, junte a farinha, manteiga, canela, açúcar e sal. Bata até fazer um farelo. Adicione a água aos poucos fazendo somente pulsos com o processador. Continue pulsando até a massa formar uma bola. Retire a massa. Deixe descansar na geladeira 30 minutos. Retire a massa da geladeira. Abra a massa. Coloque a massa numa forma de torta redonda. Forme a borda da torta. Forre a massa com papel manteiga. Coloque pesos para assar massa (eu uso 1 xicara de feijão seco). Asse a massa 10 minutos. Retire do forno e deixe esfriar enquanto fazer o recheio.
Numa vasilha grande junte os ovos, os açúcares, o rum, a abóbora e a canela. Num pilão, moa pimenta Jamaica e as sementes dentro das vagens de cardamomo. Não precisa moer muito fino. Adicione os temperos a misture a abóbora. Raspa noz moscada dentro da mistura. Misture bem. Adicione o creme de leite. Misture até ficar uniforme. Despeje o recheio na forma de torta. Asse a torta num forno alto por 15 minutos. Depois asse num forno médio-baixo mais 35-45 minutos, ou até o recheio ficar firme. Pode usar um palito para testar o recheio. Enfie o palito no meio da torta. Se sair limpo, a torta está pronta. Deixe esfriar 20 minutos antes de servir.
(fonte: daminhacozinha)

domingo, 4 de agosto de 2013

AS PROFECIAS DE CHICO XAVIER


AS PROFECIAS DE CHICO XAVIER




O jornal Folha Espírita de maio de 2011 traz uma revelação feita em 1986, pelo médium Francisco Cândido Xavier sobre o futuro reservado ao planeta Terra e a todos os seus habitantes nos próximos anos. A revelação foi feita a Geraldo Lemos Neto, fundador da Casa de Chico Xavier de Pedro Leopoldo (MG) e da Vinha de Luz Editora, mas somente agora ele resolveu falar.

O "engraçado" é que eu no começo da leitura não botei muita fé nessa "profecia", mas enquanto lia fui ficando muito sério. Isso porque as partes que marquei em negrito batem EXATAMENTE com o que Oráculo havia nos falado nas últimas décadas. Muito do que ela falou eu compartilhei em posts e comentários no blog antigo (os comentário se perderam para sempre, mas algumas pessoas ainda lembram de eu falar sobre a vinda de refugiados vindo para o Brasil, não é mesmo?). Os posts ainda estão por aí, ou ainda serão publicados (um deles, de 2004, foi publicado agora, que fala de futuros equipamentos pra se comunicar com o mundo dos mortos). E muito do que ela dizia já era pra ter acontecido, por volta do fim do milênio e começo da década, mas não aconteceu por motivos que nem ela sabia.

Este é um resumo dos pontos interessantes do texto. A íntegra pode ser lida no exemplar nº 439, ano XXXV, de maio de 2011 do jornal Folha Espírita:

"Há muito tempo carrego este fardo comigo e sempre me preocupei no sentido de que Chico Xavier não me falaria tudo o que relato nesta edição da Folha Espírita à toa, senão com uma finalidade específica. Na ocasião da conversa que descrevo nas páginas seguintes, senti que mi'nha mente estava recebendo um tratamento mnemônico diferente para que não viesse a esquecer aquelas palavras proféticas, e que, em momento oportuno do futuro, eu seria chamado a testemunhá-las.

Tive a felicidade de conviver na intimidade com Chico Xavier, dialogando com ele vezes sem conta, madrugada a dentro, sobre variados assuntos de nossos interesses comuns, notadamente sobre esclarecimentos palpitantes acerca da Doutrina dos Espíritos e do Evangelho de Jesus. Um desses temas foi em relação ao Apocalipse, do Novo Testamento. Desde então, em nossos colóquios, Chico Xavier tinha sempre uma ou outra palavra esclarecedora sobre o assunto, pontuando esse ou aquele versículo e fazendo-me compreender, aos poucos, o momento de transição pelo qual passa o nosso orbe planetário, a caminho da regeneração."

Numa dessas conversas, lembrando o livro Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, escrito pelo espírito Humberto de Campos, Lemos Neto externou ao Chico sua dúvida quanto ao título do livro, uma vez que ainda naquela ocasião, em meados da década de 80, o Brasil vivia às voltas com a hiperinflação, a miséria, a fome, as grandes disparidades sociais, o descontrole político e econômico, sem falar nos escândalos de corrupção e no atraso cultural.

"Lembro-me, como hoje, a expressão surpresa do Chico me respondendo: 'Ora, Geraldinho, você está querendo privilégios para a Pátria do Evangelho, quando o fundador do Evangelho, que é Nosso Senhor Jesus Cristo, viveu na pobreza, cercado de doentes e necessitados de toda ordem, experimentou toda a sorte de vicissitudes e perseguições para ser supliciado quase abandonado pelos seus amigos mais próximos e morrer crucificado entre dois ladrões? Não nos esqueçamos de que o fundador do Evangelho atravessou toda sorte de provações, padeceu o martírio da cruz, mas depois ele largou a cruz e ressuscitou para a Vida Imortal! Isso deve servir de roteiro para a Pátria do Evangelho. Um dia haveremos de ressuscitar das cinzas de nosso próprio sacrifício para demonstrar ao mundo inteiro a imortalidade gloriosa!'

Na seqüência da nossa conversa, perguntei ao Chico o que ele queria exatamente dizer a respeito do sacrifício do Brasil. Estaria ele a prever o futuro de nossa nação e do mundo? Chico pensou um pouco, como se estivesse vislumbrando cenas distantes e, depois de algum tempo, retornou para dizer-nos: 'Você se lembra, Geraldinho, do livro de Emmanuel A Caminho da Luz? Nas páginas finais da narrativa, no cap. XXIV, cujo título é O Espiritismo e as Grandes Transições, nele Emmanuel afirmara que os espíritos abnegados e esclarecidos falavam de uma nova reunião da comunidade das potências angélicas do Sistema Solar, da qual é Jesus um dos membros divinos, e que a sociedade celeste se reuniria pela terceira vez na atmosfera terrestre, desde que o Cristo recebeu a sagrada missão de redimir a nossa humanidade, para, enfim, decidir novamente sobre os destinos do nosso mundo.

Pois então, Emmanuel escreveu isso nos idos de 1938 e estou informado que essa reunião de fato já ocorreu. Ela se deu quando o homem finalmente ingressou na comunidade planetária, deixando o solo do mundo terrestre para pisar pela primeira vez o solo lunar. O homem, por seu próprio esforço, conquistou o direito e a possibilidade de viajar até a Lua, fato que se materializou em 20 de julho de 1969. Naquela ocasião, o Governador Espiritual da Terra, que é Nosso Senhor Jesus Cristo, ouvindo o apelo de outros seres angelicais de nosso Sistema Solar, convocara uma reunião destinada a deliberar sobre o futuro de nosso planeta. O que posso lhe dizer, Geraldinho, é que depois de muitos diálogos e debates entre eles foram dadas diversas sugestões e, ao final do celeste conclave, a bondade de Jesus decidiu conceder uma última chance à comunidade terráquea, uma última moratória para a atual civilização no planeta Terra. Todas as injunções cármicas previstas para acontecerem ao final do século XX foram então suspensas, pela Misericórdia dos Céus, para que o nosso mundo tivesse uma última chance de progresso moral.

O curioso é que nós vamos reconhecer nos Evangelhos e no Apocalipse exatamente este período atual, em que estamos vivendo, como a undécima hora ou a hora derradeira, ou mesmo a chamada última hora.'

Perguntei-lhe sobre qual fora então as deliberações de Jesus, e ele me respondeu: 'Nosso Senhor deliberou conceder uma moratória de 50 anos à sociedade terrena, a iniciar-se em 20 de julho de 1969, e, portanto, a findar-se em julho de 2019. Ordenou Jesus, então, que seus emissários celestes se empenhassem mais diretamente na manutenção da paz entre os povos e as nações terrestres, com a finalidade de colaborar para que nós ingressássemos mais rapidamente na comunidade planetária do Sistema Solar, como um mundo mais regenerado, ao final desse período. Algumas potências angélicas de outros orbes de nosso Sistema Solar recearam a dilação do prazo extra, e foi então que Jesus, em sua sabedoria, resolveu estabelecer uma condição para os homens e as nações da vanguarda terrestre. Segundo a imposição do Cristo, as nações mais desenvolvidas e responsáveis da Terra deveriam aprender a se suportarem umas às outras, respeitando as diferenças entre si, abstendo-se de se lançarem a uma guerra de extermínio nuclear. A face da Terra deveria evitar a todo custo a chamada III Guerra Mundial. Segundo a deliberação do Cristo, se e somente se as nações terrenas, durante este período de 50 anos, aprendessem a arte do bom convívio e da fraternidade, evitando uma guerra de destruição nuclear, o mundo terrestre estaria enfim admitido na comunidade planetária do Sistema Solar como um mundo em regeneração. Nenhum de nós pode prever, Geraldinho, os avanços que se darão a partir dessa data de julho de 2019, se apenas soubermos defender a paz entre nossas nações mais desenvolvidas e cultas!'

Perguntei, então, ao Chico a que avanços ele se referia e ele me respondeu: 'Nós alcançaremos a solução para todos os problemas de ordem social, como a solução para a pobreza e a fome, que estarão extintas; teremos a descoberta da cura de todas as doenças do corpo físico pela manipulação genética nos avanços da Medicina; o homem terrestre terá amplo e total acesso à informação e à cultura, que se fará mais generalizada; também os nossos irmãos de outros planetas mais evoluídos terão a permissão expressa de Jesus para se nos apresentarem abertamente, colaborando conosco e oferecendo-nos tecnologias novas, até então inimagináveis ao nosso atual estágio de desenvolvimento científico; haveremos de fabricar aparelhos que nos facilitarão o contato com as esferas desencarnadas, possibilitando a nossa saudosa conversa com os entes queridos que já partiram para o além-túmulo; enfim estaríamos diante de um mundo novo, uma nova Terra, uma gloriosa fase de espiritualização e beleza para os destinos de nosso planeta.'

Foi então que, fazendo as vezes de advogado do diabo, perguntei a ele: Chico, até agora você tem me falado apenas da melhor hipótese, que é esta em que a humanidade terrestre permaneceria em paz até o fim daquele período de 50 anos. Mas, e se acontecer o caso das nações terrestres se lançarem a uma guerra nuclear? 'Ah! Geraldinho, caso a humanidade encarnada decida seguir o infeliz caminho da III Guerra mundial, uma guerra nuclear de conseqüências imprevisíveis e desastrosas, aí então a própria mãe Terra, sob os auspícios da Vida Maior, reagirá com violência imprevista pelos nossos homens de ciência. O homem começaria a III Guerra, mas quem iria terminá-la seriam as forças telúricas da natureza, da própria Terra cansada dos desmandos humanos, e seríamos defrontados então com terremotos gigantescos; maremotos e ondas (tsunamis) conseqüentes; veríamos a explosão de vulcões há muito extintos; enfrentaríamos degelos arrasadores que avassalariam os pólos do globo com trágicos resultados para as zonas costeiras, devido à elevação dos mares; e, neste caso, as cinzas vulcânicas associadas às irradiações nucleares nefastas acabariam por tornar totalmente inabitável todo o Hemisfério Norte de nosso globo terrestre.'

Mas, o que aconteceria especificamente com o Brasil?

Segundo o médium, 'em todas as duas situações o Brasil cumprirá o seu papel no grande processo de espiritualização planetária. Na melhor das hipóteses, nossa nação crescerá em importância sociocultural, política e econômica perante a comunidade das nações. Não só seremos o celeiro alimentício e de matérias-primas para o mundo, como também a grande fonte energética, com o descobrimento de enormes reservas petrolíferas que farão da Petrobrás uma das maiores empresas do mundo. O Brasil crescerá a passos largos e ocupará importante papel no cenário global, isso terá como conseqüência a elevação da cultura brasileira ao cenário internacional e, a reboque, os livros do Espiritismo Cristão, que aqui tiveram solo fértil no seu desenvolvimento, atingirão o interesse das outras nações também. Agora, caso ocorra a pior hipótese, com o Hemisfério Norte do planeta tornando-se inabitável, grandes fluxos migratórios se formariam então para o Hemisfério Sul, onde se situa o Brasil, que então seria chamado mais diretamente a desempenhar o seu papel de Pátria do Evangelho, exemplificando o amor e a renúncia, o perdão e a compreensão espiritual perante os povos migrantes.

A Nova Era da Terra, neste caso, demoraria mais tempo para chegar com todo seu esplendor de conquistas científicas e morais, porque seria necessário mais um longo período de reconstrução de nossas nações e sociedades, forçadas a se reorganizarem em seus fundamentos mais básicos.'

Segundo Chico me revelou, o que restasse da ONU acabaria por decidir a invasão das nações do Hemisfério Sul, incluindo-se aí obviamente o Brasil e o restante da América do Sul, a Austrália e o sul da África, a fim de que nossas nações fossem ocupadas militarmente e divididas entre os sobreviventes do holocausto no Hemisfério Norte. Aí é que nós, brasileiros, iríamos ser chamados a exemplificar a verdadeira fraternidade cristã, entendendo que nossos irmãos do Norte, embora invasores a "mano militare", não deixariam de estar sobrecarregados e aflitos com as conseqüências nefastas da guerra e das hecatombes telúricas, e, portanto, ainda assim, devendo ser considerados nossos irmãos do caminho, necessitados de apoio e arrimo, compreensão e amor.

Neste ponto da conversa, Chico fez uma pausa na narrativa e completou: 'Nosso Brasil como o conhecemos hoje será então desfigurado e dividido em quatro nações distintas. Somente uma quarta parte de nosso território permanecerá conosco e aos brasileiros restarão apenas os Estados do Sudeste, somados a Goiás e ao Distrito Federal. Os norte-americanos, canadenses e mexicanos ocuparão os Estados da Região Norte do País, em sintonia com a Colômbia e a Venezuela. Os europeus virão ocupar os Estados da Região Sul do Brasil unindo-os ao Uruguai, à Argentina e ao Chile. Os asiáticos, notadamente chineses, japoneses e coreanos, virão ocupar o nosso Centro-Oeste, em conexão com o Paraguai, a Bolívia e o Peru. E, por fim, os Estados do Nordeste brasileiro serão ocupados pelos russos e povos eslavos. Nós não podemos nos esquecer de que todo esse intrincado processo tem a sua ascendência espiritual e somos forçados a reconhecer que temos muito que aprender com os povos invasores. Vejamos, por exemplo: os norte-americanos podem nos ensinar o respeito às leis, o amor ao direito, à ciência e ao trabalho. Os europeus, de uma forma geral, poderão nos trazer o amor à filosofia, à música erudita, à educação, à história e à cultura. Os asiáticos poderão incorporar à nossa gente suas mais altas noções de respeito ao dever, à disciplina, à honra, aos anciãos e às tradições milenares. E, então, por fim, nós brasileiros, ofertaremos a eles, nossos irmãos na carne, os mais altos valores de espiritualidade que, mercê de Deus, entesouramos no coração fraterno e amigo de nossa gente simples e humilde, essa gente boa que reencarnou na grande nação brasileira para dar cumprimento aos desígnios de Deus e demonstrar a todos os povos do planeta a fé na Vida Superior, testemunhando a continuidade da vida além-túmulo e o exercício sereno e nobre da mediunidade com Jesus.'

Segundo Chico Xavier, o Brasil nã
o terá privilégios e sofrerá também os efeitos de terremotos e tsunamis, notadamente nas zonas costeiras. Acontece que, de acordo com o médium, o impacto por aqui será bem menor se comparado com o que sobrevirá no Hemisfério Norte do planeta.

Outra decisão dos benfeitores espirituais da Vida Maior foi a que determinou que, após o alvorecer do ano 2000 da Era Cristã, os espíritos empedernidos no mal e na ignorância não mais receberiam a permissão para reencarnar na face da Terra. Reencarnar aqui, a partir dessa data, equivaleria a um valioso prêmio justo, destinado apenas aos espíritos mais fortes e preparados, que souberam amealhar, no transcurso de múltiplas reencarnações, conquistas espirituais relevantes como a mansidão, a brandura, o amor à paz e à concórdia fraternal entre povos e nações. Insere-se dentro dessa programação de ordem superior a própria reencarnação do mentor espiritual de Chico Xavier, o espírito Emmanuel, que, de fato, veio a renascer, segundo Chico informou a variados amigos mais próximos, exatamente no ano 2000. Todos os demais espíritos, recalcitrantes no mal, seriam então, a partir de 2000, encaminhados forçosamente à reencarnação em mundos mais atrasados, de expiações e de provas aspérrimas, ou mesmo em mundos primitivos, vivenciando ainda o estágio do homem das cavernas, para poderem purgar os seus desmandos e a sua insubmissão aos desígnios superiores. Chico Xavier tinha conhecimento desses mundos para onde os espíritos renitentes estariam sendo degredados. Segundo ele, o maior desses planetas se chamaria Kírom ou Quírom.

O próprio Emmanuel, através de Chico Xavier, respondendo a uma entrevista já publicada em livro nos diz que as profecias são reveladas aos homens para não serem cumpridas. São na realidade um grande aviso espiritual para que nos melhoremos e afastemos de nós a hipótese do pior caminho.



quinta-feira, 1 de agosto de 2013

MERKABA

Alignement Merkaba individuelle avec la Merkaba collective Multiverselle depuis le Coeur UN ,le Coeur ascensionnel et la Spirale de la Vie Une .
Libération dans la Joie au delà des lourdeurs et douleurs passagère de ce monde ,de ce petit moi , de ce petit corps .

Namaste chers Amis de la Source en vadrouille


Quais as melhores fontes de Magnésio? Será que ainda conseguimos retirar Magnésio dos alimentos que consumimos no nosso dia-a-dia?


Fontes de Magnésio:

  •  Frutas: Abacate, banana e uva.
  •  Verdurasbeterraba, quiabo, batata, espinafre e couve.
  •  Grãos e derivados: Granola, aveia, farelo de milho e gérmen de trigo, grão de bico.
  •  Nozes e Sementes: Girassol, gergelim, amendoim, castanha.
  •  Agua do Mar
  •  Outros alimentossoja, peixes, pão.


Magnésio no Organismo

O magnésio é absolutamente essencial à vida pois é necessário para os principais processos biológicos. É importante também para a estabilidade elétrica das células, manutenção da integridade da membrana, contração muscular, condução nervosa e controle do tônus vascular.

Magnésio nos alimentos

O Magnésio está amplamente distribuído nos alimentos, está para a Clorofila assim como o ferro está para a hemoglobina que compõem os nossos glóbulos vermelhos. Seu maior teor é encontrado nos grãos integrais, nas folhas verdes e na banana. Mas, devido a todos os processos pelos quais os alimentos passam (desde os adubos que são utilizados, até aos tratamentos que levam, passando pelo armazenamento e transporte dos mesmos), muitos dos seus benefícios são retirados, e um deles prende-se com a quantidade ou até ausência de Magnésio.

Carência de Magnésio

Há um déficit nutricional em todo o mundo devido o processamento dos alimentos, os grãos processados perdem mais de 80% do magnésio (com a remoção do gérmen e das camadas externas dos grãos). O Leite de vaca é pobre em Magnésio e riquíssimo em cálcio. Mas o Cálcio sem o Magnésio pode ser prejudicial ao nosso organismo.
O sal é dos alimentos mais ricos em Magnésio, mas uma vez refinado, todo o seu beneficio é retirado.
Então o bom Deus esqueceu do magnésio nos alimentos? Não! Ele entregou o domínio da natureza perfeita ao homem racional. (…) O industrial visa a lucros e refina, retira o “sujinho” dos grãos de arroz e do trigo, o melaço escuro do açúcar. Do sal marinho, rejeita o magnésio, que umedece, o iodo, e mais 20 sais salubérrimos. Gaba-se do “progresso”, dos “alimentos brancos”… Desses 4 alimentos básicos, os mais consumidos no mundo, vende a bom preço esses “restinhos sujos” ao gado, para a sua saúde. Logo, sabe o que faz! No entanto, reserva para si o restante “bagaço branco” e, doente, corre à farmácia, pagando o cêntuplo por drogas ineficazes. Assim, o homem “fatura” nada menos que 50% das mortes por câncer…
O que fazer?
Compre a farinha de trigo cinzenta e não a branca, que é puro bagaço, e junte ainda farelo de arroz ou trigo.
Arroz, só descasque e não tire o farelo dourado, os sais da saúde.
Do açúcar, apenas evapore a água, pois o açúcar amarelo faz a saúde dos nordestinos e a nossa.
O sal saudável é o que se dá ao gado. Afine-o com uma garrafa sobre a mesa. Tem uns 10 minerais – é ótimo!
Padre Beno Schor


Sintomas da deficiência em Magnésio

Sintomas da deficiência em Magnésio
Nomeamos aqui os sinais e sintomas da deficiência em Magnésio. Este mineral essencial é necessários para a manutenção de uma excelente saúde e para diminuir o risco de infarto do miocárdio e vários tipos de cancro.
Magnésio faz parte da matéria prima que as nossas células utilizam para fabricar energia, hormonas, anticorpos etc.
1- Geral
a – Retenção de água
b – Mudança rápida de peso
c – Pés e mãos frios
2- Humor
a – Ansiedade / Apreensão
b – Irritabilidade
c – Inquietação / Impaciência
d – Nervosismo
e – Agitação / Hiper atividade
3- S. N. C.
a – Confusão mental
b – Desorientação
c – Ouço ou vejo coisas que não tenho certeza se realmente existem
d – Insônia
e – Incoordenação / Desequilíbrio
f – Diminuição da memória
g – Dificuldade do aprendizado
h – Convulsões
i – Respostas exageradas com sobressalto / susto / espanto
4- Neuro – Muscular
a – Fraqueza muscular
b – Dificuldade de falar, de articular as palavras
c – Câimbra a qualquer hora
d – Dores musculares (mialgia)
e – Formigamento / Adormecimento: mãos ou pés
f – Contrações musculares persistentes e contínuas
g – Tremores nos músculos
h – Tremores dos braços e pernas
i – Dificuldade em fazer movimentos delicados
j – Faço ás vezes movimentos sem querer, sem o domínio da vontade
5- Ouvido
a – Zumbido / zunido / chiado / tinido é contínuo, ininterrupto
b – Vertigem / Tontura
6- Gastro – Intestinal
a – Falta de apetite
b – Náuseas / enjôo
c – Vômitos
7- Intestino
a – Tenho tendência a intestino preso / ressecado e ele não funciona todos o
b – A minha eliminação de fezes é feita com esforço e ou dificuldade
8- Cardio – Pulmonar
a – Ás vezes os batimentos do coração ficam fora do ritmo, sinto bater b b – desc Ás vezes eu sinto: Palpitação / Batedeira / Taquicardia
9- Rins
a – Perco urina na cama, dormindo, sem perceber

Se você está apresentando alguns destes sintomas, provavelmente está com deficiência em magnésio.

Hipomagnesemia

Deficiência de Magnésio no Organismo

Hipomagnesemia


(magnésio inferior a 1,4mEq/I)
A determinação sérica do magnésio não se correlaciona com a reserva corporal total do elemento, podendo ocorrer hipomagnesemia, quando o conteúdo celular do cátion é normal, ou depleção celular sem a queda dos valores séricos. Se o quadro clínico for sugestivo do distúrbio e o valor do magnésio no soro normal, necessitamos da medida do conteúdo eritrocitário e a excreção urinária de 24h do elemento.
As causas e os mecanismos de produção da hipomagnesemia são mostrados no Quadro 3.
Na cetoacidose diabética, grandes quantidades de magnésio são perdidas na urina na fase de poliúria e acidose. A concentração do Mg ++ segue habitualmente o mesmo padrão do K +: encontra-se usualmente elevada antes do tratamento (pode chegar a 9,3 mEq/I) e cai rapidamente durante a insulino-terapia e hidratação (pode chegar a níveis de até 0,5mEq/I).
No alcoolismo é frequente o aparecimento de hipomagnesemia, na presença ou ausência de cirrose ou delirium tremens. O álcool favorece a excreção renal de magnésio, são frequentes as perdas gastrintestinais por vômitos e diarréia e alguns alcoólatras apresentam perda renal e intestinal do elemento pelo hiperaldosteronismo secundário (cirrose).
Quando um paciente toma diuréticos, costumamos prescrever suplementos de K +, porém nos esquecemos do Mg ++. Muitas arritmias induzidas pelo digitálico e com K + sérico normal são provocadas pelo déficit de Mg ++.
No hiperparatireoidismo e na moléstia osteolítica maligna, encontramos a associação de hipercalcemia e hipomagnesemia. Alguns destes pacientes apresentam reflexos hiperativos, tremores e convulsões, que são abolidas com a administração do sulfato de magnésio.
Manifestações clínicas. A sintomatologia costuma aparecer com concentrações séricas inferiores a 1mEq/I, porém muitos pacientes são assintomáticos mesmo nesses níveis tão baixos.
A hipomagnesemia leva à hiperexcitabilidade neuromuscular, às vezes acompanhada de distúrbios do comportamento. Digno de nota é o aparecimento de tetania clinicamente impossível de distinguir daquela causada pela hipocalcemia, exceto que ela somente reverte ao normal com a administração de magnésio. É também frequente o aparecimento de convulsões generalizadas ou focais, ataxia, vertigem, fraqueza muscular, tremores, depressão, irritabilidade e comportamento psicótico. Todos esses distúrbios são revertidos com a administração do elemento em falta. Os sinais e sintomas dahipomagnesemia são mostrados no Quadro 4.
A depleção de magnésio aumenta a perda renal de potássio, a enzima Na++-K+ -ATPase, a qual depende do magnésio, é inibida pelos digitálicos e a depleção de magnésio aumenta a concentração de digoxina no miocárdio. Assim, a hipomagnesemia e os digitálicos possuem efeitos aditivos, provocando a perda de potássio do músculo cardíaco e, como resultado, ela pode precipitar arritmias cardíacas, particularmente nos indivíduos digitalizados. Essas arritmias caracterizam-se pela refratariedade parcial ou total ao tratamento usual, respondendo, entretanto, à administração de magnésio.
Alguns autores não acreditam que a hipomagnesemia possa provocar arritmias no paciente digitalizado.
As alterações eletrocardiográficas, quais sejam, depressão do segmento ST com achatamento ou inversão da onda T, também são reversíveis com a administração do cátion.
A hipomagnesemia constitui-se em fator de risco para a aterosclerose e retinopatia diabética. Existem dados que suportam a hipótese de que a deficiência de magnésio está associada com a morte súbita na moléstia isquêmica do coração por produzir espasmo de coronária. A hipomagnesemia induz à supressão da glândula paratireóide, com consequente diminuição dos níveis circulantes de PTH.

Quadro 3 - Causas e mecanismos da hipomagnesemia

A – Redistribuição compartimental
  • Glicose e aminoácidos intravenosos
  • Realimentação de desnutrido
  • Correção da acidose em insuficiência renal
  • Cetoacidose diabética tratada
  • Pancreatite aguda
  • Pós-paratireoidectomia
B – Perda gastrintestinal
  • Diarréia – Vômito
  • Sucção nasogástrica prolongada
  • Fístula biliar ou intestinal
  • Enterite regional
  • Síndrome de má absorção
  • Ressecção intestinal extensa
C – Perda Renal
  • Diuréticos
  • Diurese osmótica ou salina
  • Hiperaldosteronismo primário e secundário
  • Excesso de álcool etílico ou carboidrato
  • Hipopotassemia
  • Hipercalcemia
  • Hipertireoidismo
  • Nefropatia por aminoglicosídeos, glomerulonefrite, pielonefrite, hidronefrose, acidose tubular renal, nefropatia tubulointersticial familial com hipopotassemia
  • Transplante renal
D – Outras
  • Sudorese profusa
  • Queimadura extensa
  • Líquido de diálise sem magnésio
  • Lactação excessiva
  • Hiperparatireoidismo
  • Moléstia osteolítica malígna
  • Alcoolismo ( perda gastrintestinal, renal e desnutrição )

Quadro 4 - Sinais e sintomas da hipomagnesemia
A – Sistema nervoso central
Confusão, irritabilidade, delírio, alucinações, psicose, rebaixamento do nível de consciência
B – Neuromuscular
Tetania (sinal de Chvostek, sinal de Trousseau, espasmo carpo-podal, convulsões generalizadas ou focais, hiperreflexia e clônus, fasciculação muscular, tremores, fraqueza muscular, dificuldade nos movimentos finos, insônia, nistagmo, ataxia, vertigem, disartria, movimentos musculares involuntários atetóides ou coreiformes de extremidades.
C – Cardíacos
Taquicardia sinusal ou nodal,extra-sístoles ventriculares ou atriais, precipitação de arritmias principalmente na presença de digitálico
Eletrocardiograma: depressão do segmento ST e achatamento ou inversão de onda T.
D – Gastrintestinais
Anorexia, vômitos, íleo paralítico, má absorção
E – Eletrolítico
Hipopotassemia, hipocalcemia
F – Outros
Incontinência urinária, púrpura
 
 o magnésio cura e regula as seguintes funções/sintomas